Seguir o O MINHO

Região

Associação de Turismo do Minho quer setor empreendedor, inovador e sustentável

Para que Portugal seja o “melhor e mais qualificado” destino turístico

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A Associação dos Profissionais de Turismo do Minho delineou uma estratégia assente no “empreendedorismo, inovação e sustentabilidade”, visando “contribuir” para que Portugal “cumpra o desígnio” de ser o “melhor e mais qualificado” destino turístico do mundo.


Em comunicado, aquela associação explica querer ainda contribuir para que o “turismo em Portugal continue a ser um fator de desenvolvimento sustentável”, pelo que constituiu três grupos de trabalho que elaboraram seis propostas: Incubação empresarial de qualificação para um turismo inclusivo e sustentável, Qualificação de recursos humanos direcionados para os desafios do setor do turismo e Plataforma inclusiva, Reforçar as Competências Técnicas do Associativismo dos Profissionais de Turismo e a criação de um Laboratório de Experimentação e Certificação da Qualidade da Oferta Turística.

Na proposta Incubação empresarial de qualificação para um turismo inclusivo e sustentável, a APTRUM propõe-se a “desenvolver dinâmicas de âmbito regional que promovam e captem investimentos, empresas e empreendedores para a região do Minho assentes em boas práticas ambientais e em projetos turísticos inclusivos que valorizem a comunidade e os produtos locais de territórios de baixa densidade e economicamente desfavorecidos”.

Na proposta que aponta a Qualificação de recursos humanos “direcionados para os desafios do setor do turismo, propõe-se a desenvolver ações de âmbito regional que facultem a possibilidade aos estudantes, trabalhadores e futuros trabalhadores da área do turismo, do desenvolvimento de competências específicas que lhes permitam um maior sucesso no processo transitório para o mercado de trabalho e uma maior preocupação ambiental no desenvolvimento das suas atividades laborais”.

A proposta de uma Plataforma inclusiva tem como objetivo “proporcionar uma experiência inclusiva e integrada com o programa “All for All” criado pelo Governo, o Portuguese Festivals R 4 All integra a capacitação da oferta, a promoção de Portugal como destino para todos, ações de formação e sensibilização e o reco-nhecimento internacional, nomeadamente, através de parcerias e a captação de operadores”.

A associação de turismo do Minho quer ainda desenvolver a “Minho green brand”, uma marca promocional da região, que se propõe a “desenvolver uma plataforma digital regional que promova e comercialize uma oferta turística da região baseada nos seus atributos naturais, paisagísticos, culturais e históricos assentes em operadores turísticos que promovam as boas práticas ambientais e baseiem os seus produtos na produção local”.

A quinta proposta, “Capacitar Associações de Turismo”, propõe constituir “um programa do reforço da capacitação das Associações de Profissionais de Turismo e Associações Empresariais de Turismo”.

“Efetivamente aquelas estruturas possuem uma importância indispensável na defesa dos interesses dos profissionais de turismo e do tecido empresarial que desejam estabilidade do desenvolvimento económico e social e o respeito absoluto dos princípios do Turismo Sustentável”, lê-se.

A sexta proposta é criar um Laboratório de Experimentação e Certificação da Qualidade da Oferta Turística, “um laboratório de turismo regional que envolvendo os operadores turísticos locais se constituirá como uma estrutura capaz de verificar e certificar a qualidade dos empreendimentos turísticos, apoiado na experimentação e verificação de parâmetros estabelecidos para garantir um elevado nível de qualidade de serviços”.

Anúncio

Braga

Leva câmara e auriculares para lhe darem as respostas no exame de código em Braga

Aluna de escola de Guimarães pagou 500 euros por ajuda

em

Foto: Ilustrativa / DR

O Ministério Público acusou de corrupção três arguidos devido ao “esquema fraudulento” para que uma aluna de uma escola de condução de Guimarães tivesse ajuda no exame de código, a troco do pagamento de 500 euros.

Em nota hoje publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que a aluna vai responder por um crime de corrupção ativa no sector privado, ao passo que os outros dois arguidos, incluindo o gerente da escola, vão responder por um crime de corrupção passiva no setor privado.

Segundo o Ministério Público (MP), a aluna, face a várias reprovações que já sofrera, pediu ajuda ao gerente da escola de condução de Caldas das Taipas, concelho de Guimarães, a troco de contrapartida.

O gerente terá arranjado uma terceira pessoa que, do exterior do centro de exames, indicaria à aluna, através de sistema de transmissão adequado, as respostas corretas.

A aluna pagou 250 euros ao gerente e outro tanto ao “ajudante”.

A prova teórica realizou-se em 22 de fevereiro de 2017, no Centro de Exames da ANIECA, em Braga.

Segundo a acusação, a aluna apresentou-se “sendo portadora, no seu corpo, de um sistema composto por telemóvel, aparelho wireless bluetooth com entrada de áudio, dois micro-auriculares, uma micro-câmara e um transmissor wireless, conforme instalação previamente operada pelo arguido que iria transmitir as respostas”.

Este arguido colocou-se no exterior do centro, de modo a receber as imagens da prova que a arguida lhe enviava através da câmara e a indicar-lhe, por chamada telefónica, as respostas que a mesma deveria dar.

Ainda segundo o MP, a aluna “realizou o exame nestes termos, movimentando o seu corpo de modo a que o arguido no exterior pudesse ver as questões”.

No entanto, o “esquema fraudulento” veio a ser percebido pelos funcionários do centro de exames, que convocaram as entidades policiais.

Continuar a ler

Guimarães

Pandemia encerra cemitérios de Guimarães no Dia de Todos os Santos

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Os cemitérios de Guimarães vão estar encerrados nos dias 31 de outubro e no feriado de 1 de novembro, Dia de Todos os Santos, devido à evolução da pandemia de covid-19 naquele concelho, anunciou a autarquia.

A medida foi aprovada por unanimidade em reunião extraordinária da Comissão Municipal da Proteção Civil, com a presença dos Presidentes das Juntas de Freguesia.

Covid-19 em Guimarães fora de controlo e hospital “no limite”

A reunião contou com a participação da Delegada de Saúde Pública, Hospital de Guimarães, Diretor Executivo do ACES do Alto Ave, Presidentes de Juntas de Freguesia, Bombeiros de Guimarães e Bombeiros das Taipas, PSP e GNR, que manifestaram total concordância com a proposta apresentada por Domingos Bragança.

Continuar a ler

Braga

Condutora entra em despiste e cai em silvado com declive de três metros em Braga

Acidente

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma condutora de 66 anos ficou ferida após o carro em que seguia ter-se despistado e caído a um silvado com um desnível de três metros, pelas 10:30, na manhã desta sexta-feira, na Avenida da Igreja, em Celeirões, Braga.

O carro capotou e rebolou, mas o silvado amortizou a queda. A mulher, que sofreu ferimentos ligeiros, teve que ser desencarcerada.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Ao que O MINHO apurou, a vítima teria pouca experiência de condução e teria adquirido o carro há pouco tempo.

A mulher foi estabilizada e imobilizada pelos Bombeiros Sapadores de Braga, que deslocaram seis operacionais e uma viatura de desencarceramento. Uma ambulância do INEM transportou-a para o Hospital de Braga

A vítima, residente em Celeirós, era a única ocupante da viatura.

Continuar a ler

Populares