Seguir o O MINHO

Vila Verde

Associação Europeia de Canoagem confiante em sucesso no Mundiais de maratona em Prado

em

Foto: DR/Arquivo

Na sequência do sucesso na organização dos Mundiais de Canoagem que decorreram na última semana em Montemor-o-Velho, o presidente da Associação Europeia de Canoagem (ECA), expressou a confiança também no desafio para a realização dos Mundiais de Maratonas no mês que vem, na Vila de Prado, em Vila Verde.


“Depois da qualidade demonstrada em Montemor-o-Velho, num evento com 1.700 atletas, estou certo de que com metade dos competidores parecerá fácil voltarem a ser muito bem-sucedidos. Vai correr tudo excelente, como aqui”, disse Albert Woods, presidente da ECA, em declarações à Lusa.

Na verdade, a prova terá mais da metade dos 1.700 atletas. De acordo com a organização, a competição junta mais de mil atletas, provenientes de 50 países. O evento decorre entre 06 e 09 de setembro.

Face à dimensão da prova e ao nível de exigência, – salientam os organizadores – registam-se alterações profundas no espaço, na Praia do Faial, com equipamentos amovíveis. De resto, está montado um plano de segurança e de circulação para os automóveis e para os peões.

O investimento é de 300 mil euros, dividido pelo Município de Vila Verde, pela Federação Portuguesa de Canoagem, pela Junta de Freguesia de Prado e pelo Clube Náutico de Prado.

Anúncio

Braga

Caso de covid-19 fecha restaurante em Vila Verde

Funcionário testou positivo

em

Foto: Churrascaria Central / Facebook

A Churrasqueira Central em Vila Verde está encerrada após um funcionário ter testado positivo para a covid-19.

É o próprio restaurante, situado na Avenida dos Combatentes da Guerra Colonial, a dar conta da situação, esta sexta-feira, na sua página de Facebook.

“Um dos nossos funcionários infelizmente testou positivo à covid-19. Para segurança de todos somos obrigados a encerrar. Agradeço a vossa compreensão”, lê-se na publicação.

Aviso partilhado na página de Facebook do restaurante.

Recorde-se que em Vila Verde regista-se um surto de covid-19 que teve origem, precisamente, num restaurante.

Surto de covid em Vila Verde está estagnado e descem os casos ativos

De acordo com as últimas informações apuradas por O MINHO junto de fonte local da saúde, na quarta-feira, o surto estava estagnado e contava com uma redução do número de casos ativos (84).

O MINHO tentou contactar a gerência, mas sem sucesso.

Continuar a ler

Braga

Comércio em Vila Verde fecha às 22:00

Estado de contingência

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Vila Verde determinou “limitar os horários” de funcionamento do comércio até às 22:00, uma hora antes do limite imposto pelo governo, após consulta e obtenção do parecer favorável da Autoridade de Saúde e Forças de Segurança, havendo exceções para a restauração.

As exceções são as estipuladas na Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, casos da restauração “exclusivamente para efeitos de refeição no próprio estabelecimento, que prossigam a atividade de confeção destinada a consumo fora do estabelecimento ou entrega no domicílio, estabelecimentos de ensino, culturais e desportivos”.

Entram ainda no regime de exceção Farmácias e locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica, consultórios e clínicas, designadamente clínicas dentárias e centro de atendimento veterinário com urgências, atividades funerárias.

A autarquia estabeleceu também exceção para estabelecimentos de serviços de aluguer de veículos, locais de prestação de serviços de aluguer de veículos de mercadorias sem condutor (rent-a-cargo) e de aluguer de veículos de passageiros sem condutor (rent-a-car), podendo, sempre que o respetivo horário de funcionamento o permita, encerrar às 01:00 e reabrir às 06:00.

Continuar a ler

Braga

Incêndio dominado em Vila Verde ao fim de 12 horas de combate

Mixões da Serra

em

Foto: Domingos Costa

O incêndio que deflagrou hoje pelas 06:30, em Mixões da Serra, em Vila Verde, foi dado como dominado pelas 18:41, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Braga.

Depois de mais de 12 horas de combate, o incêndio que chegou a ter duas frentes, mas que nunca representou perigo para as localidades mais próximas, acabou dominado.

Vídeo: Redes sociais

Segundo a mesma fonte, quando o incêndio foi dominado estava a ser combatido por 78 operacionais apoiados por 24 viaturas, recursos que chegaram a atingir os 112 operacionais e dois meios aéreos.

No combate às chamas estiveram várias corporações do distrito de Braga apoiadas pelo Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) 02 de Lisboa e 03 da Força Especial da Proteção Civil.

Vila Verde fustigada pelas chamas. Novo grande incêndio deflagra de madrugada

Segundo a página da Proteção Civil, pelas 19:00, mantinham-se no combate 60 operacionais apoiados por 23 viaturas.

Continuar a ler

Populares