Seguir o O MINHO

Atletismo

Atletismo: Benfica e Sporting campeões nacionais no Altice Fórum, com SC Braga no pódio

em

O Benfica revalidou hoje o título de campeão masculino de clubes de atletismo em pista coberta, superando pelo terceiro ano seguido o rival Sporting, que deu continuidade à supremacia na prova feminina.

Numa segunda sessão de finais sem qualquer recorde renovado no Altice Fórum, em Braga, as ‘águias’, que transportaram três pontos de vantagem sobre os ‘leões’ da jornada inaugural, totalizaram 101, para somarem o oitavo título nas últimas nove edições.

O Sporting ficou no segundo posto, com 90 pontos, mais 36 que o SC Braga, no derradeiro lugar do pódio, naquele que compôs o duelo de titãs no setor feminino, em que os lisboetas venceram pela 10.ª vez consecutiva, num total de 25 títulos em 27 edições.

As ‘leoas’ reuniram 100 pontos, contra 82 do SC Braga, segundo colocado, e 66 da Juventude Vidigalense, terceira, num evento que voltou a contar com a ausência do Benfica 11 anos depois, por ter alinhado com menos de sete atletas no apuramento.

Os ‘encarnados’ ‘limparam’ as seis provas masculinas do dia, sempre secundados pelo Sporting, com destaque para o triunfo no triplo salto do luso-cubano Pedro Pablo Pichardo (17 metros) sobre o sportinguista e campeão olímpico em 2008 Nelson Évora (16,27).

João Vítor Oliveira venceu Rasul Dabó nos 60 metros barreiras (7,87 segundos) e Samuel Barata superou Fernando Serrão nos 3.000 metros (8.09,68 minutos), enquanto a estafeta benfiquista formada por João Coelho, Mikael Jesus, Mauro Pereira e Raidel Acea suplantou o Sporting nos 4×400 metros (3.15,09 minutos).

Isaac Nader voltou a derrotar Paulo Rosário, desta feita nos 800 metros, com 1.52,80 minutos, um dia após o triunfo nos 1.500 metros, tendo o luso-búlgaro Tsanko Arnaudov dominado o lançamento do peso, com 20,59 metros diante do ‘leonino’ Marco Fortes.

Em femininos, o Sporting arrecadou seis das sete competições, graças aos triunfos de Patrícia Mamona no triplo salto (13,86 metros), Olímpia Barbosa nos 60 metros barreiras (8,44 segundos) e da romena Claudia Bobocea nos 800 metros (2.06,51 minutos).

A luso-camaronesa Auriol Dongmo venceu o lançamento do peso, com 18,08 metros, enquanto as ‘leoas’ Dorothé Évora, Vera Barbosa, Juliana Guerreiro e Cátia Azevedo confirmaram o favoritismo na estafeta 4×400 metros (3.37,70 minutos).

Marta Onofre granjeou sucesso na vara, ao saltar 4,20 metros, enquanto o SC Braga impôs-se nos 3.000 metros por Mariana Machado (9.19,05 minutos), que tinha brilhado no sábado na prova de 1.500 metros.

Na segunda divisão, a Casa do Benfica de Faro conquistou o título masculino pela terceira vez, revalidando o desempenho na última temporada com 74 pontos, contra os 63 da ADRAP, no segundo lugar, e os 61,5 do Almeirim, que encerrou o pódio.

Já o Eirense prosseguiu o estatuto de melhor formação no apuramento feminino e arrancou um triunfo inédito, sucedendo ao Pechão com 73,5 pontos, à frente do Maia, segundo colocado, com 72, e do Senhora do Desterro, terceiro, com 71,5.

As fases finais do campeonato nacional de clubes em pista coberta, a mais importante prova coletiva do atletismo português, repartiram 32 equipas de 22 clubes em duas divisões e decorreram desde sábado no Altice Fórum, em Braga.

Classificação final:

– I Divisão (Masculinos):

1. Benfica, 101 pontos.

2. Sporting, 90.

3. SC Braga, 54.

– I Divisão (Femininos):

1. Sporting, 100 pontos.

2. SC Braga, 82.

3. Juventude Vidigalense, 66.

– Masculinos:

Lançamento do peso: Tsanko Arnaudov (Benfica), 20,59 metros.

60 metros barreiras: João Vítor Oliveira (Benfica), 7,87 segundos.

800 metros: Isaac Nader (Benfica), 1.52,80 minutos.

3.000 metros: Samuel Barata (Benfica), 8.09,68 minutos.

Triplo salto: Pedro Pablo Pichardo (Benfica), 17 metros.

4×400 metros: Benfica, 3.15,09 minutos.

– Femininos:

Triplo salto: Patrícia Mamona (Sporting), 13,86 metros.

60 metros barreiras: Olímpia Barbosa (Sporting), 8,44 segundos.

Salto com vara: Marta Onofre (Sporting), 4,20 metros.

800 metros: Claudia Bobocea (Sporting), 2.06,51 minutos.

