Seguir o O MINHO

Fafe

Antiguidades e arte sacra furtadas em Fafe são recuperadas

Um suspeito foi identificado

em

Foto: Divulgação/GNR

A GNR recuperou, esta quinta-feira em Fafe, arte sacra furtada e antiguidades no valor de 5 mil euros.

No âmbito de uma investigação iniciada pelo furto de duas residências no concelho de Cabeceiras de Basto, entre 28 de setembro e 2 de outubro, os militares realizaram uma busca domiciliária e duas buscas em veículos que culminaram na apreensão de diversos objetos: duas figuras religiosas, um relógio em madeira antigo, dois candeeiros de barro antigos, um pulverizador em cobre, uma bomba manual de trasfega de vinho, e vários instrumentos utilizados pelo suspeito para proceder aos furtos em residência (pés de cabra, lanternas, entre outros).

Os objetos recuperados seriam posteriormente escoados através de venda ambulante.

Durante as diligências foi identificado um homem, de 51 anos, que já cumpriu um ano de prisão por furtos de antiguidades e arte sacra, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial de Cabeceiras de Basto.

Anúncio

Fafe

Fafe: Mulher encontrada morta em casa com sinais de violência

Em Arões

em

Imagem: Fafe TV

Uma mulher, com 75 anos, foi encontrada morta no interior da sua habitação, esta terça-feira, em Arões, Fafe.

Segundo disse a O MINHO Paulo Ferreira, comandante dos Bombeiros de Fafe, a idosa foi encontrada cadáver no chão de uma cozinha que dava acesso à habitação, num cenário grotesco de sangue e desarrumação.

Os vizinhos deram por falta da senhora, de manhã, por esta não ter recolhido o pão, como era hábito. Acabaram por esperar algum tempo até que decidiram alertar as autoridades.

A GNR deslocou-se e solicitou a comparência dos Bombeiros de Fafe para procederem à abertura da porta da habitação.

Quando entraram, o cenário era “grotesco”. “Havia sangue por todo o lado, até no frigorífico, e estava tudo revirado, malas e gavetas abertas, tudo remexido, objetos espalhados pelo chão, tudo ensanguentado”, apontou o comandante.

Perante tal cenário, foi imediatamente alertada a Polícia Judiciária, que já está em Arões a proceder a investigações para apurar o sucedido.

Tudo indica que se tenha tratado de um assalto ocorrido durante a madrugada, mas ainda não há certezas.

No local, estiveram os Bombeiros de Fafe com uma ambulância e um veículo ligeiro para proceder à abertura da porta e a SIV de Fafe, que declarou o óbito.

A GNR registou a ocorrência que passou para a alçada da PJ.

Notícia atualizada às 11:30 (08/01) devido a uma troca no nome do comandante da corporação fafense

Continuar a ler

Ave

Grupo belga compra empresa de Fafe dedicada ao alumínio

Empresa já notificou a Autoridade da Concorrência

em

Foto: Google Maps

A Corialis, grupo sediado em Lokeren, Bélgica, e que fornece sistemas de perfis de alumínio, notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da compra da industrial Lingote Alumínios, empresa que em 2017 foi comprada pela gestora de fundos de ‘private equity’ da Oxy Capital.

A operação de concentração, notificada na passada quinta-feira à AdC, e hoje publicada na página de internet, consiste na aquisição, pelo grupo Corialis, através da sua subsidiária integralmente detida, Aliplast, do controlo exclusivo da Lingote Alumínios, empresa criada em 1994 e sediada em Fafe que se dedica à extrusão de perfis de alumínio e respetivo revestimento industrial.

O grupo Corialis é controlado pela CVC Capital Partners SICAV-FIS, ativo no fornecimento de sistemas de perfis de alumínio, incluindo janelas, portas, elementos de correr, sistemas de telhado e estufas, divisórias e balaustradas.

Em novembro de 2017, a Oxy Capital notificou a Adc da compra da Lingore, através do fundo Oxy Capital Mezzanine Fund.

 

Continuar a ler

Ave

Armas e munições apreendidas a dois suspeitos de violência doméstica em Fafe

Suspeitos foram identificados

em

Foto: DR / Arquivo

A GNR apreendeu armas e munições nas residências de dois homens, de 51 e 83 anos, identificados pelos crimes de violência doméstica no concelho de Fafe, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, aquela força policial avança que o homem de 51 anos maltratou física e psicologicamente, durante 14 anos, a sua companheira, de 62 anos.

Foi cumprido um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendida uma caçadeira, uma pistola adaptada para calibre 6.35 e 35 munições de vários calibres.

No segundo caso, os militares apuraram que o suspeito, de 83 anos, durante a relação de 53 anos, maltratava física e psicologicamente a sua mulher, de 81 anos, bem como as três filhas, quando eram menores de idade.

Também através de um mandado de busca domiciliária foi apreendida ao suspeito uma caçadeira e 41 munições de vários calibres.

Ambos os homens foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

PASSATEMPO

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

Populares