Seguir o O MINHO

Alto Minho

Antigo mercado de Paredes de Coura transformado em incubadora de empresas

Economia

em

Foto: CM Paredes de Coura / Divulgação

Um investimento municipal de um milhão de euros transformou o antigo mercado de Paredes de Coura, em centro de capacitação empresarial, hoje inaugurado pela Câmara local.

Em comunicado enviado às redações, o município presidido pelo socialista Vítor Paulo Pereira adiantou que a incubadora de empresas, designada Elevadora, nasceu no espaço do mercado municipal, cuja abertura ao público data de 1990.

Alvo de obras de requalificação o novo espaço reúne agora escritórios individuais, ‘co-working’ e ‘open-office’, “pensados para empresas na área tecnológica, num edifício que ganhou melhores condições de funcionalidade e conforto, traduzido no alargamento das valências disponíveis para empreendedores, comerciantes e comunidade.

O equipamento foi ainda dotado de “um novo espaço comercial e de serviços, como de uma área envolvente mais apelativa que convida a população ao lazer e à prática desportiva”.

“Na verdade, não somos verdadeiramente uma Câmara Municipal. O nosso modo de governança e de ação aproxima-se mais de uma start-up política ou social que segue a inovação e os desafios para melhorar a vida das pessoas do que propriamente de uma instituição política formal, que apenas se preocupa em fazer o esperado e manter-se no poder”, afirmou Vítor Paulo Pereira, citado na nota.

Na inauguração do espaço, Vítor Paulo Pereira referiu que apesar da doença causada pelo novo coronavírus, o executivo que lidera “nunca perdeu o foco e não ficou parado a gerir a pandemia”.

“Foi neste tempo difícil que conseguimos implantar em Paredes de Coura a primeira fábrica de vacinas do país, que abrirá as portas a muitos jovens licenciados que poderão viver e trabalhar em Paredes de Coura, numa área altamente inovadora e profissionalmente gratificante”, adiantou.

O autarca socialista acrescentou que “este investimento coloca Paredes de Coura no centro da inovação e da competitividade territorial ao permitir a criação de um novo polo de biotecnologia entre o Norte de Portugal e Galiza”.

“Também foi neste período pandémico que os courenses viram ser criada a cobertura integral do concelho com fibra ótica ou até a substituição de luminárias “tradicionais” por luminárias Led, traduzida por uma grande poupança orçamental, eficiência energética e ganhos ambientais. Entretanto, ultimam-se as obras de expansão e requalificação do Parque Empresarial de Formariz e a preparação do projeto que levará à criação da terceira Zona Industrial de Paredes de Coura, que nascerá na freguesia de Linhares e a nova ligação ao Parque Empresarial de Castanheira, que continuará a ser competitivo e com muita vitalidade”, especificou.

Já o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, presente na inauguração do Centro de Capacitação Empresarial, disse que o autarca de Paredes de Coura “tem a capacidade de imaginação de um homem que pode transformar o território”.

“É um território raiano que necessita permanentemente de estar a criar e conquistar as pessoas que estão à volta. Para Paredes de Coura não há dificuldades quando as dificuldades aparecem”, referiu o governante, citado naquele documento.

Populares