Seguir o O MINHO

Alto Minho

Aos 95 anos, Ruy de Carvalho vai atuar pela primeira vez em Ponte de Lima

Em 28 de maio, com a peça “A Ratoeira”

em

Foto: Arquivo

O consagrado ator Ruy de Carvalho é o nome mais sonante da programação para maio no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, onde irá apresentar, em 28 de maio, o espetáculo “A Ratoeira”.

A peça está a cargo da Yellow Star Company e tem início pelas 21:30. Trata-se de um dos policiais mais emocionantes de Agatha Cristhie, que conta a história de um casal recém-casado que explora uma pensão e um grupo de desconhecidos está preso na pensão durante uma tempestade de neve, um dos quais é um assassino.

Quando uma das hóspedes, aparece morta no hotel, a suspeita recai de imediato sobre um jovem hóspede. Após um minucioso questionário levado a cabo pelo detetive, fica evidente que o assassino pode ser qualquer um deles, inclusive os donos da pensão.

Em maio, a programação cultural do Teatro Diogo Bernardes assenta em duas linhas programáticas, de acordo com uma nota enviada pela Câmara de Ponte de Lima às redações: na temática da Língua Portuguesa (05 de maio é o Dia Mundial da Língua Portuguesa), com especial destaque para a obra de José Saramago, no âmbito das comemorações do 100.º aniversário do seu nascimento, e no questionar e refletir sobre as identidades e direito à diferença tendo por mote a luta contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia (17 de maio é o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia).

Sob a temática da Língua Portuguesa, destacam-se os espetáculos: JP Coimbra e João Reis “De tanto procurar ainda me encontro” (Coleção Batimento), no dia 07 de maio, pelas 21:30.

JP Coimbra privilegia o texto livre aprofundando a ambiguidade entre a poesia e a prosa, entre o real e o imaginário. A seu lado, neste exercício está o ator João Reis, amplificando a palavra, soltando os seus meandros, trazendo tudo à superfície; Filipa Tavares com “Os Poemas Possíveis”, Poesia de José Saramago, no dia 13 de maio, pelas 2:h30. Neste espetáculo Saramago é cantado em fado, assim como em canções originais, de sonoridade contemporânea, em comemoração do seu centenário e da língua e canção portuguesas.

Na Dança, realça-se o espetáculo “Ensaio sobre a Cegueira” de José Saramago, pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora, no dia 14 de maio, pelas 21:30. “Ensaio sobre a Cegueira”, resulta do culminar de um percurso de experimentação coreográfica, em torno do comportamento humano em situações de crise e violência. Os conflitos interiores, o medo, o individualismo como forma natural de existir, as questões éticas e morais associadas ao comportamento em sociedade, elencam a natureza comportamental dos intérpretes.

No questionar e refletir sobre as identidades e direito à diferença, tendo por mote a luta contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia: no teatro, tem especial realce o espetáculo de “Damas da Noite, Uma Farsa de Elmano Sancho”, por Loup Solitaire, no dia 20 de maio, pelas 21:30. Nesta peça explora-se a presença ou ausência de fronteiras entre realidade e ficção, ator e personagem, homem e mulher, teatro e performance, tragédia e comédia, original e cópia, interior e exterior.

No Cruzamento Disciplinar, destaca-se o espetáculo “Tema e Variações”, pela Companhia de Artes Performativas “Em Movimento” da Delegação de Ponte de Lima da APPACDM, no dia 6 de maio, pelas 21:30.

A partir das palavras e ritmos de Shakespeare e António Variações, o momento é construído por pessoas que também têm muito para dizer. Existir no agora e partilhar com o mundo as emoções, os pensamentos, a(s) nossa(s) história(s): estar à Margem, ser a Margem, definir a Margem.

No Novo Circo evidencia-se o espetáculo “Cir-K”, pela Companhia Oliveira e Bachtler, no dia 27 de maio, pelas 21:30. Cir-k é uma revitalização do circo clássico sobre uma perspetiva moderna com temáticas sociais como a identidade de género, o narcisismo, alcoolismo e conflitos de poder expõe-se assim para o espaço cénico o mundo interior e exterior destes malabaristas, acrobatas, contorcionistas, trapezistas e clowns que habitam as pistas de circo.

Na Música, salientam-se os espetáculos Domingos em Banda, pela Banda Musical de S. Martinho da Gandra, dia 15 de maio, pelas 16:00 e os “Concertos Didáticos, Os Segredos Beethoven”, pela Escola Profissional Artística do Alto Minho, no dia 25 de maio, em duas sessões exclusivas para público escolar, pelas 10:00 e 11:00. Neste concerto, a Orquestra Júnior da ARTEAM promoverá uma abordagem à linguagem musical de Beethoven, revelando alguns segredos e aspetos emblemáticos da monumentalidade da sua obra.

Ainda na Música, realizam-se, como já vem sendo hábito, os espetáculos “Há…Jazz no TDB”, pela Escola de Jazz do Porto, nos dias 04 e 18 de maio, pelas 21:30.

Igualmente no Teatro, salienta-se o espetáculo “O Capuchinho”, pelo Teatro Plage, direcionado à faixa etária para bebés, dia 21 de maio, em duas sessões, pelas 11:00 e 15:30. A Capuchinho-bailarina, em seu singular percurso, dança ao luar com o lobo mentiroso, na floresta que também é a casa da avó de boca tão grande que afinal era o lobo, que não era assim tão mau, mas que tinha fome. O caçador ouve o grito e não mata, mas salva.

Todos os bilhetes para os eventos podem ser adquiridos na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes, de segunda a sexta-feira no horário normal de funcionamento ou então online no site da BOL.

Populares