Seguir o O MINHO

I Liga

Associação de jogadores angaria fundos para ajudar funcionários do Aves

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

A associação “Do Futebol para a Vida”, criada por jogadores do Campeonato de Portugal, está a angariar fundos para compensar salários em atraso de 14 funcionários do Desportivo das Aves, despromovido à II Liga.


“Eles não têm salários muito altos e choca-me o facto de estarem há vários meses sem receber. Estão em causa uns quatro, cinco ou seis meses de vencimentos em atraso. A ganhar aquilo que ganham e tendo filhos e contas para pagar, não sei como conseguem sobreviver. É uma situação complicada”, contou à agência Lusa o médio Rúben Oliveira.

Face às dificuldades financeiras atravessadas pelos nortenhos nesta temporada, vários companheiros de profissão contactaram “há mais ou menos uma semana” o futebolista do Desportivo das Aves, que se prontificou a elaborar “uma lista das pessoas do clube que estavam a precisar mais de ajuda”, de forma a elucidar “as prioridades de cada um”.

“A associação disponibilizou-se para ajudar de várias maneiras, tanto financeiramente como a nível de alimentação. Até agora tem ajudado mais na parte financeira. Felizmente o clube, e não a SAD, está a tratar da alimentação e tudo tem estado mais ou menos orientado”, enalteceu o centrocampista cedido pelo Vitória SC.

Criada em 14 de abril pelos capitães do Real e do Loures, o luso-guineense Ibraim Cassamá e Hugo Machado, a causa solidária “Do Futebol para a Vida” puxou pela proatividade dos colegas sintrenses Sandro Lima, Paulinho e Daniel Almeida e ganhou dimensão através das redes sociais para gerar auxílio durante a pandemia de covid-19.

Os pedidos extravasaram a Série D do Campeonato de Portugal e convocaram a solidariedade de diversos quadrantes do futebol nacional, que compraram bens de primeira necessidade ou depositaram quase 38.500 euros até 17 de julho numa conta bancária apropriada, apoiando 171 atletas, 88 famílias de jogadores e 146 civis.

As doações destinadas aos funcionários do Desportivo das Aves podem ser efetuadas através de transferência bancária para o NIB 0036.0396.99106015516.17, enquanto decorre desde terça-feira o leilão de uma camisola de Thierry Henry, antigo avançado internacional francês e atual treinador dos canadianos do MontréalImpact.

A peça de vestuário produzida pela Nike para assinalar a última temporada dos ingleses do Arsenal no lendário estádio Highbury, casa dos ‘gunners’ entre 1913 e 2006, tem uma base de licitação fixada em 500 euros e reverterá a totalidade da quantia angariada até às 20:00 horas de quinta-feira para os colaboradores do último classificado da I Liga.

A iniciativa da associação “Do Futebol para a Vida” é complementada pela ‘One Goal Only’ [Apenas Um Objetivo, em tradução livre], que também foi erguida em plena pandemia e visa, através de leilões de camisolas autografadas de craques nacionais e estrangeiros, ajudar diversas entidades nacionais e internacionais de apoio social.

O leilão pode ser acedido através da página do projeto criado pelo português Filipe Macedo Alves na rede social Instagram e surge na sequência de uma semana atribulada do Desportivo das Aves, cuja administração liderada pelo chinês Wei Zhao acumula sucessivos incumprimentos salariais, responsáveis por 10 rescisões unilaterais de atletas.

“Quis ficar até ao fim para ajudar um clube que aprendi a gostar muito. Não condeno quem achou que rescindir era o melhor para o seu futuro. Cada um tem de ver a sua vida da melhor maneira e entendo isso, porque as pessoas têm contas para pagar e uma família. A SAD do Aves não foi correta comigo nem com ninguém”, frisou Rúben Oliveira.

