Seguir o O MINHO
[the_ad id='438601']

Alto Minho

Aprovada candidatura de 348 mil euros para percurso junto ao rio Minho em Valença

em

A entidade gestora do Norte 2020 aprovou uma candidatura de 348 mil euros para criação de um percurso com 5,6 quilómetros, nas veigas do rio Minho, entre as freguesias de Ganfei e Verdoejo, anunciou a Câmara de Valença.

Em comunicado, a autarquia do distrito de Viana do Castelo adiantou que “a obra vai ser lançada, em breve, criando um novo corredor verde junto ao rio Minho“.

As veigas do Rio Minho “serão um percurso complementar à ecopista e pretendem aproximar esta via emblemática ao rio, na parte norte do concelho”.

O novo percurso vai ter início no cais, em Valença, e seguirá paralelo ao rio Minho até Verdoejo com ligação à ecopista existente”, sendo que aquele trajeto “implicará a construção de uma ponte pedonal no ribeiro que separa as freguesias de Ganfei de Verdoejo”.

A Câmara da segunda cidade do Alto Minho explicou que o novo percurso “criará um miradouro privilegiado para o centro histórico de Tui, na Galiza”.

“Recantos únicos, de rara beleza e elevado valor paisagístico e natural ficarão acessíveis, com percursos ordenados e enquadrados com o ambiente natural”, sublinhou o município, adiantando que aquele projeto “pretende dar mais um contributo para a aposta no turismo verde em Valença, uma maior consciencialização para os valores e recursos naturais do rio Minho”.

Em julho passado, a Câmara de Valença anunciou ter candidatado a ecopista do Rio Minho ao prémio melhor via verde da Europa, no VIII European Greenways Award.

A candidatura é liderada por Valença mas inclui também os troços dos concelhos vizinhos de Monção, Vila Nova Cerveira e Caminha.

O prémio, promovido pela Associação Europeia Greenways (EGWA) e pela União Europeia, vai ser anunciado em 28 de setembro, na cidade irlandesa de Limerick.

Este prémio bienal pretende “promover exemplos de melhores práticas e apoiar sua replicação em outras vias verdes em toda a Europa”.

Em 2009, aquela ecopista, foi reconhecida, por aquela organização internacional, como a quarta melhor via verde da Europa, na categoria turismo.

A ecopista “proporciona passeios por vinhedos, campos de cultivo, contactos com o rio Minho, ribeiros e vistas sobre o património edificado. As pesqueiras, as praias fluviais e ínsuas, inseridas na Rede Natura 2000, complementam o percurso ecopista”.

No Centro de Interpretação da Ecopista, instalado na antiga Casa da Vigia, em Valença, os visitantes podem conhecer a fauna, a flora e as memórias da antiga linha do caminho-de-ferro.

Populares