Seguir o O MINHO

Futebol

Benfica formalizou à CMVM a rescisão com treinador Bruno Lage

Mercado

em

Foto: DR

O Benfica comunicou hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a formalização da rescisão com o treinador de futebol Bruno Lage, que apresentou a demissão após o desaire de segunda-feira com o Marítimo.


“A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que formalizou hoje a rescisão do contrato de trabalho desportivo com o treinador Bruno Miguel Silva do Nascimento (Bruno Lage)”, avança o curto comunicado.

O treinador natural de Setúbal assumiu o cargo, então “provisoriamente”, em 03 de janeiro de 2019, substituindo Rui Vitória, numa altura em que o Benfica era quarto na I Liga, a sete pontos da liderança.

Lage, de 44 anos, entrou com quatro triunfos, renovou contrato até 30 de junho de 2023 e levou mesmo os ‘encarnados’ à conquista do título nacional em 2018/19, ao somar vitórias em 18 das últimas 19 jornadas, sendo exceção um 2-2 com o Belenenses SAD.

Em 2019/20, começou da melhor forma, ao conquistar a Supertaça com uma goleada ao Sporting (5-0), e parecia destinado a chegar ao ‘bis’ no campeonato, após nova série de 18 triunfos em 19 jogos, agora com uma derrota pelo meio (0-2 com o FC Porto).

Um segundo desaire na época com os portistas, em 08 de fevereiro, no Dragão, iniciou, porém, um ciclo muito negativo, com apenas dois triunfos em 13 jogos, em todas as competições, que conduziram à sua saída do comando técnico do Benfica.

No total, somou 51 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (181-76 em golos), em 76 jogos.

O Benfica volta a jogar hoje, recebendo o Boavista, para a 30.ª jornada da I Liga, num embate em que vai ser orientado por Nélson Veríssimo, que era um dos adjuntos de Bruno Lage.

Anúncio

Futebol

Davidson confirma saída do Vitória rumo à Turquia

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O extremo Davidson confirmou hoje que vai jogar no Alanyaspor, da I Liga turca de futebol, a partir da próxima época, após ter cumprido as duas últimas temporadas no Vitória SC.

“Este é o momento [para sair]. Estou eternamente grato ao Vitória, mas tenho 29 anos e este é o momento de seguir novos rumos, e o Alanyaspor apostou em mim. Também vou porque [a equipa] está na Liga Europa. É um desafio promissor para a minha carreira”, disse o jogador brasileiro, numa entrevista ao canal 11.

A caminho do quinto classificado da I Liga turca em 2019/20, que vai disputar a terceira pré-eliminatória da Liga Europa, o atacante considerou que a última época em Guimarães foi “boa individualmente” – realizou 44 jogos e marcou 10 golos, repartidos pela I Liga, pela Taça de Portugal, pela Taça da Liga e pela Liga Europa.

Natural do Rio de Janeiro, Davidson chegou a Portugal no verão de 2015, para representar o Sporting da Covilhã, clube da II Liga ao serviço do qual apontou 13 golos em 67 partidas, em época e meia.

O atacante mudou-se para o Desportivo de Chaves em janeiro de 2017 e marcou seis golos em 53 encontros oficiais pelos transmontanos, até ao final da temporada 2017/18, antes de se transferir para o Vitória, clube pelo qual fez 10 golos em 39 desafios na primeira época.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão contrata defesa esquerdo ao Chaves

Ibrahim

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a contratação de Abdul Ibrahim, defesa esquerdo, com um vínculo válido até ao final da temporada 2022/23.

“Assinar pelo Famalicão é mais um passo importante na minha carreira. Conheço o projeto que o clube delineou e estou muito entusiasmado para ajudar o clube a continuar o seu processo ascendente no futebol português”, referiu o ganês, de 21 anos.

O jogador chegou a Portugal em 2017 para jogar nos juniores do Chaves, clube que o descobriu na Academia WAFA.

Abdul Ibrahim manteve-se em Trás-os-Montes até ao final da época transata, durante a qual atuou na equipa satélite dos flavienses, que competiu no Campeonato de Portugal.

Continuar a ler

Futebol

Paulo Sousa deixa comando técnico dos franceses do Bordéus

Futebol

em

Paulo Sousa. Foto: DR / Arquivo

O português Paulo Sousa rescindiu hoje o seu contrato com o Bordéus, 12.ºs classificados da Liga francesa quando foi a competição foi cancelada devido à pandemia de covid-19, confirmou à Lusa a assessoria do treinador.

Paulo Sousa, de 49 anos, deixou o clube ao qual chegou em março de 2019, devido ao incumprimento com o projeto desportivo proposto, explicou a mesma fonte, acrescentando que o português já tinha assumido a vontade de rescindir o contrato que o ligava ao clube até 30 de junho de 2022.

O antigo médio de Benfica, Sporting, Juventus, Borussia Dortmund, Inter Milão, Parma, Panathinaikos e Espanyol estreou-se como treinador nas seleções jovens portuguesas, seguindo-se passagens por Queens Park Rangers, Swansea, Leicester, Videoton, Maccabi Telavive, Basileia, Fiorentina e Tianjin Quanjian.

No seu historial como técnico, Paulo Sousa sagrou-se campeão na Suíça (2014/15) e em Israel (2013/14), tendo ainda conquistado uma Taça de Israel (2013/14), uma Taça da Liga húngara (2011/12) e duas Supertaças da Hungria (2011/12 e 2012/13).

Continuar a ler

Populares