Seguir o O MINHO

Aqui Perto

ASAE deteta bomba que cobrava logo 1,65 euros antes de abastecer em Trás-os-Montes

É a quarta ocorrência nos últimos meses

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) detetou, em flagrante delito, uma bomba de combustível, de gasóleo simples, em prática especulativa, numa estação de serviço, localizada no concelho de Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real.

Em comunicado, a ASAE explica que, “durante a ação os inspetores verificaram que, no início de cada abastecimento, após o ‘reset’ do contador e mesmo antes de ser pressionado o manípulo da agulheta da bomba, o contador alterava-se automaticamente, cobrando valores até 1,65 Euros, sem que o consumidor tenha feito qualquer abastecimento efetivo”.

“Os equipamentos em causa já tinham sido sujeitos a controlo metrológico este ano, exibindo o respetivo selo de validade e de conformidade, tendo-se procedido à sua selagem e respetiva apreensão, de forma cautelar, para a respetiva perícia técnica”, acrescenta o comunicado.

A ASAE considera que em causa estão fortes indícios do crime de especulação (delito antieconómico) e eventual crime de falsificação de notação técnica, tendo os factos sido, de imediato, comunicados ao Ministério Público.

“É a quarta ocorrência semelhante detetada pela ASAE nos últimos meses”, conclui o comunicado.

Aliás, como O MINHO noticiou, em outubro do ano passado, uma situação idêntica ocorreu numa bomba de gasolina do concelho de Braga.

Populares