Barcelos quer ser “dos primeiros concelhos a deixar de ter sem-abrigo nas ruas”

Foto: O MINHO

“Barcelos pretende ser dos primeiros concelhos a deixar de ter sem-abrigo nas ruas, conferindo dignidade e condições mínimas a essas pessoas”, afirmou hoje o presidente da Câmara, Mário Constantino, na apresentação de um novo projeto para apoiar aquela faixa da população mais desprotegida.

A partir de hoje, Barcelos dispõe de um Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo, uma estrutura que envolve 16 entidades e cujas finalidades são realizar e atualizar o diagnóstico local sobre o fenómeno das pessoas em situação de sem-abrigo, identificar e mobilizar recursos necessários à resolução do problema, elaborar um Plano de Ação, e desenvolver as respetivas intervenções.

Na sessão de assinatura da criação deste Núcleo, o presidente da Câmara assinalou a importância do momento, elucidando que “a formalização desta estrutura através de protocolo vai reforçar o trabalho que já vem sendo desenvolvido no terreno, congregando parceiros que são extremamente importantes neste processo”.

Foto: CM Barcelos

Na sessão, esteve também presente o vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social, e ex-Coordenador para a Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo, Henrique Joaquim, que disse ser “possível atenuar este fenómeno e devolver as pessoas à vida digna e ativa. Mesmo nos casos mais difíceis e complicados haverá sempre a possibilidade de uma solução”.

Após a constituição do Núcleo  Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Barcelos, Henrique Joaquim deu uma formação de informação e sensibilização relativa a este tema.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Ruy de Carvalho vai contar histórias inéditas da sua (longa) carreira em Arcos de Valdevez

Próximo Artigo

Escola Superior de Enfermagem da UMinho celebra 111 anos

Artigos Relacionados
x