Seguir o O MINHO

Região

Atenção, Braga e Viana: Depressão Jorge traz chuva e vento forte no fim de semana

Estado do tempo

em

Foto: DR / Arquivo

A depressão Jorge, que se prevê centrada a oeste da Irlanda, deverá fazer-se sentir na região Norte de Portugal, através do seu sistema frontal, no próximo fim de semana, com chuva e vento forte, anunciou hoje o Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA).


De acordo com a nota publicada por aquele instituto,  “o sistema frontal associado à depressão Jorge deverá atravessar Portugal continental com atividade moderada na região Norte, e enfraquecendo gradualmente enquanto se desloca para sul”.

No sábado, os distritos de Braga e Viana do Castelo, assim como do Porto, vão estar sob aviso amarelo, entre as 00:00 horas e as 06:00, devido ao vento forte do quadrante sul, com rajadas até 80 quilómetros por hora.

A chuva deve chegar ao Minho esta sexta-feira à noite, a partir das 22:00, apontam as previsões do IPMA. Sofrerá acalmia durante a manhã de sábado, regressando em força no domingo.

É ainda esperada chuva durante toda a semana.

Anúncio

Ave

Famalicão: Idosa que já não era vista há três dias encontrada caída em casa

Ocorrência

em

Foto: Ilustrativa / DR

Uma idosa de 73 anos foi encontrada, ao início da tarde desta terça-feira, caída na sua residência, em Telhado, Famalicão. Ao que O MINHO apurou, não era vista há “três ou quatro dias” e o alerta para os bombeiros dava conta de que a senhora foi encontrada na banheira. Contudo, a queda aconteceu hoje. Foi transportada para o Hospital de Famalicão com ferimentos ligeiros.

Segundo fonte da GNR, os vizinhos não viam a senhora, que vive sozinha, há três dias e, hoje, encontraram-na caída dentro de casa. A mesma fonte adianta, contudo, que a queda aconteceu esta terça-feira.

Alertados às 13:52, os Bombeiros Famalicenses prestaram socorro e transportaram a vítima para o Hospital de Famalicão, sendo considerada ferido ligeiro.

Notícia atualizada às 15h00 com mais informação.

Continuar a ler

Alto Minho

Casos ativos de covid-19 ‘disparam’ em Caminha

Dados locais

em

Foto: DR / Arquivo

Os casos ativos de covid-19 ‘dispararam’ entre sexta e segunda-feira, em Caminha. Segundo os dados da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), atualizados às 20:00 de ontem, aquele concelho regista atualmente 150 casos ativos, mais 53 em três dias.

Caminha é o concelho do distrito de Viana do Castelo com o maior aumento de novos casos desde sexta-feira.

Desde o início da pandemia, Caminha soma 299 casos confirmados, dos quais 144 já recuperaram da doença.

Há ainda a lamentar cinco óbitos.

Autarca de Caminha pede responsabilidade: “Não podemos fazer tainadas com amigos”

O Alto Minho conta, atualmente, com 1.057 casos ativos de covid-19, mais 168 em três dias.

O distrito de Viana do Castelo soma, desde o início da pandemia, 2.578 casos, mais 199 nos últimos três dias.

Continuar a ler

Ave

Vizela com centro de rastreio móvel devido à “escalada de infetados”

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Vizela vai instalar um centro de rastreio `drive thru´ à covid-19 na marginal ribeirinha devido à “escalada do número de infetados”, revelou hoje a autarquia.

Em comunicado, a autarquia explicou que, depois de reunir com a empresa responsável pela instalação do centro – que permite uma deslocação de carro ao ponto de recolha sem entrar em contacto com os profissionais que fazem o teste – e atendendo às necessidades técnicas, ficou estabelecido que a estrutura ficaria na marginal, nomeadamente no parque em frente ao edifício do Castelo.

Por esse motivo, na próxima semana o parque de estacionamento será encerrado para a montagem do equipamento, altura em que começarão os rastreios.

“A instalação deste equipamento vai permitir aumentar a capacidade de testagem no concelho e, desta forma, um maior controlo da pandemia por parte das entidades de saúde”, sublinhou.

Na nota, a câmara vincou que a instalação de um centro `drive thru´ deve-se à “escalada do número de infetados com indicadores que colocam Vizela como um dos concelhos mais afetados do país”.

O centro `drive thru´ destina-se a cidadãos suspeitos de infeção e referenciados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), recordou.

“Quem não possuir esta prescrição pode requerer o exame assumindo os custos inerentes à sua realização, [mas] em qualquer das situações os cidadãos deverão fazer a sua marcação obrigatória através do contacto 220 125 001”, alertou.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.255.803 mortos em mais de 50,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.959 pessoas dos 183.420 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Populares