Bairro português de Hamburgo em festa (nem a mãe de Ronaldo faltou)

Euro2024
Imagem: X

O bairro português em Hamburgo, na Alemanha, está em festa horas antes do duelo com a França, dos quartos de final do Euro2024 de futebol, com confiança no triunfo e sem medo de Mbappé e companhia.

Em Hamburgo, segunda maior cidade alemã e com cerca de 23 mil emigrantes, de acordo com os números da embaixada de Portugal na Alemanha, existe um bairro com cerca de 40 restaurantes e bares lusos, que são agora um ponto central de concentração dos adeptos, e alguns familiares de jogadores, como Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo.

A música, as bandeiras e os cachecóis e até o nome dos estabelecimentos não enganam. Esta zona de Hamburgo, junto ao rio Elba, é dos portugueses e dos adeptos de todo o mundo que apoiam Portugal e Cristiano Ronaldo, um nome que está na boca de todos.

Por entre músicas portuguesas bem conhecidas e cânticos de apoio à seleção das ‘quinas’, como o ‘Sou, de Portugal eu sou’, os adeptos aguardam em euforia que chegue a hora da partida.

Domingos Miranda, que viajou do Porto com a mulher e dois filhos para assistir ao jogo, espera um triunfo luso, mas avisa que vai ser uma partida sofrida, em que Portugal terá de mostrar resiliência.

“Acredito que vamos ganhar, não temos outra hipótese, porque ainda é muito cedo para Portugal ir para casa. Vai ser sofrido, de certeza, mas hoje Ronaldo marca e vamos ganhar. Não temos medo do Mbappé”, afirmou, em declarações à Lusa.

No meio dos adeptos portugueses existem outros de várias nacionalidades e que também apoiam Portugal, como um jovem alemão, vestido com a camisola de Toni Kroos e com a bandeira lusa nas costas.

“Primeiro quero que a Alemanha ganhe e depois que Portugal também ganhe, pelo Ronaldo. Era o meu jogo de sonho, um Alemanha-Portugal, mas aí vou ser 100% pela Alemanha”, disse.

No meio dos adeptos lusos surgiu um fã francês, com a camisola de Griezmann vestida, o que motivou algum burburinho e assobios, recebidos pelo apoiante gaulês com sorrisos, trocando depois cumprimentos com os lusos e posando para fotografias em conjunto.

Catarina, que está junto ao café Coimbra, vai cantando e dançando junto aos filhos, ao som da música portuguesa e a confiança é total na formação orientada por Roberto Martínez.

“Vamos ganhar, de certeza, não temos medo dos franceses. Vamos passar para as meias-finais, depois para a final e fazemos a festa em Berlim. Vamos repetir 2016”, profetizou.

Já junto ao Volksparkstadion, a cerca de quatro horas do início da partida, ao ambiente é de tranquilidade, com adeptos de Portugal e França a aguardarem a abertura das portas, sendo também visível a presença de muitos fãs equipados com as cores da Alemanha e grupos de adeptos espanhóis, duas seleções que também se defrontam hoje.

O jogo entre Portugal e França tem início marcado para as 21:00 locais (20:00 em Lisboa), no Volksparkstadion, e terá arbitragem do inglês Michael Oliver.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Braga tem oito árvores antigas de interesse público. Esta tem 27 metros e 270 anos

Próximo Artigo

SC Braga ganha no encerramento do estágio em França

Artigos Relacionados
x