Seguir o O MINHO

Futebol

Bernardo Silva quer vencer primeira “final” e abrir caminho para o Qatar

Mundial2022

em

Foto: DR / Arquivo

Omédio Bernardo Silva assumiu hoje que a seleção portuguesa de futebol “precisa de uma vitória” na primeira de “três finais”, contra o Luxemburgo, para dar um passo importante na qualificação para o Mundial 2022.

“Nesta fase, todos os jogos são importantes, porque a fase de qualificação está quase a terminar. Precisamos de uma vitória, para irmos para os dois últimos jogos, em novembro, em boa posição no grupo. São três finais que temos de ganhar”, afirmou, em conferência de imprensa.

Ainda assim, o jogador do Manchester City, de 27 anos, recordou as dificuldades que Portugal sentiu em março, no Luxemburgo, pelo que será importante entrar bem no jogo de terça-feira, no Estádio Algarve.

“É uma equipa que não vai surpreender ninguém. É uma seleção que melhorou muito nos últimos anos e criou muitas dificuldades a Portugal no último jogo, em que pressionou alto. Tem bastante qualidade. Temos de entrar bem amanhã [terça-feira], porque no Luxemburgo não entrámos tão bem”, disse.

Fernando Santos quer aproveitar “última réstia de esperança” do Luxemburgo
Bernardo Silva recusou que Portugal possa ter maiores facilidades na partida, face à necessidade de os luxemburgueses vencerem e manterem-se na luta pela qualificação para o próximo Campeonato do Mundo.

“Essa situação pode jogar a favor de Portugal, porque podem estar mais expostos, mas também pode jogar contra nós, porque vão querer manter as esperanças de estar no Mundial”, observou.

Portugal e Luxemburgo jogam na terça-feira, a partir das 19h45, no Estádio Algarve, no antepenúltimo encontro da seleção lusa no Grupo A de qualificação para o próximo Campeonato do Mundo, que será dirigido pelo francês Benoît Bastien.

Com o triunfo da Sérvia diante dos luxemburgueses (1-0), no sábado, Portugal caiu para o segundo posto do grupo, com 13 pontos, menos um do que os sérvios (14), que lideram, mas têm mais uma partida realizada.

O Luxemburgo, que tem menos um jogo, é terceiro, com seis pontos, à frente de República da Irlanda (cinco) e Azerbaijão (um).

Populares