Seguir o O MINHO

Braga

Benfica apoia causa de família de Vieira do Minho que precisa de ajuda

“Vamos ajudar o António”?

em

Foto: Facebook de Tiago Velhos

O plantel sénior da equipa de futebol do Benfica veio, este sábado, dar um novo impulso na causa da família de António Vieira, homem de Vieira do Minho que ficou incapacitado em 99% do corpo na sequência de uma queda.

Em Braga, nas instalações do Hotel Meliá, onde a equipa se encontrava alojada para disputar o encontro da 15.ª jornada, frente ao Vitória SC, os atletas receberam a família composta por António, pela mulher Rosa Oliveira e pela filha, que deixou um pedido especial aos craques campeões nacionais.

A pequena Leonor pediu aos jogadores que ajudassem, de alguma forma, a conseguir comprar uma carrinha adaptada para maior conforto de António e da família, que encontra muitas dificuldades para deslocar António aos serviços de saúde, num carro normal.

A O MINHO, Rosa Oliveira explica que o encontro com o plantel “foi muito positivo”. “Estivemos um pouco com eles, foram muito simpáticos e atenciosos”, refere. Quanto ao pedido de ajuda para comprar a viatura, Rosa não adianta grandes pormenores. “Foi feito o pedido e disseram que iam ver o que podiam fazer para ajudar”, conta.

Recorde-se que foi um atleta do Benfica que ofereceu a ceia de Natal à família. Rafa Silva, que já atuou no SC Braga, disponibilizou-se para suportar os custos do jantar natalício daquela família, como revelou Rosa Oliveira a O MINHO.

Vieira do Minho: Jogador do Benfica paga ceia de Natal a família que precisa de ajuda

Esta proximidade dos atletas do Benfica para com a família tem o dedo do treinador famalicense Tiago Velho, atualmente ao serviço do GD Gerês, conhecido por realizar sonhos de crianças doentes ou desfavorecidas.

Rosa explica que a mobilização em torno da causa para apoiar o marido tem sido “enorme”, sobretudo na vila onde residem. “As pessoas têm ajudado com o que podem, organizam eventos para nos apoiar financeiramente, como foi o caso da corrida de São Silvestre”, aduz.

Campanha solidária

“Vamos ajudar o António”. Este é o mote para uma campanha solidária, criada nas redes sociais, para ajudar a família.

Para ajudar, é possível fazer a doação através daquela rede social ou entrar em contacto direto com Rosa Oliveira, através do número 919 453 406.

Podem também fazer uma transferência direta para o NIB de António José Ferreira Vieira (0033 0000 0024 6002 3800 5) ou IBAN (PT50 0033 0000 0024 6002 3800 5)

A campanha explica que António sofreu um acidente no dia 28 de março de 2018, enquanto fazia a poda de uma árvore. A escada caiu e António ficou tetraplégico, com uma incapacidade de 99%.

“Venderam a casa, pois era muito pequena e mudaram-se para a casa da mãe da Rosa, enquanto tentam fazer uma casa com as condições que o António precisa para ter uma vida com alguma qualidade e segurança”, refere a publicação.

Os familiares, amigos, empresas e entidades tem ajudado na construção desta nova habitação, mas ainda falta algum tempo até a casa estar concluída.

“Enquanto isso, eles precisam de ajuda para tentar ter algum conforto e ajuda a ultrapassar as dificuldades diárias”, explica a promotora da campanha.

Anúncio

Braga

Braga apresenta novo albergue para peregrinos

Freguesia de Merelim São Pedro

em

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

Braga disponibilizou um novo albergue público para peregrinos situado na Rua do Carmo, na freguesia de Merelim São Pedro.

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

 

Segundo a página Caminhos Por Braga, o albergue conta com cozinha completa, camarata, casas de banho separadas para o sexo masculino e feminino e Wi-Fi.

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

Os peregrinos terão também acesso a um mini-mercado e a uma Caixa Multibanco situadas na proximidade do local.

 

 

 

 

Continuar a ler

Braga

Queijaria de Braga vence prémio de melhor loja gourmet em Portugal

Prémios da revista Vinho Melhores Escolhas

em

Foto: Facebook de Corriqueijo

A empresa Corriqueijo, sediada no centro da cidade de Braga, na Rua dos Biscainhos, foi considerada a “Melhor Loja Gourmet” nos prémios da revista VINHO Grandes Escolhas.

O prémio foi entregue na passada sexta-feira, durante a gala que decorreu no velódromo nacional de Sangalhos, no distrito de Coimbra, recolhendo vários elogios do júri.

De acordo com os jurados, a marca artesanal bracarense“distingue-se pela grande variedade de queijos artesanais, internacionais e nacionais, garantindo um contacto pessoal e privilegiado com os pequenos produtores do país e uma experiência única a todos os que a visitam”.

Recorde-se que, na mesma gala, a quinta Soalheiro, sediada em Melgaço, foi distinguida como “Melhor Marca do Ano”.

Soalheiro eleito Marca do Ano 2019 nos prémios Revista dos Vinhos

O grande destaque desta edição foi para o Niepoort Porto Vintage 2017, considerado o Vinho do Ano 2019. O prémio produtor do ano foi para a Quinta da Boavista. O Produtor de Vinhos Fortificados do Ano foi para o grupo Fladgate Partnership (Taylor”s, Fonseca, Croft e Krohn).

Continuar a ler

Braga

Investigador da UMinho desenvolve composto capaz de matar células cancerigenas

Ricardo Pires

em

Foto: researchgate.net / DR

O investigador da UMinho, Ricardo Pires, comanda uma investigação responsável pela criação de um composto capaz de neutralizar células cancerígenas criando uma cápsula de fibras que envolve o tumor e provoca a sua morte celular.

Segundo o programa 90 Segundos de Ciência, da Antena 1, Ricardo Pires, do grupo 3B’s – Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos da Universidade do Minho (UM), tem criado métodos para a distinção das células cancerígenas das células saudáveis utilizando enzimas e proteínas para reduzir os avanços da doença.

O composto criado é capaz de se auto-organizar em estruturas pré-programadas e será este avanço que permitirá ao investigador neutralizar as células malignas.

O investigador afirma que “ao haver esta conversão é formada uma rede à volta da célula que encapsula a célula nessa rede e inibe a troca de nutrientes promovendo a morte celular auto-regulada. Isto é, a própria célula cancerígena inicia processos internos para se suicidar. Nesta altura estamos a ultimar as partes dos testes in vivo em animais e a seguir iremos fazer testes de eficácia do composto a longo termo, utilizando tempos mais longos, para ver se há algum retrocesso no cancro ou não”, conclui.

Os testes efetuados até agora utilizam com modelos de osteossarcoma, um cancro que afeta os ossos.

 

Continuar a ler

Populares