Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Artesã de Viana do Castelo nomeada para Grande Prémio Carreira do Prémio Nacional de Artesanato

em

Foto: Divulgação

A artesã vianense Isilda Parente foi nomeada para o “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, na categoria de “Grande Prémio Carreira”, criado pelo IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional. As votações nas diferentes candidaturas nomeadas para este prémio são online e decorrem até 25 de novembro.

O Prémio Nacional do Artesanato tem por objetivo incentivar a produção artesanal, nas suas vertentes tradicional e contemporânea, distinguindo artesãos que se destacam pelas competências técnicas e profissionais e pela excelência dos resultados alcançados, assim como agentes e entidades públicas e privadas com intervenções relevantes na promoção das artes e ofícios.

O prémio é constituído por seis categorias: Grande Prémio Carreira; Prémio Inovação; Prémio Empreendedorismo Novos Talentos; Prémio Investigação; Prémio Promoção para Entidades Privadas; e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Sobre Isilda Parente:
“Cidadã de mérito de Viana do Castelo, em 1985 começou a dedicar-se profissionalmente ao artesanato, velando sobretudo pela qualidade do bordado e pela preservação dos motivos e padrões genuínos que tão bem o identificam.

Contudo, tal não significou que se tenha limitado a manter o bordado já conhecido mas procurou e conseguiu fazê-lo evoluir. Nesse processo, foi imprescindível um grande empenho na procura de novas cores, texturas e composições que se adaptassem ao contexto atual, tendo sempre o cuidado de nunca descaracterizar o bordado tradicional.

Este esforço tem vindo a ser reconhecido, sendo prova disso os diversos prémios já conquistados e os diferentes países (tais como Espanha, França, Alemanha; Itália; Brasil e Japão) onde Isilda Parente tem dado a conhecer o seu trabalho, através de várias exposições. Para a sua difusão muito contribuiu também o trabalho realizado com o estilista Nuno Gama, através de uma interessante simbiose entre a moderna alta-costura e a velha tradição alto-minhota.

Isilda Parente também trabalhou em 2012 com a estilista Anabela Baldaque (trabalho do qual resultou a peça “A Conquista”, um vestido em algodão e viscose, bordado em vidrilho, segundo desenhos tradicionais de Viana) e com o designer Rafael Costa (trabalho do qual resultou um casaco que “representa nos seus motivos Portugal e os amores de hoje”).

É ainda de salientar o facto de terem sido executadas na oficina de Isilda Parente, as toalhas usadas nas receções do Palácio de Belém.

Isilda Parente é, assim, uma das principais responsáveis pela revitalização do Bordado de Viana, através do seu importante trabalho de preservação, divulgação e adaptação do tradicional ao atual. Por esse motivo, a notoriedade e o reconhecimento do seu trabalho têm sido uma constante, sendo hoje uma referência neste tipo de produção artesanal”.

EM FOCO

Populares