Seguir o O MINHO

Atletismo

SC Braga continua no pódio do atletismo masculino em Portugal

em

O Benfica revalidou este domingo o título nacional de atletismo de clubes, em masculinos, enquanto o Sporting voltou a dominar em femininos, na final do campeonato, que se realizou no Estádio 1.º de Maio, em Braga.

Em masculinos, os ‘encarnados’, que conquistaram o oitavo título consecutivo, voltaram a revelar-se mais fortes no segundo dia, totalizando 155 pontos, contra 145 do Sporting, segundo, e 104 do anfitrião SC Braga, que fechou o pódio.

Os benfiquistas foram solidificando a vantagem durante o dia, ao vencerem sete das 11 provas realizadas.

Destaque para o triplo salto, prova em que Pedro Pablo Pichardo, sem a concorrência do lesionado sportinguista Nélson Évora, venceu tranquilamente, com 17,21 metros.

O emblema da ‘águia’ dominou, ainda, nos 110 metros barreiras, nos 3.000 metros, no salto em altura e nos lançamentos do disco e do martelo.

Por seu lado, o Sporting ainda conseguiu três vitórias, com destaque para a estafeta dos 4×400 metros e também para Carlos Nascimento, nos 200 metros, que repetiu o triunfo da véspera nos 100, pautando-se como o homem mais rápido do fim de semana.

Em femininos, as ‘leoas’ conquistaram, sem problemas, o seu 48.º título, com 156 pontos e uma vantagem confortável sobre o Benfica, segundo, com 113, os mesmos da Juventude Vidigalense, terceira classificada, mas com mais vitórias individuais.

Na tarde de hoje, o Sporting venceu oito de 10 disciplinas, com destaque para o triunfo dilatado de Patrícia Mamona no triplo salto, com uma marca de 14,19, igual à melhor do ano conquistada pela atleta, ainda esta semana, em França.

Também na corrida de estafetas 4×400 metros, as atletas ‘leoninas’ não deram qualquer hipótese à concorrência, vencendo por uma larga vantagem.

Referência, ainda, para os triunfos de Salomé Afonso, nos 800 metros, de Olímpia Barbosa nos 100 metros barreiras ou de Lorene Barzolo, nos 200 metros, confirmando também que foi a mais veloz da competição, depois de ter vencido, na véspera, os 100 metros.

O dia terminaria com uma ‘pitada’ de polémica, depois de uma inicial desclassificação de um atleta do Sporting, por alegada irregularidade, na prova de estafetas 4×400, na sequência de um protesto apresentado pela comitiva do Benfica.

Os responsáveis do Sporting contestaram, no final, a decisão, apresentando uma defesa, à qual foi dada provimento, levando a que os juízes ratificassem a pontuação final dos ‘leões’, sem influência no desfecho da classificação.

Menção ainda, nesta jornada de atletismo no icónico Estádio 1.º de Maia, em Braga, para os resultados da II divisão, onde o Cucujães se sagrou vencedor, em masculinos, e a ACR Sra. do Desterro em femininos.

Classificações finais:

I Divisão (masculinos):

1. Benfica, 155 pontos.

2. Sporting, 145.

3. SC Braga, 104.

Vencedores individuais:

Lançamento do Martelo: António Vital Silva (Benfica), 70,95 metros.

Salto em Altura: Paulo Conceição (Benfica), 2,15 metros.

110 metros barreiras: João Vítor Oliveira (Benfica), 13,91 segundos.

800 metros: Wilson Conniot (Jardins da Serra), 1.53,86 minutos.

400 metros barreiras: Jordin Andrade (Sporting), 50,95 segundos.

Lançamento do disco: Francisco Belo (Benfica), 56,54 metros.

200 metros: Carlos Nascimento (Sporting), 21,05 segundos.

Triplo Salto: Pedro Pablo Pichardo (Benfica), 17,21 metros.

3000 metros obstáculos: André Pereira (Benfica), 9.02,11 minutos.

3000 metros: Rui Pinto (Benfica), 8.13,81 minutos.

4×400 metros: Sporting, 3.10,43 minutos

I Divisão (femininos):

1. Sporting, 156 pontos

2. Benfica, 113.

3. Juventude Vidigalense, 113.

Vencedores individuais:

100 metros barreiras: Olímpia Barbosa (Sporting), 13,80 segundos.

Triplo Salto: Patrícia Mamona (Sporting), 14,19 metros.

800 metros: Salomé Afonso (Sporting), 2.08,64 minutos.

Salto em Vara: Beatriz Afonso (Benfica), 3,45 metros.

400 metros barreiras: Andreia Crespo (Sporting), 58,96 segundos.

