Seguir o O MINHO

Futebol

Banza estreia-se com dois golos no empate do Famalicão em Moreira de Cónegos

I Liga

em

O FC Famalicão empatou este domingo com o Moreirense por 2-2, em jogo a contar para a quinta jornada da Liga portuguesa de futebol, com o estreante francês Simon Banza a marcar os dois golos do ‘Vila Nova’ em Moreira de Cónegos.

O jogo começou mais simpático para os de Guimarães, com um golo aos onze minutos, de penálti, marcado por Rafael Martins. Porém, aos 20 minutos, Banza mostrou ao que vinha e colocou a igualdade no marcador. O avançado de 25 anos, proveniente do Lens, ainda bisou aos 47 minutos, mas os ‘cónegos’ foram para cima e empataram a partida aos 71 com golo de André Luís.

O Famalicão apresentou-se mais ofensivo no início do jogo, colocando à prova o guarda-redes Mateus Pasinato em remates de Diogo Figueiras, ao minuto dois, e de Simon Banza, a única novidade no ‘onze’ do treinador Ivo Vieira, aos seis, mas viu-se em desvantagem pouco depois, na sequência de uma grande penalidade favorável aos vimaranenses.

O extremo Felipe Pires ultrapassou o central Riccieli e foi derrubado já no interior da área, aos nove minutos, ‘ganhando’ um penálti aproveitado por Rafael Martins para marcar o segundo golo no campeonato, aos 11 minutos.

O conjunto famalicense reagiu de imediato, com as combinações entre Diogo Figueiras e Ivo Rodrigues na direita a criarem ‘brechas’ na defesa adversária, e demorou nove minutos a restabelecer a igualdade, num lance precisamente originado nesse corredor.

Na sequência de um ‘tiro’ rasteiro de Ivo Rodrigues à entrada da área para defesa incompleta do guardião ‘cónego’, Artur Jorge e Simon Banza disputaram a bola na pequena área, com o ponta de lança emprestado pelo Lens a mostrar-se mais forte e a apontar o seu primeiro golo na I Liga, em tarde de estreia absoluta pelo Famalicão.

A equipa treinada por Ivo Vieira continuou a ‘mandar’ no jogo até ao último quarto de hora, quando o Moreirense ‘ressurgiu’ no jogo e criou perigo num remate de Fábio Pacheco, aos 33 minutos, e num cabeceamento à trave de Rafael Martins, aos 41, antes de Ivo Rodrigues perder mais uma chance para os famalicenses, aos 42.

Depois de uma primeira parte com nove remates contra três do Moreirense e 58% de posse de bola, a supremacia famalicense tornou-se ainda mais clara no início da etapa complementar, com uma circulação de bola que encostou os anfitriões à sua área e demorou dois minutos a traduzir-se em novo golo de Simon Banza.

Na sequência de um cruzamento de Diogo Figueiras, o avançado franco-congolês, de 25 anos, antecipou-se a Artur Jorge e desviou de primeira para a baliza, com a bola a tocar ainda em Mateus Pasinato.

O Moreirense só ‘aliviou’ a pressão famalicense depois da troca de Yan por Walterson, ao minuto 54, começando a aparecer mais vezes junto à área contrária, mas a substituição que viria a fazer a diferença aconteceu aos 69, quando André Luís rendeu Filipe Soares.

Dois minutos depois, o avançado, de 27 anos, respondeu a um canto de Felipe Pires com um cabeceamento certeiro, que precedeu 20 minutos finais nos quais ambas as equipas procuraram o triunfo, embora raras vezes com discernimento.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

Moreirense – Famalicão, 2-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Rafael Martins, 11 minutos (grande penalidade).

1-1, Simon Banza, 20.

1-2, Simon Banza, 48.

2-2, André Luís, 71.

Equipas:

– Moreirense: Mateus Pasinato, Paulinho, Artur Jorge, Lazar Rosic, Abdu Conté, Fábio Pacheco (Ibrahima, 69), Gonçalo Franco, Filipe Soares (André Luís, 69), Yan (Walterson, 54), Felipe Pires e Rafael Martins (Rúben Ismael, 86).

(Suplentes: Miguel Oliveira, Rodrigo Conceição, Pablo Santos, Rúben Ismael, Pedro Amador, Ibrahima Camará, Walterson, Derik Lacerda e André Luís).

Treinador: João Henriques.

– Famalicão: Luiz Júnior, Diogo Figueiras, Riccieli, Alexandre Penetra, Rúben Lima (Adrián Marín, 46), Charles Pickel, Pêpê Rodrigues (David Tavares, 66), Ivo Rodrigues (Pedro Brazão, 85), Iván Jaime (Pedro Marques, 81), Marcos Paulo (Bruno Rodrigues, 66) e Simon Banza.

(Suplentes: Dalberson, De La Fuente, Alex Nascimento, Adrián Marín, David Tavares, André Ricardo, Pedro Brazão, Pedro Marques e Bruno Rodrigues).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Manuel Mota (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Riccieli (09), Alexandre Penetra (22), Artur Jorge (66), Ivo Rodrigues (80) e Gonçalo Franco (86).

Assistência: cerca de 700 espetadores.

Populares