Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Antiga praça de touros em Viana já começou a ser demolida

Desativa desde 2009 quando a cidade se declarou anti-touradas

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

A antiga praça de touros de Viana do Castelo já começou a ser demolida, na terça-feira, para dar origem a um complexo desportivo. “Queremos que aquele equipamento, que antigamente era um praça da morte, se transforme numa praça de vida, destinando-o à prática desportiva e à formação de crianças, jovens e adultos”, sublinhou o presidente da Câmara, José Maria Costa.

A empreitada da nova “Praça Viana” tem um custo de 3,7 milhões de euros e deverá estar concluída dentro de 18 meses.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

O autarca socialista manifestou, aquando do lançamento da obra, o objetivo de “que o novo equipamento esteja concluído no prazo previsto para poder ser “um dos instrumentos de apoio” ao projeto de Cidade Europeia do Desporto, em 2023.

Em 2019, Viana do Castelo comunicou à Associação Portuguesa das Cidades Europeias do Desporto, a intenção formal de se candidatar a Cidade Europeia do Desporto.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Em 2020, o município recebeu, oficialmente, o certificado da Associação das Capitais e Cidades Europeias do Desporto (ACES) Europa, da aceitação de Viana do Castelo candidata a “European City of Sport 2023.

O anúncio oficial deverá ocorrer no final de 2021.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

A Praça Viana terá uma área de 3.800 metros quadrados e cerca de 65 metros de diâmetro.

Será gerida pela Escola Desportiva de Viana (EDV), em regime de comodato, dotando a associação de condições adequadas para as inúmeras modalidades e para a formação dos jovens do concelho.

Rui Cavaleiro, o arquiteto que assina o projeto realçou o “desafio estrutural, do ponto de vista da engenharia” que o novo edifício representa, “mantendo a sua imagem original”.

“Permanecem alguns elementos da antiga praça, com um ar mais contemporâneo, mas que permitem perceber que existia ali um edifício com história”, explicou.

A reconversão da antiga praça de touros, desativada desde 2009, ano em que cidade se declarou anti-touradas, está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), candidatado a fundos comunitários do Portugal 2020.

Populares