Lançamento do peso: Jessica Ichude (Sporting), 16,45 metros.

200 metros: Lorene Bazolo (Sporting), 23,60 segundos.

Lançamento do Dardo: Jéssica Barreira (Sporting), 45,40 metros.

3000 metros: Marta Pen Freitas (Benfica), 9.10,29 minutos.

4×400 metros: Sporting, 3.35.95 minutos.

II Divisão (masculinos):

1. NA Cucujães, 109 pontos

2. CC S. João da Madeira, 107 pontos

3. Maia Atlético Clube, 103 pontos

II Divisão (femininos):

1. ACR Sra. do Desterro, 119 pontos

2. União Clube Eirense, 116

3. Grupo de Atletismo de Fátima, 112

Anúncio

Atletismo

Arcos de Valdevez: Aldeia de Sistelo recebe 2.ª edição da Extreme Marathon

Arcos de Valdevez

em

Foto: Divulgação

A aldeia de Sistelo, em Arcos de Valdevez, vai ser palco no dia 20 da II Sistelo Extreme Marathon, prova que combina percursos em ecovia, em estradas de montanha e em trilho, informou hoje a organização.

Considerada o “Pequeno Tibete Português”, a aldeia de Sistelo foi também reconhecida pelo Governo como monumento nacional, o que a torna na primeira do país a deter este reconhecimento.

Foto: Arquivo

Todo o percurso da prova vai decorrer dentro do município de Arcos de Valdevez, um dos cinco que integram a área do único parque nacional do país – o Parque Nacional Peneda-Gerês, classificado como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO em 2009.

O evento compreenderá as distâncias de maratona – 42 quilómetros, 32, 21 e 13 quilómetros – e ainda uma caminhada solidária de sete quilómetros, cujas receitas angariadas com o valor das inscrições reverterão a favor dos bombeiros voluntários de Arcos de Valdevez.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado vice-campeã europeia de sub-20 nos 3.000 metros

Mariana Machado disputa ainda a final dos 1.500 metros

em

Foto: DR/Arquivo

A portuguesa Mariana Machado conquistou hoje a medalha de prata nos 3.000 metros dos Europeus de atletismo de sub-20, após ter sido ultrapassada na reta final pela polaca Zofia Dudek.

Apesar de ter estado envolvida numa queda, Mariana Machado liderava a prova, mas Dudek surpreendeu a atleta natural de Celeirós, no concelho de Braga, após a derradeira curva, terminando em 9.30,06 minutos, menos 0,60 segundos do que a lusa.

https://twitter.com/SCBragaOficial/status/1152994651756007425?s=19

No final da sua prova, em declarações ao site da Federação Portuguesa de Atletismo, Mariana afirmou-se “feliz, mas estava à espera de mais. Acho que trabalhei para mais. Tive uma queda ali logo ao início. Felizmente ainda consegui recuperar e cheguei ao grupo da frente, mas vim um pouco desgastada. Foram muitos erros a partir da queda. Ainda vamos decidir como vamos fazer [hoje à tarde], não foi o que estávamos à espera, ainda vamos ponderar”.

A italiana Elisa Ducoli conquistou o último lugar do pódio, com o tempo de 9.32,42, enquanto a também portuguesa Lia Lemos não foi além do 14.º lugar da final, em 10.00,97.

Mariana Machado disputa ainda hoje a final dos 1.500 metros.

Esta é a segunda medalha da seleção portuguesa nos Europeus de 2019, que decorrem em Boras, na Suécia, um dia depois de Nuno Pereira se ter sagrado campeão europeu dos 1.500 metros.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado também vai à final dos 3.000 metros nos Europeus sub20

Atleta também está apurada nos 1.500 metros, depois de ter sido a melhor na semi-final que disputou

em

Foto: Arquivo

A bracarense Mariana Machado qualificou-se, esta sexta-feira, para a final dos 3.000 metros dos Europeus de sub-20, que se estão a disputar em Boras, na Suécia.

Mariana Machado conseguiu a terceira melhor marca das eliminatórias, com um tempo de 9.30,03 minutos.

A final está marcada para domingo, horas antes de Mariana Machado disputar também a corrida das medalhas nos 1.500 metros.

Mariana Machado vence meia-final dos 1.500 metros nos Europeus sub-20

“Para já, estou a conseguir gerir bem as eliminatórias das duas provas, teria sido pior se não tivesse tido nenhuma competição antes. Agora vou aproveitar para descansar o máximo possível amanhã [sábado], que não tenho provas, para poder recuperar para as finais de domingo”, disse Mariana Machado.

Continuar a ler

Populares