Benfiquistas fazem festa um pouco por todo o Minho

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Os adeptos do Benfica celebram, esta noite de sábado, a conquista do 38.º título de campeão nacional de futebol, deslocando-se às dezenas para o centro de algumas das cidades e vilas do Minho.

Pelas 20:30, já eram bastantes em cidades como Viana do Castelo, Famalicão e Fafe, e também em vilas como Ponte de Lima ou Vila Verde, onde a Casa do Benfica local montou um ecrã gigante no recinto da feira com direito a porco-no-espeto.

O Benfica conquistou hoje o 38.º título da sua história, batendo em casa o Santa Clara (3-0), de nada valendo ao FC Porto o triunfo sobre o Vitória de Guimarães, no adeus da I Liga de futebol.

Na 34.ª e última (e também decisiva) jornada, ‘encarnados’ e ‘dragões’ marcaram ambos três golos e alcançaram exatamente o mesmo resultado, mas a equipa de Roger Schdmit beneficiou dos dois pontos de vantagem na tabela para fazer a festa no Estádio da Luz, após uma ‘seca’ de três temporadas.

O FC Porto ‘entregou’ as faixas de campeão ao rival lisboeta e acaba com um prémio de consolação, com o avançado iraniano Mehdi Taremi a sagrar-se o melhor marcador desta edição da I Liga, com 22 golos.

Numa Luz lotada, Gonçalo Ramos (07 minutos), Rafa (28) e Grimaldo (60), de grande penalidade, confirmaram o primeiro lugar para o Benfica, num encontro perante um Santa Clara que entrou no relvado já despromovido e que confirmou o último lugar.

À espera de um deslize para chegar ao bicampeonato estava o FC Porto, mas tal não aconteceu, apesar da formação de Sérgio Conceição ter cumprido a sua obrigação, com golos Taremi (08 minutos), Otávio (32) e Evanilson (39).

O Vitória de Guimarães, que atuou com menos unidade a partir dos 83 segundos de jogo, por expulsão direta de Handel, saiu derrotado do Dragão e caiu para o sexto posto, que obriga a efetuar mais uma pré-eliminatória na Liga Conferência Europa, devido ao triunfo do Arouca no Algarve (2-0).

O Arouca chegou ao quinto posto e igualou a sua melhor classificação de sempre, com golos de Antony, aos 49 minutos, e Alan Ruiz, aos 51, a baterem o Portimonense, 15.º classificado.

Em Trás em Montes, o Boavista goleou o Desportivo de Chaves, por 4-1, num encontro com três expulsões para a equipa da casa. Seba Pérez (37 minutos), Bozenik (42 e 62) e Makouta (81) marcaram os golos dos boavisteiros, enquanto Héctor Hernández (46) fez o tento dos flavienses, que viram Guima, Benny e Abbas serem expulsos aos 67, 69 e 89, respetivamente.

O Boavista fecha a I Liga 2022/23 no nono lugar, enquanto o Desportivo de Chaves ficou com a sétima posição, com 46.

O Gil Vicente fechou a participação no campeonato com uma vitória caseira sobre o Casa Pia, por 1-0, com um golo do avançado espanhol Fran Navarro, que terminou a I Liga com 17 tentos, enquanto Marítimo, antepenúltimo, perdeu na casa do Estoril, por 3-1, num encontro em que deverá ter perdido Fábio China e René, expulsos, para a primeira mão do ‘play-off’ de manutenção com o Estrela da Amadora, terceiro da II Liga.

Os jogos serão em 03 e 11 de junho.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Benfica campeão nacional 2022/23

Próximo Artigo

Vitória perde no 'Dragão' e termina em sexto na Liga

Artigos Relacionados
x