Seguir o O MINHO

Alto Minho

Âncora: Duna dos Caldeirões fica recuperada até final de setembro

em

Imagem: Luís Valadares /cm-caminha.pt

A segunda fase das obras de recuperação da duna dos Caldeirões, em Vila Praia de Âncora, no concelho de Caminha vai estar concluída no final de setembro, orçada em 392 mil euros.

O socialista Miguel Alves explicou que “a consolidação e limpeza das margens do rio Âncora está terminada, faltando, nas proximidades, a construção de um parque de estacionamento”.

As marés-vivas que assolaram a costa portuguesa, em janeiro de 2014, destruíram a duna dos Caldeirões, com cerca de sete metros de altura e quase 100 metros de comprimento, em Vila Praia de Âncora, e mudaram a foz do rio Âncora várias centenas de metros para sul. O mar ameaçou ainda várias habitações, um campo de futebol, e causou “vários problemas ambientais”, como a salinização da área protegida do estuário.

Além da empreitada prestes a concluir, o programa Polis Litoral Norte já reconstrução do paredão da praia de Moledo, igualmente destruída pelo mar, e tem em curso outras duas intervenções, uma na ecovia, com reforço de proteção e limpeza entre Moledo e Vila Praia de Âncora, e a construção de parque de estacionamento e consolidação do limite norte da Gelfa.

“Há dois anos, o concelho tinha zero obras do Polis Litoral Norte e zero euros de investimento. Hoje, o concelho tem quatro obras e 1 milhão e 200 mil euros de investimento”, sublinhou.

A empreitada na Duna dos Caldeirões, de “reforço, proteção dos sistemas dunares, e renaturalização de áreas degradadas da foz rio Âncora”, foi iniciada em março passado, e vai ser visitada, na segunda-feira, pelo ministro e secretário de Estado Ambiente, Jorge Moreira da Silva e Paulo Lemos, respetivamente.

Antes da época balnear ficaram concluídos os trabalhos que permitiram devolver o rio à sua foz natural, num investimento de 23 mil euros.

Esta intervenção incluiu a abertura de uma vala até ao mar para escoar as águas estagnadas face à nova foz do rio Âncora, assim como a consolidação das margens.

Já a empreitada que prestes a estar concluída inclui ainda “a limpeza de infestantes arbóreas e herbáceas, a recuperação de passadiços, vedações e muros existentes, consolidação da margem esquerda do rio Âncora, junto ao campo de futebol, com recurso a algum enrocamento, a construção esporão fluvial que vai permitir diminuir a força das águas do mar, e ainda a construção de uma cortina de estacas de proteção da duna”.

Anúncio

Viana do Castelo

Procissão voltou a ir ao mar em Viana do Castelo

Romaria d’Agonia

em

Foto: DR

Os barcos tradicionais voltaram a sair para as águas da costa de Viana do Castelo em mais uma edição da Procissão ao mar, inserida na Romaria d’Agonia, festas típicas do concelho de Viana do Castelo.

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Foto: Romaria d’Agonia

Estas festividades remontam a 1772, em honra da padroeira dos pescadores, Senhora da Agonia. Desde sempre, a ela acorreram homens do mar vindos do litoral português e também da Galiza. São declaradas como feriado municipal, encerrando a dia 20.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Tapetes de sal dão cor a ruas de Viana no último dia da Romaria d’Agonia

FOTOGALERIA

em

Fotos: Facebook de Romaria d'Agonia

Após uma noite longa de trabalho, Viana do Castelo acordou, esta terça-feira, vestida de sal, com os tapetes a colorirem várias ruas, no último dia da Romaria d’Agonia.

O ouro e o poema “Havemos de ir a Viana” inspiram o tapete em honra da Senhora d’ Agonia que os moradores na rua principal da ribeira criaram de ontem para hoje.

No total, segundo números da VianaFestas, entidade que organiza a Romaria d’ Agonia, são utilizadas mais de 30 toneladas de sal na confeção dos tapetes.

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Foto: Facebook de Romaria d’Agonia

Como manda a tradição, é por estes tapetes que o andor da Senhora d’ Agonia irá passar no regresso da também típica procissão ao mar e ao rio.

Continuar a ler

Alto Minho

Despiste e capotamento faz um ferido grave em Arcos de Valdevez

Na EN 101.

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Três pessoas ficaram feridas na sequência de um despiste durante a madrugada desta terça-feira em Aguiã, Arcos de Valdevez. Uma das vítimas, de 42 anos, sofreu ferimentos considerados “graves”.

Ao que O MINHO apurou, a viatura terá entrado em despiste seguido de capotamento na Estrada Nacional 101, com os três ocupantes da viatura a sofrerem ferimentos.

O alerta foi dado pelas 04:52 e ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, SIV de Arcos de Valdevez e a VMER de Viana do Castelo.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares