Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Antigo vereador do PS candidata-se à Câmara de Viana pelo Nós, Cidadãos!

Eleições autárquicas

em

Foto: DR

Rui Martins, que foi vereador do urbanismo do antigo presidente socialista da Câmara de Viana do Castelo, Defensor Moura, vai concorrer pelo Nós, Cidadãos! à autarquia da capital do Alto Minho nas eleições deste ano, foi hoje divulgado.

“Aceitei o honroso desafio da candidatura à liderança da nossa Câmara porque, como todos os que partilham os ideais deste movimento, acredito nas extraordinárias capacidades de Viana e das nossas gentes. Represento um movimento de cidadania, livre, independente, agregador de pessoas com partido, sem partido, de esquerda, de direita, de todas as origens e gerações”, afirma o arquiteto, citado numa nota hoje enviada à agência Lusa.

Em declarações hoje à agência Lusa, Paula Cristina Veiga, ex-vereador do PSD e atual vereadora independente no executivo presidido pelo socialista José Maria Costa disse integrar a lista encabeçada por Rui Martins, adiantando que aquela candidatura “vai ser oficialmente apresentada na quinta-feira”.

Rui Martins integrou, em janeiro de 1994, a equipa do então autarca socialista Defensor Moura, que conquistou a Câmara de Viana do Castelo ao PSD de Carlos Branco Morais, que perdeu as eleições por querer tirar o Castelo ao nome da cidade.

Rui Martins, que também chegou a ser vereador da oposição durante o exercício da maioria social-democrata liderada por Branco Morais, abandonou o executivo de Defensor Moura, ainda durante a primeira metade do primeiro mandato, alegando pouca disponibilidade para exercer a sua atividade profissional.

Na nota hoje enviada à Lusa, o candidato do Nós, Cidadãos! acrescenta que Viana do Castelo “é uma comunidade centenária capaz dos maiores desafios, com provas dadas nos mais díspares recantos planetários”.

O candidato diz ainda que tem “ideias e projetos para que todos os Vianenses não se sintam estranhos na sua própria casa”.

“Queremos um município livre e abrangente, onde todos cabem, mais coeso, mais participativo, mais próspero. Um município solidário que não começa nem termina na cidade. Revemo-nos no primado da competência e no da igualdade de oportunidades”, sustenta.

Rui Martins adianta acreditar “na valia” dos “recursos” do concelho “como fator de mobilização das novas gerações para os aliciantes desafios do futuro”.

“Contrapomos à governação tutelar a coragem da responsabilidade cívica de participar ativamente, sem complexos nem receios, na vida da nossa comunidade e na defesa dos valores em que acreditamos. Oferecer a Viana o melhor do nosso contributo, da nossa experiência, das nossas competências e dedicação, é um dever”, sustenta o arquiteto.

O nome da atual vereadora independente, Paula Cristina Veiga é o único a integrar a lista, tal como confirmou a própria.

Em abril, a então vereadora do PSD justificou a sua desfiliação daquele partido “com um conjunto de fatores, incluindo a escolha de Eduardo Teixeira para candidato à Câmara”.

“Um grande partido como o PSD tem de ter um forte sentido de coletivo, mas, infelizmente, não é isso que vejo em Viana do Castelo”, disse, na altura, Paula Cristina Veiga à Lusa.

Para a vereadora, que vai cumprir o resto do mandato como independente, os partidos são desvirtuados “quando se começam a verificar situações de monopolização”.

A Câmara de Viana do Castelo é atualmente constituída por seis membros do PS, um do PSD, uma vereadora independente e outra da CDU.

Segundo a lei, as eleições autárquicas decorrem entre setembro e outubro, mas ainda não têm data marcada.

O Nós, Cidadãos! é, de acordo com a sua página na Internet, “um partido político com origem na reflexão do Instituto da Democracia Portuguesa (IDP), fundado em 2007”.

Populares