Seguir o O MINHO

Cávado

Barcelos: Água de poços e furos particulares do concelho revelam elevados níveis de contaminação

em

De acordo com análises realizadas no Laboratório de Saúde Pública de Braga para a Águas de Barcelos. 77 % das captações de água analisadas com microrganismos indicadores de poluição.

77% das captações de água analisadas pelo Laboratório de Saúde Pública de Braga para a Águas de Barcelos,  em diversas freguesias do Concelho de Barcelos, apresentaram elevado índice de contaminação. Estes resultados surgem da implementação de um plano de amostragem e de um conjunto de análises a dois parâmetros indicadores da qualidade microbiológica (Coliformes totais e Escherichia coli), em águas de poços e furos dos munícipes presentes nas sessões de sensibilização ‘A Água da Rede Pública na Promoção da Saúde’ promovidas pela Águas de Barcelos, em coordenação com as juntas de freguesias do concelho.

Das 159 captações de água particulares analisadas até à presente data (10 poços e/ou furos por freguesia), 77 %evidenciou a presença de um ou ambos indicadores selecionados. A presença de microrganismos indicadores de poluição torna a água destinada ao consumo humano desaconselhada por estar associada a patologias de risco variável. A sua presença indica não conformidade para o fim a que se destina. Os resultados obtidos são reveladores do nível de contaminação do conjunto das águas analisadas.

Poluição das águas é frequentemente invisível à vista desarmada

A presença de bactérias coliformes constitui um indicador de que poderão estar também presentes bactérias patogénicas com origem no trato intestinal. As bactérias coliformes surgem tanto nos esgotos como nas águas naturais. As doenças associadas à presença de bactérias coliformes podem incluir febre tifoide, gastroenterites vírica e bacteriana e ainda hepatite A. (DSP-ARS N). A bactéria E. coli (Escherichia coli), que está presente no trato intestinal e fezes de seres humanos e de animais de sangue quente, produz uma toxina muito nociva, podendo causar danos graves. A infeção causa diarreia, frequentemente com presença de sangue e dores abdominais. Normalmente não é acompanhada por febre. Os grupos de risco são as crianças com idade inferior a 5 anos, idosos e pessoas com doenças crónicas (USEPA).

A permanente circulação dos lençóis de água no subsolo e a sua elevada exposição a agentes contaminantes exigem um controlo regular, razão porque a água proveniente das captações particulares (poços e furos) não é segura. Para salvaguardar a saúde pública, é fundamental que a água de abastecimento cumpra os requisitos de qualidade para consumo humano. Por outras palavras, é fundamental que seja saudável.

A poluição das águas é frequentemente invisível à vista desarmada (ser transparente, leve e saborosa, não permite avaliar a sua qualidade). Só através do controlo analítico sistemático, é possível avaliar a conformidade com as normas de qualidade em vigor.

‘A água da rede pública para a promoção da saúde’

As referidas sessões, que visam sensibilizar a população sobre a importância da água da rede pública na promoção da saúde, têm contado com a colaboração de um profissional de saúde, especialista na área e tiveram início em novembro de 2012, com quatro sessões de esclarecimento no Campus do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) destinadas a membros das juntas de freguesia e comunidade educativa.

Em dezembro de 2012 deu-se início a um ciclo de sessões de sensibilização destinadas aos munícipes (um por freguesia) que se pretende levar a efeito a todas as freguesias do Concelho de Barcelos.

Por sugestão de alguns presidentes de junta no decurso destas sessões de sensibilização, começou-se então a analisar previamente as águas de 10 poços/furos particulares de cada freguesia ou união de freguesias, nos dois parâmetros indicadores da qualidade microbiológica, Coliformes totais e Escherichia coli, sob indicação da profissional de saúde participante nas sessões.

Água da rede pública do concelho de Barcelos distinguida pela qualidade para consumo

A Água distribuída no Concelho de Barcelos, de excelente qualidade, satisfaz os requisitos de Qualidade da Água para Consumo Humano, promovendo assim a saúde da população, tendo conquistado, em 2013 e 2014, o selo de “qualidade exemplar da água para consumo humano”.

Estes selos de qualidade inserem-se nos Prémios de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos, promovidos pelo jornal Água & Ambiente e pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), tendo sido atribuídos pela primeira vez em 2013.

O Sistema público é a via adequada de abastecimento à população, na medida em que a água é tratada e controlada especificamente para satisfazer os requisitos de qualidade para consumo humano (Decreto-lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto). A água é controlada em cerca de 50 parâmetros de qualidade distintos, através da verificação de indicadores microbiológicos, características organoléticas, composição físico-química e substâncias indesejáveis como por exemplo nitratos, metais pesados e pesticidas.

