Seguir o O MINHO

Alto Minho

Arcos de Valdevez e Sistelo, o Tibete português que quer ser Paisagem Cultural

em

Às portas do Parque Nacional da Peneda Gerês, a aldeia de Sistelo, Arcos de Valdevez, considerada o Tibete português, quer ser Paisagem Cultural para “preservar” socalcos de produção agrícola “únicos” no país e “valorizar” o potencial turístico.

Encaixada no fundo de um vale, situado às portas do único parque nacional do país, a aldeia de Sistelo integra a Rede Natura e a área daquela área protegida que, em 2009, foi classificada pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera.

Os socalcos verdes, junto ao rio Vez, representativos “da relação que o homem desenvolveu com a natureza e a forma como a moldou”, as casas típicas, os moinhos e os espigueiros são “marcas de um passado com centenas de anos” que o atual presidente da Câmara de Arcos de Valdevez quer ver elevadas a Paisagem Cultural da Unesco.

Lembranca de Joao Esteves a Antonio Costa

João Esteves, presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez (à esquerda)

“É mais um diamante na estratégia de valorização do património natural do concelho, como um dos vetores principais do desenvolvimento” local, afirma João Manuel Esteves.

Os proveitos turísticos que podem ser retirados da classificação da aldeia de Sistelo são um exemplo da estratégia definida pelo município de Arcos de Valdevez de valorização do património natural, histórico e cultural do concelho.

Esta estratégia foi iniciada, ainda na década de 1970, com a valorização dos recursos endógenos da área do concelho que está integrada no Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG). Hoje, Arcos de Valdevez “sente o retorno, quer no investimento privado, quer no aumento do número de visitantes e turistas no concelho”.

A valorização do rio Vez é outras das vantagens da classificação nacional. Os cerca de 20 quilómetros de ecovia que ligam a sede do concelho à aldeia Sistelo, ao longo do rio, e a criação de um Museu da Água ao ar livre são projetos que “reforçarão a atratividade” daquele património.

“O objetivo é recuperar um conjunto de infraestruturas hidráulicas e colocá-las ao dispor do público que poderá passear pela ecovia e ser informado da importância de todo aquele património”, explica.

padre-himalaia

A plataforma de promoção da ecocidadania em torno da figura do padre Himalaia é outro dos projetos que João Manuel Esteves quer ver concretizado, inspirado “no cientista de renome internacional ligado às energias renováveis e ao desenvolvimento sustentável”.

Nascido em 1868 em Arcos de Valdevez, Manuel António Gomes, conhecido como padre Himalaia, foi um sacerdote católico pioneiro no aproveitamento da energia solar e responsável pela introdução em Portugal do interesse pelas energias renováveis.

Se nos últimos anos Arcos de Valdevez tem vindo a colher os frutos da valorização da componente ambiental do concelho há cerca de 30 anos, no tempo do antecessor de João Manuel Esteves, a estratégia assentou na ligação ao mundo.

francisco-araujo

O ex-autarca Francisco Araújo liderou o município durante cerca de 25 anos e hoje diz não ter dúvidas de que “as acessibilidades mudaram radicalmente o perfil de Arcos de Valdevez”.

“Arcos de Valdevez deixou de ser um concelho eminentemente rural para estar ligado ao litoral e aos grandes centros urbanos. Essa facilidade de acessos foi responsável por uma forte vocação industrial do concelho”, destaca o social-democrata.

A construção das autoestradas A3, que liga Arcos de Valdevez a Braga, da A27, entre Ponte Lima e Viana do Castelo, e do IC28, que liga os concelhos de Ponte de Lima e Ponte da Barca, “atraíram investimento a Arcos de Valdevez”.

“Atualmente, temos três parques empresariais que empregam mais de 2.500 pessoas”, frisa o social-democrata, atual provedor da Santa Casa local.

A requalificação do centro histórico e das margens do rio Vez, num investimento de nove milhões de euros, e a modernização do parque escolar, são outras das mudanças destacadas por Araújo, agraciado em 2015 pelo ex-Presidente da República, Cavaco Silva, com a comenda da Ordem do Mérito.

 

logo Facebook Fique a par das Notícias de Arcos de Valdevez. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Alto Minho

Altominho TV nomeada para prémio de ciberjornalismo

Reportagem “Os últimos brandeiros de Val de Poldros”

em

Foto: Imagens Altominho TV

Uma reportagem da Altominho TV, webtv do distrito de Viana do Castelo, encontra-se entre as nomeadas para os prémios do Observatório de Ciberjornalismo (ObCiber), na categoria de “Ciberjornalismo de Proximidade”, anunciou hoje o observatório.

