Seguir o O MINHO

País

ASAE apreende duas toneladas de pescado impróprio para consumo em Setúbal

Fiscalização

em

Foto: ASAE

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou hoje a apreensão de duas toneladas de pescado considerado impróprio para consumo, em Sines, no distrito de Setúbal, numa operação com um detido e três unidades de tratamento suspensas.

Em comunicado, a ASAE indicou que este foi o balanço de uma operação de fiscalização no âmbito da garantia de segurança alimentar, no concelho de Sines, realizada por elementos da Unidade Regional do Sul — Unidade Operacional de Évora.

Segundo esta autoridade, o pescado apreendido, com um valor total de 3.500 euros, além de ser considerado impróprio para consumo, não possuía o local de licenciamento nem número de controlo veterinário (NCV) obrigatório.

Após este pescado ter sido submetido a perícia, “305 quilos foram considerados ‘anormais avariados’, com falta de requisitos e rastreabilidade, pelo que foram encaminhados para destruição numa unidade de transformação de subprodutos”, adiantou.

A ASAE referiu que foi detida, em flagrante delito, uma pessoa, com antecedentes criminais, e presente a tribunal para a realização de processo sumário.

Foi ainda suspensa a atividade de três unidades de tratamento de pescado e foram instaurados dois processos-crime pela prática das infrações de natureza criminal de géneros alimentícios “anormais corruptos e avariados”.

EM FOCO

Populares