Seguir o O MINHO

Braga

Braga atenta à melhoria das condições das pessoas com deficiência

em

O Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência, em Braga, reuniu esta segunda-feira, 12 de setembro, com o intuito de debater problemas, recolher sugestões e apontar caminhos de forma a contribuir para a melhoria das condições de vida dos cidadãos com deficiência, assinalou a câmara de Braga em comunicado.

Questões como o estacionamento na via pública, a mobilidade pedonal e o transporte de pessoas com deficiência estiveram em destaque neste fórum, que serviu de base para o Município apresentar a rede pública de instalações sanitárias devidamente equipadas para servir cidadãos com deficiência.

Após o desafio lançado que nos foi lançado na última reunião, o Município de Braga já equipou algumas instalações sanitárias de forma a servir os cidadãos com deficiência com toda a dignidade e conforto. Já estão em funcionamento algumas casas de banho nomeadamente nas imediações do Cemitério de Braga, no Carandá ou na Avenida Central, esta última situada no acesso ao parque de estacionamento, e que resulta de um repto lançado pela autarquia aos operadores privados que actuam em Braga”, referiu Ricardo Rio, presidente da câmara municipal de Braga, adiantando que está para breve a abertura de mais instalações sanitárias no Parque da Ponte e um pouco por toda a cidade, para servir a população com deficiência.

Quanto à questão do transporte, Ricardo Rio lembrou que o Município de Braga tem efectuado várias interacções com o Governo a propósito do financiamento do transporte de pessoas com deficiência.

“É uma das questões mais sensíveis e não existe uma resposta muito cabal nessa área. Entendo que é uma resposta que não deve ser dada de forma massificada, mas sim ajustada à realidade de cada território”, considerou o autarca, explicando que em Braga, os Transportes Urbanos (TUB) disponibilizam 66 autocarros rebaixados, sendo que 63 têm rampa de acesso.

“Este número corresponde sensivelmente a metade da frota dos TUB e actuam preferencialmente nos circuitos urbanos”, explicou.

Também o apoio ao emprego e às colectividades que estão a trabalhar na área da deficiência, assim como a mobilidade pedonal mereceram especial atenção com Ricardo Rio a explicar que está a ser desenvolvido um plano para eliminar e mitigar barreiras arquitectónicas na cidade de Braga.

“Tem havido mutas candidaturas em sede dos diferentes Orçamentos Participativos (OP) neste sentido mas não têm sido as vencedoras. No entanto, o Município está a trabalhar para apresentar o projecto “Eu já Passo Aqui”, que se irá assumir como um plano de acção para a mobilidade, em contraponto com uma das propostas apresentadas numa edição do OP que se designava “Eu Não Passo Aqui” e que identificava uma série de barreiras e dificuldades sentidas pelos cidadãos”, adiantou Ricardo Rio.

Recorde-se que o Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência é um órgão de informação e consulta constituído por associações e instituições que tratam e acompanham as pessoas com deficiência.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Braga. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Populares