O médio, de 25 anos, recebeu o último ordenado em março e assume que a ausência de “condições básicas” e as promessas de pagamento falhadas pelos administradores impediram a formação de Nuno Manta Santos, 18.ª e última colocada da I Liga, com 17 pontos, de “fazer um bom trabalho” numa “temporada muito desgastante e complicada”.

A SAD solicitou na sexta-feira a adesão a um Processo Especial de Revitalização (PER) junto do Tribunal da Comarca de Santo Tirso, de forma a negociar com os 32 credores a reestruturação de todas as dívidas num único plano de pagamento, tendo em vista o cumprimento dos requisitos de inscrição nos campeonatos profissionais.

Anúncio

I Liga

Sérgio Conceição diz que FC Porto é um “alvo a abater dentro e fora do campo”

I Liga

em

Foto: Divulgação / FC Porto

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, garantiu hoje que os ‘dragões’ “são sempre candidatos ao título” de campeão nacional de futebol e um “alvo a abater dentro e fora do campo”.

Na conferência de antevisão do encontro que marca a estreia dos portistas na I Liga da época 2020/21, frente ao Sporting de Braga, o técnico salientou que o facto de o FC Porto ser campeão nacional representa uma pressão extra para os adversários.

“Somos os campeões em título, a equipa que ganhou mais jogos, a que sofreu menos e que marcou mais golos. Somos o alvo a abater e estamos habituados a ser o alvo a abater dentro e fora do campo e este ano não vai ser diferente”, referiu Conceição que acrescentou: “O FC Porto é a equipa a que todos vão querer ganhar, porque é o campeão nacional”.

Sérgio Conceição recusou, à partida, o rótulo de favorito à conquista do título nacional, mas salientou que o FC Porto “é sempre um candidato às vitórias”.

“Os candidatos são os candidatos históricos. E, para esse grupo incluo o Sporting de Braga. Depois, o decorrer do campeonato é que vai ditar. Não quero atribuir favoritismo a ninguém, nós somos sempre candidatos a ganhar títulos, isso somos”, vincou.

Apesar de denotar a fase atípica que se vive, o treinador da formação ‘azul e branca’ garantiu que a equipa está preparada para o início do campeonato e para defender o que foi conquistado na época passada e, se possível, “fazer melhor”.

“Está muito bem. Apesar da pré-época ser diferente das outras, estamos preparados para iniciar o campeonato. Estamos preparados para defender o que conquistámos o ano passado e, se possível, fazer algo mais. O estado de espírito é bom, o trabalho foi bom e estamos preparados para um jogo difícil, mas que vai ter um FC Porto de acordo com aquilo que foi na época passada”, garantiu.

Sérgio Conceição considera o primeiro jogo da I Liga, frente ao Sporting de Braga, “muito difícil”, colocando os arsenalistas no lote dos ‘grandes’, que têm possibilidade de lutar pelo título nacional.

“Vamos encontrar um clube bastante sólido, que está bastante bem, cresceu muito nos últimos anos. Tem-se afirmado como um grande. Não sei se é o quarto, o terceiro, o segundo ou o primeiro, isso depende da classificação ao fim da época. É um clube que tem naturais aspirações a vencer títulos”, afirmou o técnico.

Sérgio Conceição abordou ainda as qualidades do treinador Carlos Carvalhal: “Vamos encontrar uma equipa bem trabalhada, bem treinada. Independentemente do treinador que lá estivesse, iria encontrar jogadores com grande qualidade individual, mas o Carlos Carvalhal é um treinador que potencia ao máximo os seus jogadores, tem feito excelentes trabalhos em diferentes países, em contextos completamente diferentes, por isso, espero uma equipa difícil, um jogo difícil”, notou.

Sporting de Braga e FC Porto defrontam-se a partir das 21:00 de sábado, no Estádio do Dragão, no Porto, jogo que será arbitrado por João Pinheiro, da associação de Braga.

