Seguir o O MINHO

Ave

Associação de Famalicão usa dinheiro de prémio para apoiar 60 idosos confinados em casa

Prémio BPI La Caixa

em

Foto: Dvulgação / Engenho

A Engenho-Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este- V. N. de Famalicão, foi contemplada com o prémio BPI- la Caixa – 2020 com o projeto “Estar Mais Perto de Quem Mais Precisa”, anunciou a associação.

Em comunicado, a Engenho anuncia que será criada uma unidade móvel de apoio geriátrico que “visa restabelecer ou reforçar laços sociais, serviços de proximidade e apoios terapêuticos e de saúde junto dos idosos que estão confinados em casa”.

Esta unidade, a funcionar muito em breve, vai realizar visitas domiciliárias a pelo menos 60 pessoas idosas em situação de mobilidade reduzida e vulnerabilidade social e de saúde, nas comunidades locais do território de intervenção da Engenho.

As primeiras visitas serão para fazer a avaliação diagnóstica e conceber o plano individual do idoso.

“É sempre gratificante receber um prémio, principalmente quando o mesmo tem em vista promover ações e projetos a favor dos outros, muito particularmente dos idosos mais vulneráveis. Este prémio traduz também o reconhecimento do trabalho, o zelo e profissionalismo de todos os colaboradores da Engenho, que, neste tempo duro e difícil de pandemia, têm dado o melhor de si, na linha da frente e numa luta desigual, no apoio aos idosos que cuidam”, sublinhou o presidente da direção da instituição, Manuel Augusto de Araújo.

Esta unidade móvel terá uma equipa multidisciplinar, com o apoio orientado de jovens voluntários, que será responsável por proporcionar contactos regulares com a família e amigos através de equipamento interativo de comunicação e por desenvolver sessões individuais de estimulação cognitiva, sensorial e psicomotora pelo menos duas vezes por semana, com cada um dos beneficiários do projeto, para além da prestação dos serviços básicos.

“Paralelamente pretende-se promover a solidariedade intergeracional com voluntariado jovem, e a autonomia dos idosos que estão em casa, aumentando a sua capacidade de resiliência e a dos seus cuidadores”, refere o responsável.

O prémio atribuído foi 37.675,00 euros que será destinado à “aquisição de viatura de nove lugares, aquisição de material de apoio geriátrico e ajudas técnicas”.

A equipa técnica multidisciplinar- psicólogo, assistente social, enfermeiro e psicomotricista, será assumida pela Engenho, com o apoio da Câmara de Famalicão, na qualidade de entidade parceira deste projeto.

A Engenho foi a única entidade famalicense premiada entre 24 a nível nacional, selecionadas das 214 candidaturas concorrentes, que foram sujeitas a avaliação segundo critérios de qualidade, sustentabilidade e relevância dos projetos.

Populares