Seguir o O MINHO

Famalicão

Artistas de Famalicão e comunidade portuguesa do Soho criam vitral de azulejos em rua norte-americana

150 emigrantes criam peça única formada por pequena peças

em

Foto: DR

Serão cerca de 150 os emigrantes e lusodescendentes a residir no bairro nova-iorquino do Soho que, hoje, prestam um tributo ao azulejo português em plena Sullivan Street, onde sob a orientação do centro artístico famalicense ‘A CASA AO LADO’ vão criar um vitral baseado nos padrões da azulejaria portuguesa.

Integrada no ‘Portugal in Soho’, evento anual organizado pelo Arte Institute e que tem como objetivo reavivar a herança cultural portuguesa em Manhattan, esta intervenção artística comunitária será realizada a partir de placas acrílicas com o tamanho tradicional do típico azulejo português (15cm x 15cm), nas quais os padrões dos azulejos serão desenhados com recurso a uma técnica peculiar e pouco comum que envolve uma reação química provocada por lixívia.

“Cada placa acrílica será inicialmente revestida com uma película especial em tom de azul, sendo posteriormente trabalhada através da aplicação, a pincel, de linhas finas desenhadas com lixívia, o que provocará uma reação química que levará ao estabelecimento do padrão do azulejo a desenhar”, explica Joana Brito, diretora artística d’A CASA AO LADO, em comunicado.

O resultado final, adianta Joana Brito, “será uma peça única formada pela reunião do conjunto de cerca de 150 pequenas peças, com os padrões desenhados por cada um dos participantes. Com o sol e a luz do dia, as transparências resultantes da aplicação da lixívia vão projetar sombras no chão, replicando no piso da Sullivan Street os padrões gráficos desenhados”.

A realização deste projeto em Nova Iorque assinala também o arranque do processo de internacionalização d’A CASA AO LADO, centro artístico fundado em 2005, em Famalicão, pelo traço dos artistas plásticos Joana Brito e Ricardo Miranda, e que desde outubro do último ano integra a rede de Clubes UNESCO no campo da intervenção e criação artística.

Anúncio

Ave

Tenta burlar casal de Famalicão no MBWay mas é apanhado

Burla

em

Foto: Divulgação

Um casal de Famalicão apresentou queixa na GNR, contra desconhecidos, por uma alegada tentativa de burla no valor de 350 euros através da aplicação MBWay.

De acordo com a Cidade Hoje, o casal colocou à venda um aparelho de ginástica na plataforma digital OLX, sendo contactado por um individuo que manifestou interesse na compra pelo preço de 20 euros.

O alegado burlão pediu para transferir o dinheiro através da aplicação MBWay, utilizada para efetuar pagamentos por via digital, intenção a que o casal terá acedido, mesmo sem conhecer a funcionalidade em questão.

Seguindo as instruções do comprador, a mulher dirigiu-se a uma caixa multibanco para ativar o serviço, criando um código para o efeito, com o valor total de 350 euros.

Um erro num dos dígitos no código fornecido acabou por evitar que a burla fosse consumada. O homem entrou em contacto com o casal, apontando essa falha.

Entretanto, um familiar do casal, utilizador da plataforma, explicou o funcionamento da mesma, revelando que se tratava de uma tentativa de burla.

A tentativa para levantar o dinheiro foi efetuada numa caixa de multibanco de Estremoz, em Évora.

A GNR, em posse do contacto telefónico do burlão, está a efetuar diligências para encontrar o mesmo e apurar os factos.

Continuar a ler

Ave

Carro arde na A7 em Famalicão

Sentido Famalicão-Vila do Conde

em

Foto: Facebook de "Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão"

Um automóvel ligeiro ficou destruído num incêndio rodoviário, ao final da manhã deste sábado, na A7, em Famalicão.

Fonte dos bombeiros disse a O MINHO que o sinistro ocorreu no sentido Famalicão – Vila do Conde, no troço daquela autoestrada que atravessa a freguesia de Vilarinho das Cambas.

Foto: Facebook de “Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão”

O alerta foi dado cerca das 11:35 mobilizando nove operacionais e quatro viaturas dos Bombeiros de Famalicão.

Não há vítimas a registar, mas o carro ficou destruído, disse a mesma fonte.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Continental oferece ecógrafo de 20 mil euros ao Hospital de Famalicão

A pedido do centro hospitalar

em

Foto: Divulgação / CHMA

O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) recebeu, esta quinta-feira, um novo ecógrafo para o Hospital de Famalicão, oferta da empresa multinacional Continental, com um complexo industrial naquele concelho.

A oferta surge no “âmbito da política de responsabilidade social da empresa”, refere Pedro Carreira, presidente do conselho de administraçao da Continental-Mabor de Lousado.

O responsável explicou, na cerimónia de entrega, que este foi um novo pedido do CHMA, depois da oferta, noutros anos, de dois aparelhos similares e um raio-x portátil.

O presidente do conselho de administração do CHMA, António Barbosa, salientou “a importância de mais uma iniciativa da Continental com o centro hospitalar, prosseguindo a colaboração na aquisição de equipamentos para a nova clínica, que vai servir diretamente a população dos três concelhos de influência do CHMA”.

“Constitui um incentivo para todos os profissionais, que necessitam dos equipamentos certos para fazer os diagnósticos mais corretos”, vincou António Barbosa.

O novo equipamento, no valor de cerca de 20 mil euros, vai equipar a Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente, uma obra que se prevê ficar concluída em março.

Continuar a ler

Populares