Seguir o O MINHO

Alto Minho

Autarca de Caminha pede à GNR para acabar com ‘botellóns’

Estado de alerta

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, solicitou à GNR ajuda para acabar com os ajuntamentos de jovens no concelho, apelando a multas.


O Jornal de Notícias (JN), que avança a notícia (acesso exclusivo para assinantes), refere que a GNR dispersou nas últimas semanas vários ajuntamentos de jovens, à noite, em locais ermos do concelho de Caminha.

O autarca está preocupado com o impacto que estes ajuntamentos possam ter na evolução da situação sanitária do concelho, temendo que estas situações irão agudizar-se no pico do verão.

Segundo o JN, para prevenir abusos durante a época balnear, Miguel Alves enviou uma carta ao Comando Nacional da GNR, pedindo o reforço do efetivo em julho e agosto no concelho.

O presidente da Câmara pede um presença mais visível e dissuasora em alguns períodos, nas noites de agosto, em que “grupos numerosos e ruidosos de jovens” fazem ‘botellón’ – expressão espanhola para ajuntamentos em espaços públicos para beber bebidas alcoólicas compradas previamente – em zonas do centro histórico e nas praias de Moledo e Vila Praia de Âncora.

Fonte do Comando Territorial de Viana confirmou ao JN que foram sinalizados três locais em Caminha e Vila Praia de Âncora em que ajuntamentos dispersaram à chegada da GNR.

Botelhão, sexo e vandalismo: As loucas noites que escandalizam Caminha

O próprio presidente da Câmara afirma àquele jornal ter denunciado ‘botellóns’ à GNR, acrescentando ter “conhecimento de vários encontros combinados através das redes sociais, sobretudo entre os mais jovens, em alguns lugares ermos e afastados dos centros das vilas”.

As zonas de São Pedro de Varais, na encosta da Serra d’Arga, da Senhora das neves, em Dem, e do Calvário, em Vila Praia de Âncora, são as referidas.

“Pedi à GNR que, quando sentir que a sensibilização não cumpre o seu efeito, dê um passo no sentido de reprimir, com multas os comportamentos abusivos e ilegais que colocam em risco a saúde do próprios e dos outros”, afirmou o autarca em declarações ao JN.

O país passou para estado de alerta no dia 01 de julho, estando proibidos ajuntamentos com mais de 20 pessoas, bem como o consumo de álcool na via pública.

Anúncio

Alto Minho

Família desalojada após incêndio em apartamento em Ponte da Barca

Danos materiais

em

Foto: Rádio Barca FM

Um incêndio deflagrou num apartamento no Bairro Social Agrelos, em Ponte da Barca, deixando uma família desalojada.

As chamas destruíram “um quarto, mas a casa está inabitável por causa dos fumos, teve muitos danos, e também por causa da temperatura [elevada]”, explicou a O MINHO José Freitas, comandante dos Bombeiros de Ponte da Barca, que extinguiram o fogo.

“Vai ser feita agora uma avaliação por parte dos técnicos da Câmara Municipal”, adiantou o comandante.

O fogo deflagrou numa altura em que não havia pessoas, pelo que não houve feridos.

A família, composta três elementos, ficou desalojada, estando a Câmara a tratar do local para a realojar.

A GNR está a apurar as causas do incêndio que, para já, permanecem desconhecidas.

O alerta foi dado às 11:17.

Para o local foram mobilizados 11 operacionais apoiados por três viaturas.

Continuar a ler

Alto Minho

Melgaço estreou cinema drive-in e foi sucesso

Cinema

em

Foto: Divulgação / CM Melgaço

Melgaço estreou este sábado a primeira sessão de cinema drive-in no Largo do Mercado, revelando-se um verdadeiro sucesso. Mais de 20 viaturas marcaram presença para assistir à película francesa “Há Festa na Aldeia”, realizada em 1949, mostrando que não só o modelo como também o filme em exibição nunca passam de moda.

Este domingo decorre, a partir das 22:00, a exibição de outro filme com algumas décadas, neste caso de 1989: Cinema Paraíso, de Giuseppe Tornatore, e adivinha-se novo sucesso no número de utentes.

A ciclo de drive-in em Melgaço encerra na segunda-feira com a exibição do filme “Até para o Ano”, de Philippe Machado.

Numa nota publicada nas redes sociais, o município recorda ainda o video mapping na Torre de Menagem, marcado para esta noite.

.As sessões de cinema drive-in têm inscrições obrigatórias e o limite de viaturas é 37, podendo os interessados inscrever-se na Loja do Turismo ou através do email: [email protected]

Continuar a ler

Alto Minho

Antigo posto fiscal de Cerveira vai ser recuperado para exploração turística

Património

em

Foto: Divulgação / Turismo de Portugal

O antigo posto fiscal da Carvalha, em Vila Nova de Cerveira, é um dos 16 imóveis do estado que vão ser alvo de requalificação para efeitos de exploração para turismo, seja por parte de uma entidade pública ou privada, foi hoje anunciado.

O imóvel é um dos quatro do distrito de Viana do Castelo (e de todo o Minho) incluídos no fundo Revive Natura, a cargo do Turismo de Portugal e do Governo.

Foto: Divulgação / Turismo de Portugal

Foto: Divulgação / Turismo de Portugal

Após concurso público, o fundo irá atribuir os direitos sobre estes imóveis às entidades vencedoras para requalificação e exploração para fins turísticos, de forma a “gerar impacto económico na localidade ou região onde se encontram”.

Por entre os critérios está patente que a exploração seja realizada por entidades com sede ou residência nos concelhos em que se localizam os imóveis e, caso não seja possível, nos concelhos contíguos.

É ainda definido que os empregos a serem gerados devem ser atribuídos a locais, sem descurar as características sociais, ambientais e inovadoras.

Deve ainda ser integrada a oferta de produtos e experiências nos territórios onde se inserem, gerando “impacto positivo nas localidades”.

Para além do posto fiscal de Cerveira, também estão integrados no projeto o antigo posto fiscal da Foz do Lima, antigo posto fiscal de Viana do Castelo e antigo posto fiscal da Amorosa, todos no concelho de Viana do Castelo.

Continuar a ler

Populares