Seguir o O MINHO

Alto Minho

Bloco de Esquerda questiona Governo sobre contaminação do rio Lima na Galiza

Ambiente

em

Rio Lima. Foto: DR / Arquivo

O BE informou hoje ter questionado o Ministério do Ambiente e da Ação Climática sobre a alegada contaminação do rio Lima, na albufeira de As Conchas, Galiza, a cerca de 20 quilómetros do Lindoso.


Numa pergunta a que a agência Lusa teve acesso, os deputados do BE Maria Manuel Rola e José Maria Cardoso sublinham que, “nos últimos anos”, tem sido noticiada pela imprensa de Espanha “a alarmante contaminação da albufeira galega As Conchas, situada a menos de 20 quilómetros da fronteira portuguesa do Lindoso, no concelho de Ponte da Barca, que atravessa o Parque Nacional da Peneda-Gerês”.

“A albufeira As Conchas – constituída por massas de água provenientes do rio Lima e seus afluentes – apresenta níveis elevados de contaminação por nitratos responsáveis pela eutrofização e frequentes ‘blooms’ de cianobactérias e toxinas nas águas da albufeira”, sustentam os deputados.

Na pergunta dirigida ao ministério tutelado por João Pedro Matos Fernandes, o BE aponta “um estudo da Sociedade Galega de História Natural, com base em dados do Centro Superior de Investigaciones Científicas do Estado espanhol”, que refere que a “contaminação da albufeira por nitratos provém das mais de 400 explorações pecuárias de suínos existentes na comarca galega de A Limia”.

“Considerando que 67 dos 108 quilómetros do rio Lima se situam em território português – e que uma boa parte destes atravessam o Parque Nacional da Peneda-Gerês -, é com grande preocupação que o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda acompanha esta situação de possível exportação de contaminantes para a mais importante área protegida do nosso território, bem como para zonas a jusante desta”, argumentam os parlamentares.

Para o BE, “a exportação de contaminantes através do rio Lima pode originar graves problemas ambientais e de saúde pública” neste território.

Os deputados destacam que “o rio Lima, tal como os rios Minho, Douro, Tejo e Guadiana, é transfronteiriço, cuja bacia hidrográfica é abrangida pela Convenção sobre Cooperação para a Proteção e o Aproveitamento Sustentável das Águas das Bacias Hidrográficas Luso-Espanholas – o convénio ratificado por Portugal e pelo Estado espanhol comummente conhecido por Convenção de Albufeira”.

Maria Manuel Rola e José Maria Cardoso querem saber se o Governo português, liderado pelo socialista António Costa, tem conhecimento da situação, se contactou as autoridades galegas no sentido de prevenir os efeitos da contaminação em território” nacional, adiantando existirem “situações confirmadas de contaminação das águas e margens do rio Lima no Parque Nacional da Peneda-Gerês, bem como a jusante da área protegida”.

Na eventualidade de o executivo estar informado, os deputados do BE querem ser esclarecidos sobre as medidas tomadas “para mitigar e eliminar a contaminação”, e se irá e quando “aplicar as medidas previstas no Plano de Gestão de Região Hidrográfica do Minho e Lima, em coordenação com o Estado espanhol”.

Anúncio

Alto Minho

Bombeiros evitam que chamas atinjam casa durante incêndio em Ponte de Lima

Incêndio florestal

em

Foto cedida a O MINHO

O grande incêndio que lavra na freguesia de Anais nesta terça-feira, dirigia-se a uma habitação, cerca das 23:40, mas a rápida intervenção dos bombeiros no terreno evitou o pior.

As chamas chegaram a aproximar-se de uma habitação situada na zona de Costeira, na rua do Covão, mas apenas ardeu zona de floresta depois de os bombeiros conseguirem dominar o fogo que seguia na direção de zona habitacional, junto ao Bom Jesus de Anais, não chegando a casa a estar em perigo.

As chamas deste incêndio que atravessou as freguesias de Fornelos (onde teve início) e Queijada, estão ainda longe de serem dominadas, face aos fortes ventos que se fazem sentir naquela zona montanhosa que divide os concelhos de Ponte de Lima e Vila Verde, já no distrito de Braga.

Fonte do CDOS de Viana indicou a O MINHO que estão, de momento, 83 operacionais apoiados por 26 viaturas vindas de corporações dos dois distritos minhotos no combate às chamas.

Incêndio em Ponte de Lima vai com várias frentes para Vila Verde mas sem ameaçar casas

Adiantou ainda que o incêndio permanece ativo e não está a ameaçar habitações.

Continuar a ler

Alto Minho

Incêndio consome floresta em Ponte de Lima

Em Fornelos

em

Foto cedida a O MINHO por Ângelo Reis

ATUALIZAÇÃO

Incêndio em Ponte de Lima vai com várias frentes para Vila Verde mas sem ameaçar casas

Um incêndio está a consumir uma zona considerável de floresta na freguesia de Fornelos, em Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte do CDOS de Viana do Castelo.

O alerta foi dado cerca das 21:00 horas mobilizando várias corporações do distrito.

Foto: David Raúl / O MINHO

No local estão os Bombeiros de Ponte de Lima, Bombeiros de Viana do Castelo e Bombeiros de Paredes de Coura.

Pelas 21:45, o incêndio ainda se encontra ativo, mas não há registo de que possa estar a ameaçar habitações.

No total estão no combate às chamas 38 bombeiros apoiados por dez viaturas.

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Face a já ser noite, o helicóptero não está no teatro de operações.

Pelas 23:00 horas, o incêndio contava com várias frentes em direção a Vila Verde, seguindo disse a O MINHO o comandante dos Bombeiros de Ponte de Lima, Carlos Lima.

 

Continuar a ler

Alto Minho

Covid-19: Ponte da Barca com dois casos ativos, zero óbitos e dez recuperados

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Ponte da Barca

O concelho de Ponte da Barca, um dos menos afetados pela pandemia de covid-19 em toda a região do Minho, conta atualmente com dois casos ativos da doença, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Estes dois casos são trabalhadores estrangeiros que se encontravam no concelho para proceder a trabalhos sazonais de agricultura. Outros dois trabalhadores também estiveram infetados, mas já recuperaram. Um deles veio infetado da região de Lisboa e contagiou os outros três.

O MINHO sabe que o possível surto de covid foi imediatamente controlado, atingindo apenas esses quatro trabalhadores.

O total de casos acumulados desde o início da pandemia no concelho é de doze (sendo que apenas oito são habitantes residentes).

Não há registo de óbitos por covid-19 em Ponte da Barca.

O relatório diário da Direção-Geral da Saúde desta terça-feira, que voltou a divulgar os dados por concelho, indica onze casos acumulados, menos um do que o número apurado por O MINHO.

Covid-19: Mais 6 mortos, 233 infetados e 485 recuperados no país

Portugal regista hoje mais 6 óbitos por covid-19, em relação a segunda-feira, e mais 233 casos de infeção confirmados, 143 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.668 e o total de casos confirmados é de 47.051.

Há 31.550 casos recuperados, mais 485.

Continuar a ler

Populares