Seguir o O MINHO

Braga

Bárbara Barros é a candidata da CDU à Câmara de Braga

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A candidata da CDU à Câmara de Braga, Bárbara Barros, apontou hoje como “principal objetivo” o reforço da votação obtida em 2013 e 2017, para retirar a maioria absoluta à coligação liderada pelo social-democrata Ricardo Rio.

“É muito importante para o concelho que a CDU consiga mais eleitos para a Câmara, para a Assembleia Municipal e para as assembleias de freguesias, para que seja possível contrariar propostas que consideramos prejudiciais para o concelho e fazer aprovar outras que achamos necessárias mas que a maioria acaba sistematicamente por rejeitar”, referiu.

Bárbara Barros, que hoje apresentou publicamente a sua candidatura, disse que “dar mais força à CDU é dar mais força a Braga”.

“Se apenas com um vereador já fazemos a diferença, imagine-se o que seremos capazes de fazer com uma representação reforçada”, sublinhou.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Apontou os três principais eixos em que considera ser urgente apostar e responder no município: o ambiente e o espaço público, a mobilidade e a rede social.

“É urgente repensar os modelos e paradigmas em que se tem insistido ao longo dos anos nestas áreas, apostando em soluções alternativas capazes de responder mais e melhor ao que consideramos serem necessidades básicas de uma cidade que se quer mais verde, com largos, praças, ruas e parques para as populações, com menos área reservada à circulação automóvel, com menos poluição, com resposta habitacional acessível a todos, com respostas sociais capazes de promover a integração e a capacitação de todos os grupos que compõe o tecido social do nosso concelho”.

Face ao atual quadro pandémico, Bárbara Barros considera que é preciso “reforçar toda e qualquer resposta que permita apoiar as populações, bem como os micro e pequenos empresários locais”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Na sua intervenção, a candidata comunista disse ainda que a maioria, liderada por Ricardo Rio, que lidera os destinos do concelho desde 2013, “concretizou muito pouco da mudança que prometeu em 2013”.

Vereadora na Câmara de Braga, em substituição, desde janeiro de 2021, Bárbara Barros tem 32 anos e é assessora de comunicação, sendo licenciada em Ciências da Comunicação e pós-graduada em Crime, Diferença e Desigualdade pela Universidade do Minho.

Integrou a Comissão Regional de Braga e a Direcção Nacional da Juventude Comunista Portuguesa e é membro da Comissão Concelhia de Braga e da Direção Regional de Braga do PCP.

É também dirigente associativa e membro do Movimento Democrático de Mulheres.

É eleita na Assembleia da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães desde 2013.

Foi eleita da CDU na Assembleia Municipal de Braga de 2013 até início de 2021, e assumiu a função de líder do grupo municipal em 2017.

Atualmente, a Câmara de Braga é composta por sete eleitos pela coligação PSD/CDS/PPM, três do PS e um da CDU.

Para as Autárquicas deste ano, estão já anunciadas as candidaturas de Hugo Pires (PS) e Eugénia Santos (Chega), além da recandidatura de Ricardo Rio.

Populares