Seguir o O MINHO

Alto Minho

Bombeiros de Valença resgatam cegonha-branca que se encontrava parcialmente enterrada em areia

Resgate animal

em

Foto: BV Valença

Uma cegonha-branca (Ciconia ciconia) juvenil foi, esta quinta-feira, resgatada pelos bombeiros de um banco de areia, onde se encontrava presa, acabando por ser, depois, restituída à liberdade.  De acordo com os Bombeiros de Valença, que efetuaram o resgate, a ave estava presa numa zona de areia e água na freguesia de Cerdal.

Para o local foi mobilizada a Equipa de Intervenção Permanente, acompanhada do segundo comandante Filipe Moreira, constatando-se que a ave, de grande porte, ficou presa “numa zona de acumulação de areias e que devido às fortes chuvas que se têm feito sentir, estava parcialmente submersa e com dificuldade em se soltar por si só”.

Com estatuto de conservação “pouco preocupante”, a cegonha-branca é uma ave de grande porte da família Ciconiidae, chegando a atingir uma média de 100–115 cm da ponta do bico até ao fim da cauda e 155–215 cm de envergadura de asas.

Foto: BV Valença

Segundo os bombeiros, e dadas as circunstâncias, foi necessária a adoção de manobras com recurso a escadas de lanços, pois o piso encontrava-se movediço e a ave encontrava-se numa zona praticamente inacessível para os veículos assim como para os operacionais apeados.

Foto: BV Valença

Esta manobra permitiu ao chefe da EIP, subchefe Rui Pedro Fernandes, resgatar a ave em segurança, que uma vez solta retornou à fauna natural, esclarecem os ‘soldados da paz’.

EM FOCO

Populares