Para que os utilizadores conheçam a qualidade da água da torneira, a Lei estabelece que as entidades distribuidoras estão obrigadas a publicitar trimestralmente os resultados das análises efetuadas e a disponibilizá-los no respetivo sítio da internet.

Com o objetivo de abranger toda a população de Barcelos, a qualidade trimestral do controlo analítico da água é divulgada às juntas de freguesia, publicada alternadamente nos jornais Barcelos Popular e Jornal de Barcelos, afixada no balcão de atendimento da ADB e disponibilizadas no seu sítio da internet www.aguasdebarcelos.pt

 

Anúncio

Barcelos

Homem de 53 anos detido por tráfico de droga em Barcelos

PSP

em

Foto: DR

Um homem de 53 anos foi detido por tráfico de droga, na quinta-feira, em Barcelos.

A detenção ocorreu pelas 22:30 na Rua de Santo António, no centro da cidade, quando os agentes “se
encontravam em missão de serviço de prevenção à criminalidade”, refere a PSP.

O suspeito tinha em sua posse cocaína suficiente para 25 doses e heroína suficiente para 3 doses, que lhe foram apreendidas.

O detido foi informado que irá ser notificado para comparecer no Tribunal Judicial de Famalicão.

Continuar a ler

Barcelos

Balcão Único e Biblioteca de Barcelos reabrem na segunda-feira

Desconfinamento

em

Balcão Único de Barcelos. Foto: Divulgação / CM Barcelos

A Câmara de Barcelos vai reabrir gradualmente os equipamentos e serviços municipais a partir de segunda-feira, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município informa que, na próxima segunda-feira, abrem ao público o Balcão Único, a Biblioteca Municipal, a Casa da Azenha, a Casa da Juventude, o Posto de Turismo, a Torre Medieval e o Arquivo Histórico.

Já o Museu de Olaria e a Galeria Municipal de Arte abrem apenas na terça-feira, dado que às segundas-feiras estão fechados.

A Câmara salienta que o “acesso a estes locais far-se-á mediante condições sanitárias específicas, nomeadamente de ocupação, permanência e distanciamento físico”.

“São exigidas, também, medidas de proteção individual, como a obrigação do uso de máscara de proteção facial dentro dos referidos espaços, inclusive naqueles que possuem área descoberta, assim como a desinfeção das mãos à entrada, sendo disponibilizado desinfetante para o efeito”, acrescenta.

Relativamente ao Balcão Único, a Câmara realça que, “dada a grande afluência de público, deve ser ponderada a deslocação a este serviço” e privilegiado o contacto telefónico (253 809 600) ou o e-mail [email protected]

O Parque da Cidade, Pavilhão Municipal, Piscinas Municipais e Teatro Gil Vicente continuarão encerrados.

Continuar a ler

Barcelos

Comunidade cigana em Barcelos já está livre da covid-19

Covid-19

em

Foto: DR

Já não há casos positivos de covid-19 na comunidade cigana de Lagoa Negra, em Barqueiros, Barcelos, que estava em isolamento profilático desde o dia 6 de maio.

Ao que O MINHO apurou, os resultados dos testes foram chegando durante esta semana, tendo dado todos negativo, à exceção de um que foi inconclusivo.

Nesse caso já foi hoje feito novo teste e fonte próxima do processo adianta que o cenário mais provável é também dar negativo.

Assim, termina o confinamento que a comunidade, composta por cerca de 50 pessoas, cumpriu desde o início do mês.

Segundo fonte que acompanhou o processo, a comunidade teve um “comportamento exemplar”, cumprindo “todas as orientações” que lhe foram comunicadas pelas autoridades de saúde.

Como O MINHO revelou em primeira mão, no início de maio fora detetado um caso de covid-19 que levou a comunidade da Lagoa Negra a ficar em isolamento profilático.

Os testes de despistagem viriam a revelar que havia oito infetados.

Posteriormente, como anunciou o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, foram testadas as comunidades ciganas vizinhas, mas os testes foram negativos.

Comunidade cigana em Barcelos com oito casos positivos

Esta foi uma situação que, pelo potencial de contaminação, teve desde o início a atenção de várias autoridades e entidades que agiram em conjunto: ACES Cávado III, GNR, Câmara, Junta de Freguesia local e o projeto de mediação [email protected] E7G, que é promovido pelo município.

Barcelos tem 299 casos confirmados de covid-19, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Portugal contabiliza 1.369 mortos associados à covid-19 em 31.596 casos confirmados de infeção.

Relativamente ao dia anterior, há mais 13 mortos (+1%) e mais 304 casos de infeção (+1%).

O número de pessoas hospitalizadas subiu de 510 para 512, das quais 65 se encontram em unidades de cuidados intensivos (menos uma).

O número de doentes recuperados é de 18.637.

Continuar a ler

Populares