Seguir o O MINHO

Alto Minho

Autoescada dos Bombeiros de Valença inoperacional há mais de 10 anos vai ser arranjada

Câmara atribuiu apoio de 33 mil euros

em

Foto: Divulgação / CM Valença

A Câmara de Valença aprovou hoje, em reunião camarária, um apoio de 33 mil euros a conceder à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da cidade para recuperar uma autoescada que se encontra inoperacional há mais de uma década.

“Este investimento na autoescada dos Bombeiros Voluntários de Valença contribuirá para o reforço das condições de prestação de socorro por parte da corporação, nomeadamente em prédios urbanos, e da segurança da comunidade, resolvendo-se um problema que se arrastava há mais de uma década”, afirmou o presidente da câmara, José Manuel Carpinteira, citado numa nota hoje enviada às redações.

Segundo o autarca socialista, o executivo municipal decidiu “apoiar a reparação do equipamento, essencial à corporação de bombeiros, e uma pretensão antiga desta Associação Humanitária, que não tinha capacidade financeira para suportar a reparação”.

Na nota, a Câmara de Valença adiantou que a autoescada “com características únicas no distrito que permite fazer resgates ou combater incêndios até uma altura de 32 metros”.

O “equipamento é capaz de socorrer moradores do último andar do prédio mais alto de Valença, entre outro tipo de socorros”.

A autoescada foi oferecida pela Junta da Galiza, em 1994.

EM FOCO

Populares