Seguir o O MINHO

Alto Minho

Aparatoso acidente corta EN 203 em Ponte de Lima e faz três feridos

Acidente

em

Foto: David Lima Faria

Um aparatoso acidente a envolver duas viaturas obrigou ao corte da Estrada Nacional 203, em Vitorino das Donas, concelho de Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte do CDOS.


Estão confirmados três feridos. Um deles, condutor de um Volkswagen Golf, ficou encarcerado numa perna, o que levou ao desencarceramento por parte das forças de socorro.

Foto: David Lima Faria

No local estiveram os Bombeiros de Ponte de Lima, a ambulância SIV de Ponte de Lima e a viatura médica do INEM de Viana do Castelo, num total de 18 operacionais e sete viaturas.

Foto: David Lima Faria

O alerta foi dado às 20:13, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Um dos feridos foi assistido no local mas recusou transporte hospitalar. Os outros dois, com idades entre os 18 e os 25 anos, foram transportados para o Hospital de Santa Luzia, em Viana, com ferimentos considerados ligeiros, disse a O MINHO Carlos Lima, comandante dos Bombeiros de Ponte de Lima.

A GNR registou a ocorrência.

(notícia atualizada às 22h26)

Anúncio

Viana do Castelo

Concelho de Viana com menos 33 casos ativos de covid-19 em dois dias

Número de recuperados supera o de novas infeções

em

Foto: CM Viana do Castelo (Arquivo)

O concelho de Viana do Castelo tem 182 casos ativos de covid-19, menos 33 entre segunda e quarta-feira, segundo dados recolhidos por O MINHO junto da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

Os dados foram atualizados às 20:00 desta quarta-feira.

O concelho tem 420 doentes recuperados, mais 64 nos últimos dois dias.

No total, registam-se 623 casos de infeção desde o início da pandemia, mais 31 entre segunda e quarta-feira.

A nível distrital, o Alto Minho contava, ao final do dia de quarta-feira, com 478 casos ativos, 66 óbitos e 1.194 recuperados.

O distrito soma 1.738 casos acumulados desde o início da pandemia, mais 130 nos últimos dois dias.

Continuar a ler

Alto Minho

Covid-19: Casos ativos em Ponte de Lima quase duplicam em dois dias

Surto na Casa da Caridade faz disparar números

em

Foto: Pedro Luís Silva / O MINHO (Arquivo)

O número de casos ativos de covid-19 em Ponte de Lima quase duplicaram em apenas dois dias. Dos 51 registados na segunda-feira, o concelho passou para 100 na quarta-feira, facto para o qual é determinante o surto detetado na Casa da Caridade, com 64 infetados – 53 utentes e 11 funcionários.

Estes dados foram recolhidos por O MINHO junto da Unidade Local de Saúde do Alto Minho e foram atualizados às 20:00 desta quarta-feira.

53 utentes e onze colaboradores infetados na Casa da Caridade em Ponte de Lima

O concelho limiano tem 128 doentes recuperados, mais 22 nas últimas 48 horas.

No total, registam-se 230 casos de infeção desde o início da pandemia, mais 71 entre segunda e quarta-feira.

A nível distrital, o Alto Minho contava, ao final do dia de quarta-feira, com 478 casos ativos, 66 óbitos e 1.194 recuperados.

O distrito soma 1.738 casos acumulados desde o início da pandemia, mais 130 nos últimos dois dias.

Continuar a ler

Alto Minho

Todos os 38 utentes infetados de lar em Caminha estão curados da covid

Covid-19

em

Foto: SIC

Os 38 utentes do lar do Centro de Bem Estar Social de Seixas, em Caminha, que estavam infetados com covid-19, já recuperaram da doença, foi hoje anunciado.

Em declarações ao Jornal C, o presidente da direção, Manuel Vilares, indicou que os 38 idosos estão recuperados e encontram-se bem de saúde.

Recorde-se que o primeiro caso de infeção foi detetado no início do mês, a 01 de outubro, subindo para 41 ao longo dos dias seguintes. Infelizmente, lamentaram-se três óbitos por entre aquela comunidade.

No entanto, e apesar do alívio, o lar continuará fechado a visitas e manterá todos os protocolos em vigência, relativos ao plano de contingência para mitigar possíveis contágios do novo coronavírus.

O presidente do lar agradeceu às funcionárias da instituição pelo “empenho e espírito de sacrifício” que forçou mais de uma dezena de funcionárias a ficarem isoladas, depois de também testarem positivo à covid-19.

Continuar a ler

Populares