Seguir o O MINHO

Barcelos

Barcelos interpõe providência cautelar contra a construção da Linha de Muito Alta Tensão

No Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga

em

Uma das muitas faixas negras colocadas na freguesia de Perelhal, na estrada para Esposende. Foto: O MINHO

A Câmara Municipal de Barcelos apresentou, hoje, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, uma providência cautelar contra a construção da Linha de Muito Alta Tensão no território do concelho.


A iniciativa vinha, também, sendo reclamada, com veemência, pelo PSD local.

O Municipio adiantou que a ação pretende a suspensão da eficácia da Declaração de Impacte Ambiental (DIA), proferida pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) em 21 de novembro de 2016; e do despacho da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), datado de 27 de março de 2019, que concedeu a licença de construção da Linha. Pede, ainda, o embargo de obra nova de construção da referida Linha e a abstenção de qualquer conduta ou operação material que se relacione com a sua construção.

As entidades visadas são a APA, a Rede Elétrica Nacional (REN) e a DGEG.

O Município de Barcelos recorda, a propósito, que apresentou, em fevereiro de 2017, uma ação de impugnação da Declaração de Impacte Ambiental favorável ao projeto de construção da Linha no concelho, processo que se encontra em apreciação no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga.

Entretanto, em 09 de maio de 2018, a DGEG informou o Município de Barcelos que em fevereiro daquele ano “solicitou à REN a preparação de uma alternativa técnica ao longo do espaço-canal da A28, a fim de ser instruído para licenciamento ambiental e junto da DGEG, e em articulação com os municípios”.

Contudo, na reunião com a Comissão de Acompanhamento da Linha de Muito Alta Tensão, realizada dia 15 de maio, o Secretário de Estado da Energia informou que o projeto tinha sido já aprovado, sem a necessária articulação com o Município.

Impugnação

Nessa sequência, a Câmara apresentou ao Tribunal Administrativo, um pedido de ampliação do objeto da ação apresentada em fevereiro de 2017, procurando impugnar o despacho da DGEG que concedeu a licença de construção da Linha.

Tendo em conta o avanço, anunciado pela REN, das obras de construção da Linha, a Câmara apresenta, em simultâneo, uma providência cautelar tendo em vista a “suspensão imediata de todo e qualquer trabalho, realizado por si ou por terceiros sob a sua ordem, de montagem do estaleiro em Macieira de Rates ou noutro local qualquer do concelho”; a “suspensão imediata de todo e qualquer trabalho de construção” da Linha; a “suspensão imediata de todo e qualquer procedimento administrativo relacionado” com a Linha; a “abstenção de qualquer conduta ou prática de atos de preparação, concretização, implementação ou desenvolvimento” da Linha.

Anúncio

Barcelos

Festival de blues na margem do Cávado em Barcelos com três bandas nacionais

‘River Blues’

em

L-Blues. Foto: DR

Três bandas portuguesas compõem o cartaz da edição 2020 do Festival River Blues, que vai decorrer em 28 e 29 de agosto na frente ribeirinha de Barcelos, anunciou hoje o município.

No primeiro dia, atuam os “The Smokestackers”, um duo formado por João Belchior e Diogo Mão de Ferro, ea banda nortenha “L-Blues”.

No dia 29, o palco será dos “Delta Blues Riders”.

Nas edições anteriores, já passaram por Barcelos nomes como Jean-Paul Rena, Quantic Mode, Minneman Blues Band, L-Blues, António Mão de Ferro, Just Soul Orchestra, Budda Power Blues, Nuno Andrade, Blues Drive e Vitor Bacalhau.

Continuar a ler

Barcelos

Feira de Barcelos volta a registar longas filas para entrar no recinto

Covid-19

em

Foto: O MINHO

A feira semanal de Barcelos voltou a registar na manhã desta quinta-feira longas filas para entrar no recinto, devido às medidas de segurança e higiene para contenção da pandemia de covid-19.

As filas, como documentam as fotografias recolhidas por O MINHO, registavam-se em todas as entradas.

Como o nosso jornal noticiou, na semana passada, registaram-se longas filas para entrar na feira de Barcelos, sendo que o tempo de espera podia chegar até uma hora.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

A feira de Barcelos, uma das maiores e mais antigas do país, foi retomada em pleno no dia 28 de maio, após uma fase em que esteve totalmente encerrada e outra que funcionou apenas com o setor alimentar.

Em agosto, com a chegada de muitos emigrantes e afluência de turistas, a feira de Barcelos costuma ser ainda mais concorrida que o habitual.

A adaptação da feira à pandemia implicou um aumento da área de venda, de forma a acolher os 650 feirantes.
O recinto foi vedado e as saídas e entradas são identificadas e monitorizadas por funcionários do Município e por agentes da PSP.

Filas de uma hora para entrar na Feira de Barcelos

Para aceder ao recinto é obrigatório o uso de máscara ou viseira e a desinfeção das mãos, tendo sido disponibilizado desinfetante nas entradas, com doseadores automáticos, refere a autarquia.

Microfeiras de Artesanato

Desde a semana passada, a Câmara de Barcelos promove um ciclo de microfeiras de artesanato, a realizar-se todas as quintas-feiras do mês de agosto, no Largo da Porta Nova, entre as 10:00 e as 16:00, que tem como objetivo suprir os efeitos que a pandemia do covid-19 teve numa das atividades económicas que mais sofreu com a pandemia, o artesanato.

Cada feira é composta por seis artesãos, de forma rotativa, abrangendo o maior número possível de artesãos. Estes apresentam o seu trabalho ao vivo, chamando a atenção dos milhares de pessoas que passam na cidade e na Feira de Barcelos.

O artesanato é uma parte integrante da cultura barcelense, inspirado nos mais variados temas da cultura e da sociedade e constitui uma manifestação da criatividade ímpar de comunidade artesanal, que faz de Barcelos, neste âmbito, uma das principais referências a nível nacional.

Continuar a ler

Barcelos

Idoso morre em acidente com trator em Barcelos

Óbito

em

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

Um homem de 89 anos morreu após despiste de um trator, na manhã desta quinta-feira, em Panque, Barcelos.

Ao que O MINHO apurou, o veículo caiu a uma ravina ao rio Neiva, numa altura entre 40 a 50 metros.

A vítima é residente na freguesia de Panque.

Teria ido a uma oficina naquela localidade e, em circunstâncias ainda por apurar, entrou em despiste e caiu na ravina.

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

O acidente deu-se na Estrada Municipal 547-2 que liga aquela localidade a Sandiães, Ponte de Lima.

O alerta foi dado às 10:39.

No local estão os Bombeiros de Barcelos, VMER de Barcelos, INEM e GNR, num total de seis viaturas e 15 operacionais.

Notícia atualizada às 13h01 com mais informação.

Continuar a ler

Populares