Seguir o O MINHO

Futebol

Benfica perde na Ucrânia, mas sonha à custa de Vlachodimos e Pizzi

Liga Europa

em

Imagem via SporTV

O Benfica perdeu hoje 2-1 no reduto do Shakhtar Donetsk, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa em futebol, mantendo-se na corrida aos ‘oitavos’ à custa de Vlachodimos e de um penálti de Pizzi.


Numa fase da prova em que nunca havia perdido – oito vitórias e dois empates, para cinco apuramentos em cinco eliminatórias -, a formação da Luz ainda recuperou em Kharkiv de uma primeira desvantagem, mas um erro crasso de Rúben Dias ditou o desaire.

O brasileiro Alan Patrick, aos 56 minutos, e Kovalenko, aos 72, apontaram os golos do conjunto de Luís Castro, enquanto Pizzi marcou, aos 67, o seu 23.º golo da temporada, que pode vir a ter um peso determinante para o jogo de quinta-feira, na Luz.

Mas, para já, o Benfica está em desvantagem, após mais uma exibição que deixou muito a desejar, tanto na defesa como no ataque, para somar a terceira derrota em quatro jogos, com um empate pelo meio, em Famalicão, que valeu um lugar no Jamor.

Em Lisboa, os ‘encarnados’, salvos em várias ocasiões por Vlachodimos, terão de jogar muito mais, porque o Shakhtar, mesmo numa espécie de pré-temporada – não jogava um jogo oficial desde 14 de dezembro -, mostrou que tem vários desequilibradores na frente, como Taison, Marlos ou Júnior Moraes.

Em relação ao desaire caseiro com o Sporting de Braga (0-1, no sábado, para a I Liga), Bruno Lage procedeu a três alterações, com o castigado Weigl, Rafa e Vinícius a cederem os seus lugares a Florentino, Chiquinho e Seferovic.

O Benfica entrou, assim, com Tomás Tavares, Rúben Dias, Ferro e Grimaldo, à frente de Vlachodimos, dois médios centrais (Florentino e Taarabt), Chiquinho e Cervi nos extremos e Pizzi ao meio, nas costas do ponta de lança Seferovic.

O jogo começou com o Shakhtar mais tempo com a bola, mas a só rematar aos 13 minutos, por Taison, para, aos 20, Marlos marcar em contra-ataque, só que em fora de jogo, milimétrico, numa jogada iniciada num passe falhado de Florentino.

A jogada animou, ainda assim, os ucranianos, que acentuaram o domínio e assustaram por Kovalenko (24 minutos) e Júnior Morais (27), mas, rapidamente, o Benfica reequilibrou e, melhor na parte final da primeira parte, teve a primeira ocasião por Pizzi (44).

O ‘onze’ de Luís Castro começou melhor a segunda metade e criou várias oportunidades, com Vlachodimos a parar os remates de Júnior Morais (46 minutos) e Marlos (55) e, pelo meio (51), o poste esquerdo a ‘segurar’ o de Ismaily.

A insistência dos ucranianos acabou por dar frutos aos 56 minutos, numa jogada de envolvência entre Taison, Júnior Morais e Marlos, que tocou para o remate colocado de Alan Patrick, à entrada da área, sem hipóteses para o internacional grego.

O Benfica não demorou a reagir e conseguiu chegar ao golo, num penálti de Pizzi, aos 67 minutos, cinco depois de festejar o tento de Tomás Tavares, que o árbitro, após consultar as imagens, anulou, por fora de jogo, assinalando falta anterior sobre Cervi.

A igualdade não se aguentou, porém, muito tempo, pois, aos 72 minutos, Rúben Dias, em vez de atirar a bola para fora, facilitou e perdeu a bola para Marlos, que tocou para Júnior Morais oferecer o golo a Kovalenko. Vlachodimos nada podia fazer.