Lançamento do peso: Auriol Dongmo (Sporting), 18,08 metros.

3.000 metros: Mariana Machado (SC Braga), 9.19,05 minutos.

4×400 metros: Sporting, 3.37,70 minutos.

– II Divisão (Masculinos):

1. Casa do Benfica de Faro, 74 pontos.

2. ADRAP, 63.

3. Almeirim, 61,5.

– II Divisão (Femininos):

1. Eirense, 73,5 pontos.

2. Maia, 72.

3. Senhora do Desterro, 71,5.

Anúncio

Atletismo

Covid-19: Meia-maratona de Braga adiada para 06 setembro

Coronavírus

em

Foto: Divulgação/CM Braga/Arquivo

A meia-maratona de Braga, prevista para 22 de março, foi adiada para 06 de setembro, devido ao surto de covid-19, anunciou, esta segunda-feira, a organização Runporto.

Além da meia-maratona, também a corrida do dia de Pai, agendada para domingo, foi igualmente adiada para 05 de julho, assim como a prova das crianças, prevista para 29 de março, mas ainda com data a definir.

Através de um comunicado, a organização reforçou que foi “uma medida difícil de tomar, sublinhando que a “segurança é uma prioridade”.

“Cremos que não se encontram reunidas as melhores condições para todos os corredores, famílias e crianças participem nos eventos em segurança”, pode ler-se na nota publicada.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos.

Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 62 mil recuperaram.

Portugal regista 30 casos confirmados de infeção, segundo o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado no domingo.

Continuar a ler

Atletismo

Depois dos 1.500 metros, Mariana Machado sagra-se campeã nacional nos 800

Em pista coberta

em

Foto: Divulgação / SC Braga (Arquivo)

A atleta bracarense Mariana Machado, do SC Braga, juntou este domingo o cetro dos 800 metros ao dos 1.500 conquistado ontem [sábado], sendo um dos sete novos campeões do atletismo em pista coberta, juntamente com os benfiquistas Gerson Baldé, no salto em altura, José Carlos Pinto, nos 800, e João Vítor Oliveira, nos 60 barreiras – com recorde dos campeonatos – e com Joana Soares (Jardim da Serra) e Paulo Rosário (Sporting), ambos nos 3.000, e Jennifer Gomes (GRECAS), no pentatlo.

Mariana Machado sagra-se campeã nacional nos 1.500 metros

Destaque ainda para as vitórias nas estafetas 4×400 metros de ADRAP, no setor feminino, e do Centro de Atletismo de Seia, no masculino, ao superar na reta final o Benfica (3.23,79 minutos), para subir ao mais alto lugar do pódio, tal como em 2007.

Marcos Chuva (Benfica) somou o seu sexto título no salto em comprimento, o segundo seguido, com 7,73 metros, num concurso em que Nelson Évora (Sporting), quatro vezes campeão, foi terceiro (7,43), enquanto Olímpia Barbosa recuperou o cetro vencido em 2015 nos 60 metros barreiras.

Lista dos campeões nacionais em pista coberta deste domingo:

Femininos:

– Triplo salto: Patrícia Mamona (Sporting), 14,31 metros.

– Pentatlo: Jennifer Gomes (GRECAS), 3.769 pontos.

– 60 metros barreiras: Olímpia Barbosa (Sporting), 8,48 segundos.

– 800 metros: Mariana Machado (SC Braga), 2.08,83 minutos.

– 3.000 metros: Joana Soares (Jardim da Serra), 9.16,76 minutos.

– 4×400 metros: ADRAP (Sara Inácio, Elisabete Silva, Rafaela Morgado e Diana Afonso), 3.59,52 minutos.

Masculinos:

– Salto em comprimento: Marcos Chuva (Benfica), 7,73 metros.

– Salto em altura: Gerson Baldé (Benfica), 2,13 metros.

– 60 metros barreiras: João Vítor Oliveira (Benfica), 8,29 segundos.

– Lançamento do peso: Francisco Belo (Benfica), 20,47 metros.

– 800 metros: José Carlos Pinto (Benfica), 1.53,19 minutos.

– 3.000 metros: Paulo Rosário (Sporting), 8.09,56 minutos.

– Heptatlo: Manuel Dias (Benfica), 5.450 pontos.

– 4×400 metros: Seia (David Sénica, Filipe Rosa, Ericsson Tavares e António Rodrigues), 3.23,67 minutos.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado sagra-se campeã nacional nos 1.500 metros

Em pista coberta

em

A atleta bracarense Mariana Machado sagrou-se campeã nacional dos 1.500 metros, na estreia como sub-23, na primeira jornada dos campeonatos de Portugal de atletismo em pista coberta, que se saldaram por cinco novos campeões e nove repetentes.

Nos 1.500 metros, Mariana Machado venceu destacada na estreia, em 4.13,98 minutos, à frente da companheira de equipa no SC Braga, Carla Mendes (4.18,79).

