Seguir o O MINHO

Ave

Reciclar passa a dar direito a bilhetes de cinema em Braga, Guimarães, Famalicão e não só

Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Fafe, Guimarães, Famalicão e Vizela

em

Foto: DR

A aplicação móvel Recycle BinGo, lançado em fevereiro último, onde o utilizador pode reciclar e receber prémios em troca chega agora à região norte do país, incluindo Braga e vários concelhos do vale do Ave.

Com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, esta aplicação foi lançada pela Valorsul, Amarsul e Valorlis, e chega agora ao vale do Ave com implementação da Resinorte.

Esta aplicação permite que as famílias residentes em Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Fafe, Guimarães, Famalicão e Vizela, possam agora visitar o Ecoponto Habitual, através de geolocalização.

Foto: Divulgação / DR

Após o check-in na app, são desbloqueados EcoGifts que preenchem um cartão (BinGo). Uma vez preenchido esse cartão, é atribuído ao utilizador EcoMoedas, que podem depois ser trocadas por prémios como bilhetes de cinema e vales de desconto.

A Resinorte é hoje responsável por reciclar e tratar mais de 350 mil toneladas de resíduos em 35 municípios, num total de um milhão de habitantes.

Anúncio

Ave

Combate a fogo em Cabeceiras de Basto a decorrer “favoravelmente” – CDOS

103 operacionais no combate

em

Foto: DR / Arquivo

O combate ao incêndio que lavra no concelho de Cabeceiras de Basto está a decorrer favoravelmente, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Segundo a fonte, pelas 20:05, o combate às chamas estava a “evoluir favoravelmente” e o incêndio rural encontrava-se “quase controlado”.

A fonte do CDOS de Braga acrescentou que as chamas não colocavam povoações em perigo.

O incêndio, que começou pelas 10:54, na área da freguesia de Rio Douro, no concelho de Cabeceiras de Basto, estava a ser combatido, pelas 20:15, por 103 operacionais e 30 veículos, de acordo com a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Continuar a ler

Guimarães

Grupo de Guimarães lança plataforma para “revolucionar comercialização do calçado”

Economia

em

Foto: Kyaia / Divulgação

O grupo português Kyaia vai lançar “nos próximos meses” uma nova plataforma digital que promete “revolucionar o processo de comercialização do calçado”, aproximando online as marcas e produtores dos retalhistas, anunciou hoje a empresa.

Em comunicado, o grupo de Guimarães adianta que a plataforma digital B2B (‘Business to Business’ ou “de empresa para empresa”) Shoeply “vem possibilitar o acesso de grandes marcas a inúmeros retalhistas do setor e vice-versa”.

Entre as principais vantagens a Kyaia destaca a “facilidade de acesso a todos os produtos disponíveis”, a “flexibilidade no processo de compra” e a “significativa diminuição de custos”, já que “o online vem facilitar todo o processo comercial”.

Aponta ainda o facto de a nova solução “agilizar todo o tempo de produção e comercialização do produto”.

“No futuro, o Shoeply permitirá a apresentação de um maior número de coleções por ano, por marca, num curto espaço de tempo”, refere, avançando como exemplo o facto de o lançamento de “um novo modelo ou de nova cor poder ficar disponível a qualquer momento para compra”, num “processo mais rápido e cada vez mais adaptado às necessidades de revendedores e consumidores, sem restrições de coleção ou temporada”.

Fundada em 1984 por Fortunato Frederico e Amílcar Monteiro, a Kyaia lidera um grupo empresarial com mais de 600 trabalhadores e um volume de negócios de 55 milhões de euros, possuindo cinco fábricas em Guimarães e em Paredes de Coura.

Além da produção de calçado, o modelo de negócio do grupo estende-se às áreas de distribuição, retalho, imobiliário e tecnologias de informação.

Continuar a ler

Famalicão

Jovem gravemente ferida após despiste contra árvore em Famalicão

Em Vilarinho das Cambas

em

Foto: DR / Arquivo

Um despiste contra uma árvore provocou ferimentos graves numa jovem de 20 anos, esta madrugada de sábado, em Vilarinho das Cambas, Famalicão.

A vítima,  com 20 anos, foi alvo de desencarceramento depois de ter ficado presa dentro da viatura na Rua da Junqueira, por volta das 03:40.

Ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Famalicão e a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Famalicão.

Do sinistro resultou ainda outro ferido, este com ferimentos ligeiros.

A jovem foi transportada para o Hospital de Braga enquanto o ferido ligeiro foi transportado para o Hospital de Famalicão.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares