Antigas instalações da Guarda Fiscal viram biblioteca em Ponte da Barca

O “elevado interesse patrimonial” das antigas instalações da ex-Guarda Fiscal, em Ponte da Barca, levou a Câmara local a investir mais de 1,5 milhões de euros na reconversão e adaptação daquele espaço a biblioteca municipal, disse esta quinta-feira o presidente da autarquia.

Vassalo Abreu explicou que além de “reabilitar aquele importante património”, a nova biblioteca “vem dar resposta às necessidades de dotar concelho de uma biblioteca moderna, capaz de oferecer outros serviços e melhores condições”.

O novo equipamento, a inaugurar no próximo dia 24 no âmbito das comemorações do Dia do Município, representou um investimento de 1.545.939 euros. Daquele montante, mais de 549 mil euros foram suportados pela autarquia, sendo que o restante, perto de um milhão de euros foi comparticipado por fundos do Programa Operacional Regional do Norte – ON.2 – O Novo Norte.

Até agora instalada no edifício de Santo António do Buraquinho, a nova biblioteca distribui-se por três pisos, e “tem capacidade para acolher cerca de 200 utilizadores por dia, sendo que em eventos específicos, poderá acolher mais público”.

A nova biblioteca dispõe de um espaço infanto-juvenil, outro dedicado ao audiovisual (ouvir música e ver filmes), espaço internet e de leitura de presença onde poderão ser consultadas também revistas, jornais, entre outras publicações.

Dispõe, ainda, de um miniauditório, com capacidade para 38 lugares sentados, gabinete de pesquisa individual, depósito para arquivo de livros e documentos de acesso mais restrito. A nova biblioteca vai permitir também aos utilizadores o acesso ao catálogo ‘online’.

O novo equipamento vai ser inaugurado no dia 24, às 11h00, data em que o concelho assinala os 502 anos do Foral Novo de Ponte da Barca, outorgado em 1513 pelo Rei D. Manuel I, às então designadas Terras da Nóbrega.

dia do municipio ponte da barca

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

"O Mundo Braguista": Cinco anos a mudar mentalidades

Próximo Artigo

Famalicão pede "respeito" pelos seus 84 anos de história

Artigos Relacionados
x