“Chegou o meu primeiro ano de sub-23 e a altura de poder participar nestes campeonatos, conseguindo inscrever o meu nome como uma das campeãs dos 1.500 metros”, explicou Mariana Machado, lamentando as ausências de Marta Pen, Salomé Afonso e Patrícia Silva – as duas últimas por lesão –, pela falta de “competitividade para, nos últimos metros, haver a disputa que leva ao limite”.

Mesmo assim, a atleta bracarense enalteceu o seu feito e agradeceu a colaboração de uma ‘rival’ na obtenção deste registo.

“Era importante ser campeã nacional, mas também conseguir boas marcas para tentar uma qualificação olímpica através do ‘ranking’, que é o meu maior sonho. Foi a pensar nisso que procurei alguém que me pudesse ajudar e tenho de agradecer à Camila [Gomes] e ao professor [Paulo] Barrigana, pela ajuda incrível para conseguir a segunda melhor marca do ano, a um segundo do recorde pessoal [4.12,52]”, referiu.

Nove títulos entregues

Auriol Dongmo (Sporting) voltou a melhorar o recorde nacional, fixando-o em 18,37 metros, num concurso que valeu às outras medalhadas a presença nos Europeus de 2020 – Eliana Bandeira (Benfica), com 17,39, e Francislaine Serra (Sporting), com 17,19 -, e sagrou-se pela primeira campeã de Portugal, tal como a estreante Isaac Nader (Benfica), nos 1.500 metros, Diogo Antunes (Benfica), nos 60, e Vera Barbosa (Sporting), nos 400.

Os outros nove títulos entregues hoje na Expocentro foram arrebatados pelos seus detentores ou por antigos vencedores, com destaque para o 20.º de João Vieira (Sporting), nos 5.000 de marcha, o 10.º de Ana Cabecinha (CO Pechão), o nono seguido, nos 3.000 de marcha, o oitavo de Nelson Évora (Sporting), no triplo, e o quinto Anabela Neto (Sporting), no salto em altura.

O campeão olímpico em Pequim2008 voltou ao lugar mais alto do pódio, que não ocupava desde 2017, com 16,51 metros, enquanto o seu principal rival na especialidade, Pedro Pablo Pichardo (Benfica), era desclassificado na prova de 60 metros, por falsa partida.

Nesta competição de velocidade, Diogo Antunes (Benfica), em 6,69 segundos, destronou Frederico Curvelo e relegou o companheiro de equipa para a segunda posição, com mais um centésimo de segundo (6,70), tal como os sportinguistas Carlos Nascimento e Yazaldes Nascimento.

Na primeira final do dia, Anabela Neto (Sporting) sagrou-se pela quinta vez campeã no salto em altura, com 1,86 metros, ao melhorar o recorde pessoal e dos campeonatos, que já lhe pertencia desde 2017, elevando a fasquia a 1,90 metros, que acabou por derrubar sem conseguir o recorde nacional, de 1,88, detido por Naide Gomes desde 2004.

“É a segunda vez que bato o recorde dos campeonatos, com direito a recorde pessoal, para mim é ótimo revalidar um título de campeã nacional. Esta tem sido a minha pista da sorte! Há muito tempo que andava a tentar os 1,86 e os 1,90 são o meu objetivo de época, porque é a marca de qualificação para os Europeus”, afirmou a saltadora do Sporting.

Evelise Veiga (Sporting), no salto em comprimento, e Lorene Bazolo, nos 60 metros, conquistaram os títulos pela quarta vez, mais uma do que Marta Onofre, campeã no salto com vara, enquanto João Coelho (Benfica) revalidou o cetro nos 400 metros e Rubem Miranda (Sporting) recuperou o título que tinha conquistado em 2018 no salto com vara.

Lista dos campeões nacionais em pista coberta:

Femininos:

– Salto em altura: Anabela Neto (Sporting), 1,86 metros.

– Salto com vara: Marta Onofre (Sporting), 4,25 metros.

– Salto em comprimento: Evelise Veiga (Sporting), 6,48 metros.

– 1.500 metros: Mariana Machado (SC Braga), 4.13,98 minutos.

– 3.000 metros marcha: Ana Cabecinha (CO Pechão), 12.34,10 minutos.

– Lançamento do peso: Auriol Dongmo (Sporting), 18,37 metros.

– 60 metros: Lorene Bazolo (Sporting), 7,35 segundos.

– 400 metros: Vera Barbosa (Sporting), 53,34 segundos.

Masculinos:

– 5.000 metros marcha: João Vieira (Sporting), 19.38,98 minutos.

– Salto com vara: Rubem Miranda (Sporting), 5,34 metros.

– 1.500 metros: Isaac Nader (Benfica), 3.52,79 minutos.

– Triplo salto: Nelson Évora (Sporting), 16,51 metros.

– 60 metros: Diogo Antunes (Benfica), 6,69 segundos.

– 400 metros: João Coelho (Benfica), 47,62 segundos.

Continuar a ler

Populares