Seguir o O MINHO

Braga

Arquivados três inquéritos-crime a Mesquita Machado, ex-presidente da Câmara de Braga

Construção de piscina olímpica, “PPP dos relvados” e perdão de 500 mil euros ao SC Braga.

em

Três inquéritos judiciais à gestão do ex-presidente da Câmara, Mesquita Machado, foram arquivados pelo Ministério Público de Braga.

Partiram de duas auditorias feitas pela PWC, ao Município e à empresa SGEB. Abrangiam a construção da piscina olímpica, a constituição da SGEB, a PPP (Parceria-público-privada) dos equipamentos desportivos, e o perdão, ao Sporting Clube de Braga, de 500 mil euros da conta da eletricidade do estádio municipal. No despacho de arquivamento, o MP diz que não encontrou provas do crime de prevaricação em nenhum dos três casos.

Foto: DR

No caso da investigação à construção da piscina olímpica, anexa ao novo estádio e que nunca foi acabada estando, ainda, em esqueleto de cimento – estava em causa a suspeita de “procedimentos ruinosos” e o facto de ter avançado sem visto do Tribunal de Contas. A 1.ª fase da obra, denominada “Estruturas e redes enterradas”, foi adjudicada, em 2004, à firma Sá Machado & Filhos, SA por 6,5 milhões de euros. A 2.ª fase, a de “Acabamentos e especialidades” não foi avante por falta de fundos comunitários. Questionado sobre o tema, Mesquita Machado disse que se tratou de uma decisão política, que, àquela data, o visto não era obrigatório e que a piscina se enquadraria no projeto de construção do “Parque Norte”, com infraestruturas desportivas e zona verde. Tese que, na dúvida sobre a necessidade do visto, o MP aceitou, até porque, a existir crime já estaria prescrito.

PPP dos relvados

No caso da PPP da SGEB (Sociedade Gestora de Equipamentos de Braga), que o atual presidente da Câmara considera ter sido “ruinosa” dado que implica o pagamento de 180 milhões de euros, em 20 anos, pela construção de 34 equipamentos, a maioria relvados sintéticos nas freguesias. O investimento inicial foi de 70 milhões.

Em causa estava o facto de os dois parceiros privados, as firmas Irmãos Borges, SA (do grupo ABB) e a Ar-Lindo Correia, Sa, terem emprestado, a título de suprimentos, 12,5 milhões de euros para que esta pudesse investir. Fizeram-no contratanto um juro anual de 7,35%, o que estaria acima do que se praticava no mercado. O MP concluiu, no entanto, que o juro que a SGEB contratou com a banca era de seis por cento, pelo que o diferencial de 1,35% era aceitável atendendo ao risco que os dois accionistas corriam.

Por último, e no que toca aos 500 mil euros perdoados ao SC Braga, de consumos entre 2007 e 2012, o MP não topou qualquer indício de crime. Atualmente é o clube quem paga a conta.

Anúncio

Braga

Motociclista ferido após acidente em Braga

Em Crespos

em

Foto: O MINHO

Um homem, de 64 anos, sofreu ferimentos na sequência de uma colisão com um automóvel, a meio da tarde deste domingo, em Crespos, concelho de Braga.

A vítima seguia na EN 205 quando se deu a colisão, por circunstâncias ainda não apuradas.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e a equipa médica da VMER de Braga.

O acidentado foi transportado para o hospital local com ferimentos num braço, sendo considerado “ferido ligeiro”, disse fonte do CDOS.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Colisão violenta faz quatro feridos em Vieira do Minho

Acidente

em

Fotos cedidas a O MINHO por Duarte Prestes

Quatro pessoas ficaram feridas, entre os quais um jovem de 16 anos, após uma colisão entre duas viaturas ligeiras na Rua da Igreja, em Soutelo, concelho de Vieira do Minho, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Desconhecem-se ainda as causas do acidente, apenas que terá envolvido duas viaturas, com uma delas a colidir contra um poste da EDP, derrubando o mesmo, que acabou por atingir os intervenientes.

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

No local estiveram os Bombeiros de Vieira do Minho que efetuaram o transporte dos quatro feridos.

Uma ambulância dos Bombeiros de Póvoa de Lanhoso também foi ativada para transportar o jovem de 16 anos mas acabou por ser desmobilizada, com a vítima a ser transportada em conjunto com a mãe, na mesma ambulância.

As vítimas, todas da mesma família, foram transportadas para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

Segundo fonte da Proteção Civil, o alerta foi dado cerca das 15:08.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Padres de Braga dão a volta ao vírus no regresso das missas abertas

Covid-19

em

Foto: DR

Diferentes párocos do concelho de Braga deram a volta às recomendações da Direção-Geral de Saúde para o regresso das eucaristias, celebrando-as fora da igreja.

Em Ferreiros, o padre Miguel Simões celebrou, este domingo, a eucaristia no pavilhão municipal. Apesar da adesão não ter sido significativa, revelando ainda alguma timidez dos fiéis em marcar presença, a paróquia colocou cadeiras no recinto para alguns dos presentes, enquanto outros ficaram pela bancada já existente.

Também em Priscos, após desafio do padre João Torres, uma associação cultural local e a junta de freguesia disponibilizaram as instalações do pavilhão local para a celebração da eucaristia.

Em Guisande, o mesmo pároco, João Torres, celebrou missa no campo de futebol local, onde estiveram mais de 100 pessoas.

Durante a semana, as missas terão lugar nas igrejas paroquiais, já que a afluência de fiéis é substancialmente menor.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Continuar a ler

Populares