Seguir o O MINHO

Esposende

Avança a obra de requalificação da Escola Secundária de Esposende

Construída há 37 anos.

em

Foto: Divulgação

Inicia-se, dentro de dias, a obra de requalificação e ampliação da Escola Secundária com 3.º Ciclo Henrique Medina, de Esposende. Trata-se – diz a Câmara Municipal – da primeira intervenção de fundo desta que é a única escola secundária do concelho, construída há 37 anos.

Com um custo de 2,2 milhões de euros e prazo de execução de 630 dias, a intervenção será executada no âmbito de um acordo entre o Município e o Ministério da Educação e Ciência.

Projeto da Escola. Foto: Divulgação

Assim, a obra será financiada por fundos comunitários em 1,88 milhões de euros, através do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado), sendo a contrapartida pública nacional, de 332 mil euros, correspondente a 15% do valor da obra, suportada, em partes iguais, pela Autarquia e pelo Ministério da Educação e Ciência.

Fim do fibrocimento

O projeto, da autoria do arquiteto Marques Franco, “prevê a substituição das coberturas em fibrocimento, bem como a demolição do bloco oficinal”. Assim, será construído de raiz um novo edifício que marca a entrada da escola, interligando os diferentes edifícios. Este novo edifício contempla, para além de espaço interior e exterior de receção, uma sala de projeção, biblioteca, secretaria e arquivo.

Ampliar o refeitório

Esta intervenção – acrescenta o Gabinete de Comunicação municipal – “contempla ainda a ampliação do refeitório, bem como do salão polivalente, prevendo, ainda, a requalificação dos sanitários”.

Pela sua ligação com a entrada principal, o novo auditório e biblioteca pretendem também responder às solicitações do exterior. A biblioteca foi pensada de modo a permitir a aprendizagem em vários suportes. Na entrada está prevista uma receção dotada de instalações sanitárias.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Esposende

Adultos de Esposende vão fazer a 4.ª classe, primeira “aula” é sobre rabanadas

em

Foto: Blogue DeAr Lindo / Direitos Reservados

Dez adultos começam na próxima quarta-feira, em Curvos, Esposende, a frequentar um projeto de alfabetização que lhes permitirá “fazer a quarta classe” e que começará pela confeção de rabanadas, anunciou hoje a entidade promotora.

Segundo Miguel Belinho, da Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA), o objetivo número um é ensinar os alunos a ler e a escrever.

“Mas o curso será o mais diversificado possível, com matérias que passam também pela gastronomia, artes decorativas, artesanato, música e dança, entre várias outras”, acrescentou.

As novas tecnologias, como o computador e o telemóvel, também estarão em cima da mesa.

Trata-se do projeto “Percursos de Cidadania Alfabetização e Literacias”, que a APEFA vai começar por implementar em Esposende mas que posteriormente será também estendido ao Porto e Vila Real.

Em Esposende, está na forja um segundo grupo com 12 formandos “de mais idade”, que “terão aulas” na freguesia de Vila Chã.

“É um projeto que assenta essencialmente no voluntariado e que funciona em parceria com as instituições locais”, disse ainda Miguel Belinho.

Explicou que as aulas serão ministradas essencialmente por professores reformados.

Em Curvos, Esposende, no primeiro dia de aulas, os formandos vão aprender a fazer rabanadas de natal, orientados por um chef de cozinha da escola profissional do concelho.

Continuar a ler

Esposende

Carro arde na A28

Não há feridos.

em

Foto: Elisa Parente/Facebook

Um carro ardeu este domingo na autoestrada A28 enquanto uma mulher conduzia no sentido Sul-Norte, no nó de Antas, Esposende. A condutora não sofreu ferimentos.

A mulher, residente em Valença, foi alertada por outras pessoas que conduziam na A28 e conseguiu sair da autoestrada a tempo. Mas o veículo acabou por arder por completo.

Estiveram no local os bombeiros e a GNR.

Continuar a ler

Esposende

Ministro da Educação visita escola das Marinhas, em Esposende

Tiago Brandão Rodrigues.

em

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, desloca-se esta segunda-feira, à tarde, às 15:00, à Escola das Marinhas, em Esposende, que integra o Agrupamento de escolas Rodrigues Sampaio, para conhecer o estabelecimento de ensino e o seu processo educativo.

O governante, que acompanha, de manhã, a visita do primeiro-ministro a Braga, vai conhecer – disse ao MINHO fonte ligada ao processo – os projetos pedagógicos que apresentou ao Ministério da Educação.

O Agrupamento foi, também, dos primeiros do país a adotar as novas normas do sistema educacional implementadas pelo atual ministro.

A visita é acompanhada pelo presidente da Câmara local, Benjamim Pereira e por dirigentes do Agrupamento.

Continuar a ler

Populares