Continuar a ler

I Liga

Metade dos candidatos a jogador do ano são de clubes do Minho

I Liga

em

Foto: DR

A Liga Portugal anunciou hoje a lista dos candidatos a jogador do ano da I Liga. Dos 10 mais votados, cinco são de clubes do Minho.

O SC Braga tem dois jogadores na lista (Paulinho e Ricardo Horta), bem como o Famalicão (Fábio Martins e Pedro Gonçalves). Marcus Edwards, do Vitória SC, também está entre os mais votados.

Os ‘minhotos’ concorrem com Pizzi (Benfica), Taremi (Rio Ave), Alex Telles (FC Porto), Corona (FC Porto) e Bruno Fernandes (Sporting).

https://twitter.com/ligaportugal/status/1298671463285874690

O prémio, recorde-se, é resultado das votações dos treinadores principais e capitães da I Liga, sendo por isso o prémio oficial da competição.

O vencedor do prémio ‘Jogador do Ano’ vai ser anunciado na sexta-feira, durante o sorteio das competições profissionais da temporada 2020/21.

O médio Bruno Fernandes, que em janeiro deixou o Sporting para rumar aos ingleses do Manchester United, venceu os dois últimos galardões, em 2017/18 e 2018/19.

Continuar a ler

I Liga

Época 2020/21 arranca em 13 de setembro, I Liga termina em 19 de maio

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

A época futebolística de 2020/21 inicia-se em 13 de setembro, com o arranque da II Liga, uma semana antes do início do principal escalão, que termina em 19 de maio, quatro dias antes da final da Taça de Portugal.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) divulgou hoje o calendário oficial, que estabelece o início da I Liga para 20 de setembro, depois de o Benfica disputar a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, em 15 ou 16, e o fim em 19 de maio, num ano em que vai ser disputado o Euro2020, entre 11 de junho e 11 de julho.

Atendendo ao adiamento da competição em que Portugal defende o título europeu, a última jornada da I Liga terá de ser antecipada para 16 de maio, caso as equipas portuguesas não alcancem os quartos de final ou as meias-finais das competições europeias.

O organismo federativo ressalva que o calendário poderá sofrer ajustes, devido a alterações impostas por UEFA ou FIFA e no caso de circunstâncias excecionais que ditem uma eventual paragem da competição.

A Supertaça Cândido Oliveira, entre o campeão FC Porto e o finalista da Taça Benfica, está marcada para 23 de dezembro, uma quarta-feira, entre duas jornadas da I Liga, em 20 e 27 de dezembro.

A II Liga, que arranca uma semana antes do principal campeonato, termina também no dia 19 de maio, enquanto os dias 24 e 30 de maio estão reservados para os ‘play-offs’ de acesso à I Liga, entre o 16.º do primeiro escalão e o terceiro do segundo.

Como tradicionalmente, a final da Taça de Portugal vai encerrar a época clubística, em 23 de maio, numa prova que arranca em 27 de setembro, com a primeira eliminatória, e prossegue em 11 de outubro, já com os clubes da II Liga, e em 22 de novembro, com os do principal escalão.

As duas mãos das meias-finais da prova ‘rainha’ ficaram marcadas para 09 a 11 de fevereiro e 02 a 04 de março.

O Campeonato de Portugal vai ter início em 20 de setembro, com a primeira fase, que se prolonga até 03 de abril, prosseguindo com as fases de apuramento do campeão e de manutenção entre 18 de abril e 22 de maio. A final do terceiro escalão está marcada para 30 de maio.

A Liga Revelação começa em 12 de setembro, tendo a segunda fase marcada para entre 05 de janeiro e 06 de abril, antecedendo a Taça Revelação, também para o escalão sub-23, entre 11 de abril e 14 de maio.

O calendário do futebol sénior masculino foi divulgado numa altura em que há vários processos judiciais em curso e em que as diretivas da Direção-Geral da Saúde (DGS) ainda são restritivas para a realização de competições não profissionais devido à pandemia de covid-19.

Continuar a ler

Populares