Seguir o O MINHO

Cávado

Associação de Barcelos pede “reforço imediato” de polícias após vaga de assaltos à luz do dia

PSP investiga

em

Foto: Pedro Luís Silva / O MINHO / Arquivo

A vaga de assaltos que tem ocorrido nos últimos dias a lojas de comércio na cidade de Barcelos não passou despercebida à Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB), que já terá solicitado mais policiamento e instituído um gabinete de apoio aos lesados.

Conforme noticiou O MINHO ao início desta sexta-feira, o ladrão ameaça as funcionárias com uma faca para roubar o dinheiro da registadora, provocando “medo” e “insegurança”. Escolhe lojas em que a funcionária esteja, preferencialmente, sozinha para poder atacar. Usa um chapéu para ocultar parte do rosto, entra de rompante e sob a ameaça de uma faca obriga as funcionárias a entregarem-lhe o dinheiro da caixa.

Em comunicado, a ACIB adianta que já solicitou “o imediato reforço de meios e patrulhamento das ruas”, quer no posto da PSP em Barcelos, quer no comando distrital, em Braga, de forma a “garantir a segurança”.

“Não tendo Barcelos este tipo de criminalidade, a sua existência neste momento causa pânico bem como pode servir de catalisador para mais situações do género. Tal facto impõe medidas imediatas e vigorosas”, considera a associação.

Pela descrição, os crimes são praticados sempre pelo mesmo sujeito.

Nos últimos dias foram várias as lojas assaltadas desta forma no centro histórico de Barcelos, nas principais artérias, como a Rua Direita e a Avenida da Liberdade, mas também nas adjacentes com o Campo 5 de Outubro ou a Rua Cândido dos Reis.

Segundo o jornal Barcelos Popular, que avançou a notícia, no espaço de 24 horas foram visados mais de “meia dezena de estabelecimentos”.

A ACIB afirma ainda ter criado “de imediato um gabinete de seguimento da situação que acompanhará os acontecimentos e as tomadas de posição por parte das autoridades”.

Os comerciantes sentem insegurança. “A gente está cheia de medo. As pessoas de todas as lojas querem mais policiamento”, aponta uma lojista a O MINHO, acrescentando que nunca lhe aconteceu “tal coisa” em muitos anos de trabalho no comércio em Barcelos.

A PSP tem sido chamada aos locais onde são efetuados os assaltos e, segundo uma das vítimas, já saberá quem é o assaltante. Porém, para já, ainda não há notícia de detenção.

Populares