Seguir o O MINHO

Fafe

ASAE doa cerca de 1470 artigos de vestuário em Fafe e Valença

Política de Responsabilidade Social

em

Foto: DR/Arquivo

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou que vai proceder, esta quarta-feira, à doação de cerca de 1470 artigos de vestuário, a duas instituições, uma de Fafe, e uma Valença.


A Santa Casa de Misericórdia de Fafe vai receber 915 unidades de vestuário, e a Associação Portuguesa de pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Viana do Castelo – Delegação de Valença (APPACDM) outras 556.

Os bens a doar resultam de apreensões efetuadas em fiscalizações.

As cerimónias contarão com a presença dos representantes das Instituições, respetivamente, Vítor Manuel Monteiro Ferreira Leite e Helena Natércia Pinto Pereira, além do Inspetor Geral da ASAE, Pedro Portugal Gaspar.

Anúncio

Ave

Juiz manda prender dois suspeitos de 17 furtos em estabelecimentos e casas de Fafe

Crime

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Os dois homens do trio suspeito de 17 furtos a estabelecimentos comerciais e residências de Fafe ficaram em prisão preventiva após terem sido presentes a juiz no Tribunal Judicial de Fafe, na sexta-feira.

A mulher ficou sujeita à medida de coação de apresentações trissemanais no posto policial da sua área de residência.

Trio detido em Viana do Castelo suspeito de realizar 17 assaltos em Fafe

Recorde-se que a GNR tinha detido, na semana passada, dois homens e uma mulher, com idades entre os 25 e os 35 anos, em Viana do Castelo, por furtos em estabelecimentos comerciais e residências em Fafe.

 

Continuar a ler

Ave

José Barros foi de Braga a Fafe agradecer aos bombeiros que lhe salvaram a vida

Vítima de acidente

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

José Barros, de 60 anos, não ganhou para o susto quando, em julho do ano passado, foi vítima de um violento acidente que quase lhe roubou a vida, numa estrada de Fafe.

Passados 12 meses, o bracarense visitou o quartel dos Bombeiros Voluntários de Fafe para agradecer pessoalmente ao comandante Paulo Ferreira e aos operacionais que o auxiliaram no brutal sinistro.

Bombeiros de Fafe na assistência a José Barros após acidentes. Foto: Ivo Borges (2019)

A O MINHO, o homem conta que, por várias vezes, tinha demonstrado o desejo à família de ir a Fafe fazer um agradecimento aos bombeiros que o ajudaram. Assim, a filha entrou em contacto com o comandante e conseguiram agendar uma data para o reencontro.

Comandante Paulo Ferreira recebeu José Barros e família. Foto: Ivo Borges / O MINHO

Ontem foi o dia que a família visitou o quartel, uma surpresa para José Barros que, ao sair de casa, não sabia que seria esse o destino.

“Eles são uns heróis, salvaram-me a vida e gostava de poder dar um forte agradecimento pessoal a cada um deles, homens e mulheres que me ajudaram”, disse José.

“Hoje estou aqui graças a eles e aos elementos do INEM e do Hospital de Braga”, sublinhou.

José Barros foi desencarcerado pelos bombeiros fafenses. Foto: Ivo Borges / O MINHO

Algumas sequelas do acidente vão permanecer com José para o resto da vida: nove costelas fraturadas, pulmão perfurado, danos em quatro pontos da cervical, derrame interno na cabeça, fratura de vários ossos da face e perda de alguma percentagem da visão e da audição.

Foram várias as intervenções cirúrgicas e próteses que teve de colocar, mas está “vivo e agradecido” por isso.

O comandante Paulo Ferreira, em nome dos Bombeiros de Fafe, agradeceu o reconhecimento e o gesto de José Barros apresentando-lhe todos os elementos que estiveram no salvamento.

Bombeiros responsáveis pelo salvamento, José Barros e família. Foto: Ivo Borges / O MINHO

Ofereceu ainda umas lembranças dos bombeiros e o encontro foi celebrado com uma merenda entre amigos.

Continuar a ler

Ave

Maltrata mãe de 71 anos e parte-lhe os móveis de casa em Fafe

Violência doméstica

em

Foto: DR

Um homem de 48 anos foi detido, na quinta-feira, por violência doméstica sobre a mãe, de 71, em Fafe, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o comando territorial de Braga dá conta da detenção do homem na sequência de maus-tratos psicológicos e ameaças à progenitora, culminando com a destruição dos móveis em casa.

“Os militares da Guarda deslocaram-se ao local, intercetando o suspeito a 100 metros da habitação”, expõe a GNR.

Foi detido e será presente esta sexta-feira ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Ainda na mesma data, também em Fafe, um homem de 40 anos foi detido por agredir e ameaçar a mulher, de 37, com uma arma de fogo, adaptada a calibre 6,35 mm, que foi apreendida.

O suspeito foi detido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Populares