Seguir o O MINHO

Alto Minho

Arte cria oportunidades de trabalho a adultos em risco em Ponte de Lima

“Estúdio das Artes” abre portas sexta-feira

em

Foto: Facebook

O talento artístico dos utentes do centro de reabilitação da APPACDM de Ponte de Lima deu o mote à criação do “Estúdio das Artes”, que abre portas na sexta-feira para proporcionar oportunidades de trabalho a adultos em risco.

“Viver da arte não é difícil apenas para as pessoas em situação de risco. É um problema que afeta todos. Nós estamos é a tentar romper barreiras porque para quem tem este tipo de dificuldades as barreiras são maiores, as portas abrem-se com mais dificuldade”, disse hoje à agência Lusa Carla Castilho, da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) local.

A artista plástica responsável pelo novo projeto da delegação de Ponte de Lima da APPACDM adiantou que o “Estúdio das Artes” vai dar “visibilidade” ao talento artístico que os 30 utentes do centro de reabilitação, com idades entre os 18 e os 50 anos, desenvolvem há vários anos no ateliê de artes plásticas da instituição.

“Em conjunto com a Câmara de Ponte de Lima, que é um grande parceiro, vamos proporcionar-lhes esta experiência. O que sentimos é que as pessoas gostam do que veem pelo trabalho artístico e não porque é feito por utentes da APPACDM. Reconhecem o seu talento. Esse é o nosso grande objetivo”, afirmou.

O “Estúdio das Artes” vai ser inaugurado na sexta-feira, pelas 15:00, na escola da Avenida, num espaço cedido pela Câmara de Ponte de Lima.

Naquela oficina, os utentes da APPACDM “vão trabalhar ao vivo”, sobretudo nas áreas da pintura, escultura e cerâmica, e, através da venda das suas peças, ver recompensada a sua criação artística, com “50% do valor”.

O novo espaço pretende ainda “envolver a comunidade”.

“Quem quiser pode também participar, fazendo os seus próprios trabalhos artísticos. Pretendemos ainda promover exposições, ‘workshops’ e tertúlias, em parceria com outras associações do concelho, de modo a criar um fórum cultural onde as pessoas se encontram e fazem acontecer a arte”, explicou.

Em comunicado enviado à imprensa, a Câmara de Ponte de Lima explicou que o projeto “inovador” vem “colmatar a falta de resposta profissionalizante para adultos em situação de risco, proporcionando oportunidades diversas, com vista à concretização de experiências de vida”.

“O objetivo é dar oportunidade a pessoas em situação de risco de terem uma vida ativa e recompensadora, afirmando este concelho como uma referência cultural inclusiva. Pretende-se proporcionar aos participantes a oportunidade de investir num projeto artístico único, autêntico e pessoal, aprofundar conhecimentos, partilhar talentos, fomentar o gosto e conhecimento pelas diferentes atividades artísticas”, especifica a nota da autarquia.

Segundo o município, o “Estúdio das Artes” pretende ainda “estabelecer parcerias com empresas e associações culturais e autarquias, criar pontes com o mercado artístico e participação e promoção de ‘workshops’, bem como formação no âmbito das artes performativas”.

Anúncio

Alto Minho

Investimento de mais de 250 mil euros para alargar rede de esgotos em Ponte de Lima

Coletor de saneamento na Estrada Nacional (EN)306, entre as freguesias de Cabaços e Fojo Lobal, e a freguesia de Freixo

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Ponte de Lima informou hoje que vai assinar, na quarta-feira, pelas 15:00, o auto de consignação da empreitada de alargamento da atual rede de esgotos – Cabaços/Freixo, num investimento estimado de 254.870 mil euros.

Em nota hoje enviada à imprensa, a autarquia liderada por Victor Mendes (CDS/PP), revelou que a empreitada terá início no primeiro trimestre de 2020.

A intervenção “visa a instalação de um coletor de saneamento na Estrada Nacional (EN)306, entre as freguesias de Cabaços e Fojo Lobal, e a freguesia de Freixo”.

A extensão da conduta e ramais, prolonga-se por 4.200 metros, e está integrada num projeto global, que pretende resolver os problemas de saneamento de várias freguesias da margem sul do rio Lima.

Continuar a ler

Alto Minho

Monção: Projeto social apoiou 204 pessoas em 2019

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Monção informou hoje que o projeto Monção Social, lançado este ano com seis medidas de apoio à população e um orçamento de 100 mil euros, ajudou 204 pessoas carenciadas do concelho.

Em comunicado, a autarquia liderada pelo social-democrata António Barbosa explicou que os apoios passam pela comparticipação de medicamentos, apoio à vacinação infantil, atribuição de bens de apoio, apoio de integração em creche, apoio ao transporte de doentes não urgentes, e apoio à recuperação de habitações degradadas.

Segundo o município, as candidaturas àquele programa municipal relativas a 2020 já estão abertas, podendo ser efetuadas no Balcão Único de Atendimento da Câmara de Monção.

O programa “Monção Social” tem como objetivo “minimizar as situações de adversidade social da população local, promovendo, em paralelo, qualidade de vida aos munícipes e maior equilíbrio social”.

Continuar a ler

Alto Minho

Área de Paisagem Protegida das Lagoas, em Ponte de Lima, faz 19 anos

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos

em

Foto: DR / Arquivo

A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro d’Arcos vai celebrar, na quinta-feira, 19 anos desde a sua criação, informou hoje a Câmara de Ponte de Lima.

As comemorações começam no dia do aniversário, e prosseguem no sábado com ‘Um Dia Aberto na Quinta de Pentieiros’, com entradas e atividades gratuitas, promovidas pelo Serviço Área Protegida e pelos seus parceiros.

Passeios de pónei e de charrete, visitas guiadas e o circuito de arborismo são algumas das atividades previstas.

No domingo, para assinalar o Dia Internacional das Montanhas, decorrerá um percurso pedestre de Montanha, designado ‘Trilho do Lobo Atlântico’, com oito quilómetros e meio de extensão.

Continuar a ler

Populares