Seguir o O MINHO

Alto Minho

Arcos de Valdevez investe cerca de 4 milhões na requalificação de escolas

em

A Câmara de Arcos de Valdevez anunciou hoje que este ano letivo o investimento na requalificação de várias escolas do concelho vai atingir um montante de cerca de quatro milhões de euros.


Em comunicado, aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo apontou como exemplos de obras já realizadas na Escola Básica de Távora Santa Maria, adjudicada por mais de 134 mil euros, na escola de Eira do Penedo, no Soajo, no valor de mais de 16 mil euros e no Jardim de Infância de Giela, no valor de 17.992 euros.

O município liderado pelo social-democrata João Manuel Esteves revelou ainda ter investido cerca de 32 mil euros em “ações de manutenção em várias escolas do concelho”.

Sublinhou que “a próxima intervenção” será na escola básica 2,3/S do concelho, com 1.300 alunos, num investimento orçado em cerca de 3,2 milhões de euros, que resulta do acordo de colaboração celebrado com o Ministério da Educação no âmbito do programa de fundos comunitários Portugal 2020.

Àquele valor, adiantou, “acresce mais de 475 mil euros para a aquisição de mobiliário e outro tipo de equipamento“.

A obra, lançada a concurso público em junho passado, “completa as intervenções na rede de equipamentos escolares do concelho”, após a reabilitação efetuada nas escolas básicas de Távora Santa Maria e Eira do Penedo – Soajo.

Anteriormente o presidente da Câmara, João Manuel Esteves adiantou que os trabalhos “deverão começar no início de 2017 e terão uma duração de 15 meses”.

“A escola, com 30 anos, necessita de obras, pois nunca foi alvo de nenhuma manutenção que atenuasse o desgaste das estruturas devido aos anos de vida dos edifícios e sua consequente utilização”, sustentou.

A intervenção prevê “a substituição da cobertura em fibrocimento por painel ‘sandwich’, o que, para além de cumprir a função impermeabilizante, melhorará significativamente o comportamento térmico e eficiência energética dos edifícios, e colocado sistema de aquecimento”.

A requalificação irá incidir “no pavilhão polivalente, nos blocos I, II e oficina e incluirá a colocação de mobiliário escolar, material didático, mobiliário e equipamento técnico de laboratório e equipamento informático e multimédia”.

A empreitada pretende ainda “criar condições de segurança e de acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida”.

Ao todo o edifício, datado de 1986, “passará a ter 135 espaços, repartidos por espaços de ensino, educação, cultura, sociais, de gestão e administração escolar”, entre outros.

Já o auditório, com capacidade para 180 lugares sentados, “contemplará uma área com bancada retrátil, permitindo a fácil utilização desse espaço para várias atividades em simultâneo”, sendo que “todos os edifícios serão interligados por passagens cobertas”.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Arcos de Valdevez. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Alto Minho

Melgaço: Tribunal da Relação confirma condenação de ex-autarca por peculato

Paderne

em

Foto: DR / Arquivo

O Tribunal da Relação de Guimarães confirmou a pena de três anos e dois meses de pena suspensa a um ex-secretário da Junta de Paderne, em Melgaço, por peculato.

Segundo o Correio da Manhã (CM), que avança a notícia (acesso exclusivo a assinantes), para que a pena fique suspensa, o ex-autarca tem ainda de pagar 352 euros à junta no prazo de seis meses e uma multa de 400 euros.

Rui Pinho Gonçalves, que chegou a ser presidente da junta, usou dinheiro da freguesia para colocar três bancos de granito numa associação que dirigia.

Também usou ainda dinheiro da autarquia para suportar uma estadia da mulher num hotel, em Aveiro.

Ficou provado que, em 20 de maio de 2015, o arguido entregou um cheque de 705 euros da junta de freguesia a uma empresa de mármores e granitos.

Serviu para pagar seis bancos em granito – três foram colocados em frente à casa mortuária local e os outros três foram instalados na associação de apoio a idosos presidida pelo arguido. A junta não tinha, no entanto, autorizado os bancos para a associação.

Entre 31 de janeiro e 2 de fevereiro de 2014, o autarca foi a um congresso em Aveiro em representação da freguesia e levou consigo a mulher, tendo a estadia no hotel de 160 euros sido paga pela junta. Contudo, a junta não tinha autorizado a ida da mulher e os respetivos gastos.

Continuar a ler

Alto Minho

Vítima de despiste em Valença transferida em estado muito grave para o Porto

Acidente

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Está em estado muito grave a segunda vítima do violento despiste contra uma árvore, no sábado à noite, na EN 201, em Cerdal, Valença.

O Jornal de Notícias, inicialmente, adiantara que a vítima teria morrido no domingo à noite, mas, afinal, foi transferida do hospital de Viana do Castelo para o São João, no Porto, e já foi alvo de duas intervenções cirúrgicas.

Trata-se do condutor do veículo, um homem de 56 anos, que tinha sido transportado para o hospital de Viana do Castelo em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos.

Recorde-se que o homem que seguia no lugar do pendura, de 54 anos, não resistira aos ferimentos enquanto era transportada para o Hospital de Braga.

No local estiveram os Bombeiros de Valença com cinco viaturas e doze operacionais, apoiados pelo INEM através da ambulância de Suporte Imediato de Vida de Valença e da VMER de Viana do Castelo.

A circulação na EN 201 na zona de Cerdal esteva cortada nos dois sentidos durante mais de uma hora.

Duas patrulhas da GNR estiveram no local para orientar o trânsito e registar a ocorrência.

O alerta foi dado às 20:49.

(notícia atualizada às 15h24 com correção do estado da vítima. Aos nossos leitores e, sobretudo, aos familiares da vítima, as nossas desculpas pelo erro)

Continuar a ler

Viana do Castelo

Três em cima de uma bicicleta na ponte da A28 em Viana

Insólito

em

Fotos cedidas a O MINHO por Germano Pereira

Três jovens que seguiam em cima de uma bicicleta na A28, no tabuleiro da ponte sobre o rio Lima, à entrada da cidade de Viana do Castelo, ficaram registados para a posteridade.

As fotos foram captadas cerca das 17:00 horas de sábado, no sentido Esposende – Viana do Castelo, ao quilómetro 69.

Germano Pereira, que registou o momento, disse a O MINHO que tudo pareceu surreal, mas que já viu outras situações naquela ponte dignas de registo.

Fonte: Germano Pereira

“Sei que não é a primeira vez que se vê situações como esta. Os jovens estavam em risco, para além de ser proibido, basta a deslocação do ar de camiões a alta velocidade para que possa originar um acidente”, disse o autor das fotos.

Contactada por O MINHO, fonte da Brigada de Trânsito da GNR desconhece a situação.

Continuar a ler

Populares