Atleta do SC Braga 11.ª classificada na Maratona de Nova Iorque

Foto: FPA

A atleta do SC Braga Solange Jesus foi hoje 11.ª classificada na Maratona de Nova Iorque, ganha no feminino pela queniana Helen Obiri, enquanto o etíope Tamirat Tola fixou novo recorde da corrida masculina, em 2:04.58 horas.

Solange Jesus correu os 42,195 quilómetros em 2:34.37 horas, longe do seu recorde pessoal (2:28.15, conseguidos este ano em Paris) e da marca de qualificação olímpica, mas ficou à porta do top 10 no feminino, a 27 segundos da 10.ª classificada, a etíope Fantu Jifar.

A atleta portuguesa de 36 anos, que recentemente trocou o Feirense pelo SC Braga, foi a única representante do país nos Mundiais deste ano, acabando em 60.º.

Os lugares mais baixos do pódio ficaram entregues à queniana Sharon Lokedi, terceira e vencedora de 2022, e à etíope Letesenbet Gidey, segunda, que viram Obiri escapar-se já dentro do último quilómetro.

A maratonista de 33 anos consegue o segundo ‘major’ do circuito de maratonas, depois de se estrear na distância apenas no ano passado e ter conquistado, em abril, a Maratona de Boston.

O destaque do dia foi o recorde da corrida masculina fixado por Tamirat Tola, ao fim de 12 anos desde a marca anterior na mais renomada das maratonas mundiais.

Tola, campeão do mundo em 2022 e desistente este ano, com problemas estomacais, tinha o melhor tempo entre os inscritos e confirmou o favoritismo, com 1.59 minutos de vantagem para o queniano Albert Korir, segundo classificado, e 2.13 para o etíope Shura Kitata, terceiro.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Braga reabriu igreja do século 16 após obras de requalificação

Próximo Artigo

"O Vitória bombeou as bolas para as referências, mas sem perigo"

Artigos Relacionados
x