Em causa está um trabalho sobre “Os últimos brandeiros de Val de Poldros”, no concelho de Monção, da autoria da jornalista Andreia Ferreira e do operador de câmara Alexandre Ferreira.

Vídeo: “Era um dos exemplos de brandas no Alto Minho, povoados de montanha apenas habitados durante os meses quentes, para aproveitar os pastos verdes. Eva Teixeira e Valdemar Martins foram os últimos habitantes da Branda de Santo António de Val de Poldros, freguesia de Riba de Mouro, concelho de Monção. Há cerca de 20 anos renderam-se à solidão e nunca mais voltaram à aldeia. Hoje ainda recordam a festa de Santo António, uma das mais genuínas romarias do Alto Minho”

– YouTube de Altominho TV

Os nomeados, segundo explica o ObCiber, “foram selecionados entre as várias candidaturas apresentadas e a atribuição dos prémios é feita por um júri, havendo também uma votação online para o melhor em cada categoria”.

“Valentyna Bilous: Do sorriso lindo de princesa à força de um golpe no ringue”, do jornal Região de Leiria, e “O homem na lua visto há 50 anos da Beira Baixa”, do jornal Reconquista, são os outros dois trabalhos nomeados naquela categoria.

As votações para o prémio decorrem até à próxima sexta-feira, 22 de novembro, sendo os vencedores anunciados na quinta-feira da próxima semana, dia 28. Os internautas podem votar em https://obciber.wordpress.com/.

Fundada em 2012, a Altominho TV, que tem delegações em Paredes de Coura, Monção e Ponte de Lima, tem contribuído para registar imagens de acontecimentos, locais e tradições dos dez concelhos de Viana do Castelo, tendo guardado no seu site, em altominhotv.com, e no canal de YouTube, em youtube.com/user/altominhotv, todo o vasto património de vídeos produzido desde então.

(notícia atualizada às 14h08)

Continuar a ler

Alto Minho

Bombeiros de Valença homenageados na Galiza

Confrades de honra de San Telmo

em

Foto: Cortesia de Radio Municipal de Tui

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valença foi, este sábado, alvo de uma homenagem na catedral da cidade vizinha de Tui, na Galiza (Espanha).

Esta homenagem, fruto de “uma histórica ligação” de apoio ao longo dos 100 anos da corporação portuguesa, foi proposta pela Confraria de San Telmo, baseada naquela cidade espanhola, que reconheceu não só a direção como todo o corpo de bombeiros como “confrades de honra de San Telmo”.

Esteve presente o presidente da direção, Fernando Oliveira, e o comandante do corpo de bombeiros, Miguel Lourenço, assim como outros elementos da direção, do corpo ativo e do quadro de honra daquela instituição.

“A todos os Tudenses, um enorme agradecimento pelo reconhecimento e importante nomeação, que será sem dúvida mais um marco no ano de cumprimento do nosso centenário de vida”, referiu a associação, em comunicado divulgado na sua página de Facebook.

Os Bombeiros de Valença, assim como os serviços de proteção civil, efetuam, ao longo do ano e sob várias valências, uma série de serviços em conjunto com os meios de socorro galegos.

A associação está a celebrar, em 2019, o seu centenário.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana: Emília Cerqueira e Jorge Mendes eleitos para a coordenação de comissões parlamentares

A deputada vai coordenar o Grupo Parlamentar do PSD nas matérias relacionadas com a problemática do Mundo Rural e do Mar

em

Emília Cerqueira e Jorge Mendes, deputados eleitos por Viana. Foto: Divulgação

Os deputados do PSD escolheram, na quinta-feira, os Coordenadores e Vice-coordenadores do partido nas Comissões Parlamentares Permanentes, tendo sido eleitos os deputados do PSD do distrito de Viana do Castelo, Emília Cerqueira e Jorge Mendes.

Emília Cerqueira foi eleita coordenadora da Comissão de Agricultura e Mar onde passa a coordenar o Grupo Parlamentar do PSD nas matérias relacionadas com a problemática do Mundo Rural e do Mar.

Jorge Mendes, por seu lado, foi eleito vice-coordenador na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação onde exercerá as funções de coadjuvação na coordenação do Grupo Parlamentar nas áreas da Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

“Com esta eleição para cargos de coordenação, os deputados do PSD, eleitos pelo Alto Minho, assumem um papel relevante na condução dos interesses da nossa região e reunirão condições privilegiadas para colocar o distrito na centralidade da agenda política”, referem os deputados em nota de imprensa.

Continuar a ler

Populares