Redes Sociais

Armando Evangelista quer dar continuidade ao trabalho de Rui Vitória

Ave

Armando Evangelista quer dar continuidade ao trabalho de Rui Vitória

O novo técnico do Vitória, Armando Evangelista, quer dar continuidade ao trabalho de Rui Vitória e prometeu provar, com o seu trabalho, que alguma desconfiança que possa existir em alguns adeptos é errada.

“Tenho nesta casa há volta de 14 anos e é lógico que este é o ponto mais alto da minha ainda curta carreira enquanto treinador. Em relação à desconfiança dos adeptos, que não sinto, eles sabem apoiar os filhos da casa, vou provar com o meu trabalho que estão errados”, afirmou hoje na sua apresentação, no Estádio D. Afonso Henriques.

O antigo treinador da equipa B dos minhotos assinou por duas temporadas e considera que o conhecimento que tem dos jogadores é uma vantagem e, possivelmente, esteve na base da sua escolha.

O objetivo para a próxima temporada passa por dar “continuidade ao projeto iniciado pela direção e por Rui Vitória”, sendo que admitiu a vontade de passar à fase de grupos da Liga Europa, onde a equipa começará na terceira pré-eliminatória.

“Este é um clube exigente e que se alimenta de vitórias e tudo faremos para que isso aconteça não faria sentido pensar de outra forma”, disse.

Com um passado como jogador na formação do Vitória de Guimarães (foi campeão nacional de juniores em 1991/92), Armando Evangelista disse saber “da responsabilidade que é assumir este cargo”, mas diz-se preparado.

“Em termos técnicos e táticos seria mentiroso se dissesse que não estou preparado, porque há vários anos que me venho preparando e tenho comigo uma equipa já muito experiente naquilo que é o futebol e que me deixa tranquilo”, disse.

O presidente do Vitória, que deu como praticamente concluída a saída de André André e “possivelmente de mais um jogador”, que revelou ser Bernard, destacou o passado de Armando Evangelista no clube enquanto jogador e treinador, considerando que por ele passou mais de 70 por cento do atual plantel.

“Mais do que uma evidência, a escolha de Armando Evangelista é uma questão de mérito. Ele mostrou que é capaz de estar ao mais alto nível, é conhecedor de todo o projeto, faz parte dele, vai contar com o nosso apoio total. ‘Rei morto, rei posto'”, concluiu Júlio Mendes.

Como objetivo para a próxima época, o líder vitoriano disse que o quinto lugar da anterior “não poder ser o ponto de partida” dadas as limitações económico-financeiras que ainda restringem o clube.

“Essencialmente queremos continuar a ser muito lúcidos e a dar o exemplo para o mundo do futebol, fazer um campeonato tranquilo, mas ambição não nos falta e se pudermos queremos estar lá muito em cima”, disse.

O Vitória regressa ao trabalho a 25 de junho, tendo os seus primeiros jogos oficiais a 30 de julho e a 06 de agosto, nos dois jogos da terceira pré-eliminatória da Liga Europa.

 

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Ave