Na parte final, o Benfica ainda tentou chegar ao segundo golo, mas não conseguiu mais do que dois remates de Grimaldo, que o veterano Pyatov segurou, aos 75 e 79 minutos.

Anúncio

Futebol

Vitória contrata jovem médio do Chelsea até 2024

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O médio inglês Jacob Maddox, de 21 anos, reforçou o Vitória SC, da I Liga portuguesa de futebol, tendo assinado um contrato válido por quatro temporadas, anunciou hoje o clube minhoto, no sítio oficial.

Segundo a nota publicada, os vimaranenses adquiriram 60% dos direitos económicos do jogador que estava vinculado ao Chelsea, emblema ao serviço do qual cumpriu quase toda a formação, entre as épocas 2012/13 e 2017/18, tendo contribuído para as conquistas de uma UEFA Youth League e de um campeonato inglês sub-18.

O médio ofensivo esteve emprestado nas duas últimas épocas, tendo marcado quatro golos em 44 jogos pelo Cheltenham Town, do quarto escalão inglês, em 2018/19.

Na temporada anterior, Jacob Maddox representou o Tranmere Rovers, do terceiro escalão, e o primodivisionário Southampton, onde jogou pela equipa sub-23.

O futebolista cumpriu ainda dois jogos pela seleção sub-19 inglesa que venceu o europeu de 2017, na Geórgia, após vencer a final com Portugal (2-1), na qual também alinhavam outros dois vitorianos: o central Suliman e o extremo Marcus Edwards.

Jacob Maddox vai incluir o plantel treinado por Tiago Mendes, que se apresenta ao trabalho na segunda-feira, refere ainda a nota publicada pelos vimaranenses.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão contrata extremo brasileiro ao Grêmio

Jhonata Robert

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa futebol, anunciou hoje a contratação do brasileiro Jhonata Robert para a temporada de 2020/2021.

O extremo brasileiro, de 20 anos, prepara-se para se estrear no futebol europeu, depois de se ter destacado no Grêmio.

Após ter iniciado o percurso futebolístico numa escolinha de futebol em Pernambuco e no Barra Futebol Clube, o jovem mudou-se para Porto Alegre, onde viria a ganhar notoriedade e a ter a oportunidade de jogar no Brasileirão com apenas 20 anos com a camisola do Grêmio.

Este ano, Jhonata Robert esteve cedido ao Cruzeiro.

“Ter a oportunidade de jogar na Europa era um desejo e poder fazê-lo no FC Famalicão é, claramente, uma escolha acertada. É um clube que permite aos jovens explanar as suas qualidades, pois adota um estilo de jogo bastante positivo”, referiu o reforço.

Continuar a ler

Futebol

235 jogos depois: Douglas pendura as luvas

I Liga

em

Foto: DR

Douglas, guarda-redes do Vitória SC, vai acabar a carreira de jogador e passa a integrar a estrutura do clube, adianta o Grupo Santiago.

O guardião de 37 anos, com 235 jogos pelo emblema de Guimarães, terá aceitado o convite de Miguel Pinto Lisboa e Carlos Freitas para desempenhar novas funções como coordenador da formação de guarda-redes.

A opção de Douglas e da SAD do Vitória será oficializada até ao final da semana, antes do arranque dos trabalhos de pré-temporada, que acontece na próxima segunda-feira.

Douglas é o segundo guarda-redes com mais jogos com a camisola do Vitória, só atrás de António Jesus, que esteve em 240 partidas pelo Vitória.

Natural de Ribeirão Preto, no Brasil, Douglas está em Portugal desde 2010, tendo representado sempre o Vitória SC
Recorde-se que o Vitória SC já anunciou a contratação de dois guarda-redes: Matous Trmal, internacional sub-21 pela República Checa contratado ao FC Slovacko, e Nicolas Tié, internacional sub-23 pela Costa do Marfim que representava o Chelsea.

Continuar a ler

Populares