Seguir o O MINHO

Alto Minho

Arguido assume furto na Quinta da Carcaveira, em Ponte de Lima

Assaltos milionários

em

Foto: Geocaching Portugal

Rui Fernandes, um dos dez arguidos que estão a ser julgados no Tribunal de Braga por terem assaltado uma dezena de vivendas na região do Minho assumiu, sexta-feira, em Tribunal que participou no assalto feito em 2018 à Quinta da Carcaveira, na freguesia de Sá, em Ponte de Lima, mas negou ter participado noutros três assaltos, conforme é descrito na acusação do Ministério Público.


Nesta quinta foram furtados vários móveis e máquinas de jardinagem.

Interrogado pelo Ministério Público e pelo seu advogado, João Ferreira Araújo, Rui Fernandes negou ter feito parte do grupo que se introduziu na casa do cantor e músico, Delfim Júnior, em Arcos de Valdevez, de onde foram levados 230 mil euros que estavam guardados num saco, e o mesmo afirmou no que toca à intrusão no Restaurante Gaio, em Ponte de Lima, de onde foram subtraídos 180 mil euros em dinheiro.

O arguido negou, também, ter entrado numa vivenda na Areosa, Viana do Castelo, de onde foram furtados 300 euros.

Rui Fernandes, que está acusado de quatro crimes de furto qualificado, um de associação criminosa e um de posse de arma proibida – um bastão extensível – não integra o grupo de outros quatro arguidos que terão furtado quatro milhões de euros, em joias e dinheiro dos cofres de clientes no banco Santander, em Braga, pediram ao coletivo de juízes para prestarem depoimento na próxima audiência.

4,7 milhões

Conforme O MINHO tem noticiado, o Ministério Público calcula que, só do banco três dos dez arguidos levaram 2,6 milhões em dinheiro e 400 peças de 52 cofres. Ao todo, quatro milhões.

Em julgamento, estão nove homens – quatro em prisão preventiva e um em domiciliária – e uma mulher, por assaltos ao Santander e a dez vivendas. Eles estão acusados de associação criminosa e furto qualificado, e a mulher, companheira de um deles, apenas por furto.

O grupo está acusado pelo MP de furtar 4,7 milhões, em dinheiro e bens, (sem contabilizar a moeda estrangeira), em dez assaltos a casas e ao Santander, em Braga, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez e Viana do Castelo.

Entre os lesados, com casas assaltadas e carros furtados, estão o empresário Domingos Névoa, o cantor limiano Delfim Júnior, e o médico e antigo atleta do SCBraga, Romeu Maia. A investigação foi da GNR e da PJ/Porto.

Anúncio

Viana do Castelo

Concelho de Viana com mais 139 casos e dois óbitos em 48 horas

Covid-19

em

Foto: DR

O concelho de Viana do Castelo regista mais 139 casos de infeção por covid-19 e dois óbitos desde a última atualização dos dados da ULSAM, publicados na quarta-feira.

Segundo o relatório daquela unidade pública da Saúde, o concelho vianense regista hoje 1.469 casos de infeção desde o início da pandemia.

Viana conta nesta sexta-feira com 605 casos ativos, mais 112 do que no balanço feito há 48 horas.

Em termos de óbitos, há mais dois a lamentar desde quarta-feira, atingindo agora o número de 24 mortos associados à covid-19 desde o início da pandemia.

Já no que diz respeito às recuperações, há 25 doentes curados nas últimas 48 horas, subindo o número total de recuperados para 840.

A nível distrital, o Alto Minho conta com 4.466 casos confirmados desde o início da pandemia. Há 2.480 casos recuperados, 98 óbitos e 1.888 casos ativos.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Capuz-de-frade é a milésima espécie registada em plataforma de Viana

Ambiente

em

Foto: DR

A plataforma de ciência-cidadã BioRegisto, lançada em 2028 pela Câmara de Viana do Castelo, chegou, esta semana, à observação número 1.000 com o registo da espécie capuz-de-frade (Arisarum simorrhinum) pela observadora Sandra Nunes, foi hoje divulgado.

Em comunicado hoje enviado às redações, a autarquia da capital do Alto Minho adiantou o principal objetivo daquela plataforma consiste na divulgação do património biológico, contribuindo para a sua conservação através do conhecimento.

Acedendo ao site do BioRegisto ou através da aplicação (APP) lançada em julho deste ano e disponível para Android e iOS, o utilizador submete a observação do ser vivo que, após validação ao nível da espécie, passa a estar disponível na plataforma para consulta de todos os interessados.

Esta plataforma contabiliza já 318 espécies validadas entre espécies endémicas (específicas desta região), ameaçadas, protegidas ou com distribuição muito restrita no nosso território.

Até à presente data, das 1.000 observações submetidas, 877 observações já se encontram validada. Os 75 utilizadores registados na plataforma já contribuíram com 1.604 fotos carregadas.

Continuar a ler

Alto Minho

Arcos de Valdevez apoia cerca de mil famílias e o comércio local

Solidariedade

em

Foto: DR

A Câmara de Arcos de Valdevez decidiu atribuir às famílias em situação de maior vulnerabilidade social, um “Vale de Natal”, para poderem utilizar no comércio local, durante esta época natalícia, foi hoje divulgado.

Em nota hoje enviada á imprensa, aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo esclareceu que o objetivo da medida “é apoiar as famílias e o comércio tradicional através da realização de compras nos diversos estabelecimentos do comércio local”.

A autarquia “apela a todos os comerciantes locais que queiram aderir a esta iniciativa, para consultarem o sítio do município na Internet ou para se dirigirem diretamente aos serviços da camarários ou da associação comercial onde se encontra disponível toda a informação sobre as condições e o formulário de adesão.

O prazo de adesão termina no dia 04 de dezembro.

Continuar a ler

Populares