Artur Jorge garante Braga com “motivação em alta” para fechar pódio

Foto: SC Braga / Arquivo

O treinador Artur Jorge garantiu hoje um Braga com a “motivação em alta” para fechar o terceiro lugar da I Liga de futebol, no sábado, na 33.ª jornada, na visita ao Boavista.

Em caso de vitória no Bessa (ou se o Sporting perder com o Benfica, no domingo), os minhotos asseguram desde logo um lugar no pódio, o que acontecerá apenas pela quarta vez na sua história.

A atual terceira posição é a mais provável de atingir, porque, a duas jornadas do fim, e com seis pontos em disputa, os bracarenses estão a cinco pontos do segundo classificado, o FC Porto (que tem ainda vantagem no confronto direto).

Confirmando-se, será a terceira vez que o SC Braga finaliza a I Liga no terceiro lugar (2011/12 e 2019/20), segunda melhor classificação de sempre depois do segundo lugar de 2009/10.

“Motivação não pode faltar neste momento tendo em conta a nossa posição a dois jogos do fim. É um jogo extremamente difícil contra uma equipa muito competitiva, mas temos a motivação em alta porque podemos fechar as contas de um primeiro objetivo que traçámos no início da época que era ficar no ‘top 3’. É um jogo especial e importante, queremos ser muito competitivos e mostrar toda a nossa ambição e fechar essa posição”, disse o treinador na conferência de imprensa de antevisão.

Questionado sobre o que falta ao clube para atingir mais vezes um lugar no pódio, Artur Jorge disse que há “ainda um longo caminho a percorrer” e que “estar nas decisões até ao fim é sinal de crescimento”.

“Temos consciência de que tudo o que se possa fazer de aproximação às três equipas mais fortes em Portugal [Benfica, FC Porto e Sporting] será sempre ótimo”, mas mais importante do que o terceiro lugar “é poder estar nas decisões até perto do final”, defendeu.

Para Artur Jorge, esse é o caminho para o SC Braga “continuar a crescer e evoluir como clube e para atingir mais pódios”. “Não será sinónimo de crescimento estar a cinco ou seis jogos do fim do campeonato a 20 ou 15 pontos do primeiro classificado”, atirou.

O Boavista já garantiu a manutenção há algumas jornadas e não pode almejar um lugar ‘europeu’, mas para Artur Jorge isso não retira dificuldade ao jogo com os ‘axadrezados’, uma equipa “desde sempre tradicionalmente muito competitiva”.

Os minhotos sofreram três golos no último jogo, e em casa, na vitória por 4-3 sobre o Santa Clara, algo pouco habitual e que impediu a equipa de continuar a ser a melhor defesa em casa, como o técnico lembrou.

Ainda assim, Artur Jorge disse não ter valorizado “em demasia” o sucedido: “sofremos três golos de bola parada, dois de penálti e um após lançamento lateral e isso diminui capacidade de defender esses momentos”.

O treinador destacou ainda a valorização dos jogadores, e dele próprio, na sequência da época que a equipa está a fazer.

“Vários estão a fazer a sua melhor época de sempre, quer seja por golos marcados, número de jogos ou de minutos. Há dados que nos levam a que todos sejamos valorizados pelo registo que estamos a fazer. Espero que alguns jogadores possam estar mais próximos de ir às seleções, é um passo natural”, defendeu.

Álvaro Djaló está de regresso às opções, depois de ter cumprido um jogo de castigo, mantendo-se a dúvida em torno dos lesionados Borja, Tormena, Al Musrati e Castro.

Questionado sobre se podia garantir a sua continuidade no Braga na próxima época, Artur Jorge foi lacónico: “Tenho contrato na próxima temporada, a partir daí…”.

SC Braga, terceiro classificado, com 74 pontos, e Boavista, 11.º, com 40, defrontam-se a partir das 18:00 de sábado, no Estádio do Bessa, no Porto, em jogo que será arbitrado por Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Petit espera provocar desconforto ao SC Braga

Próximo Artigo

Empresa de Barcelos investe 90 milhões em Marrocos e cria 1.500 empregos

Artigos Relacionados
x