Redes Sociais

Ponte de Lima

Ana Malhoa é cabeça de cartaz da festa da Boa Morte na Correlhã

a

Ana Malhoa. Foto: Facebook de Ana Malhoa

A cantora Ana Malhoa é a principal atração musical deste ano da Grande Romaria da Nossa Senhora da Boa Morte, festa da freguesia da Correlhã, em Ponte de Lima.

A conhecida artista pop sobe ao palco instalado no Parque da Boa Morte no dia 28 de julho, sábado, às 22:00 horas.

No dia anterior, à mesma hora, a animação também promete, e ficará a cargo dos Sons do Minho.

“Aqui pede-se auxílio na morte, mas celebra-se também a vida, com a música, dança e os foguetes”, assinala o portal Visite Ponte de Lima na página de apresentação da festa: “No sábado de manhã, a Feira do Gado, à tarde, as bandas de música, à noite, o baile e o fogo de artifício. No domingo, a procissão é o ponto alto desta romaria“.

Ana Machado, vereadora da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Mariana Quintela, autora do cartaz, Teresa Lima Fiúza, Presidente da Comissão de Festas e Fátima Oliveira, Presidente da Junta de Freguesia. Foto: Facebook de Amândio de Sousa Vieira

O cartaz das principais festividades desta importante freguesia do concelho de Ponte de Lima foi apresentado no final de maio e é da autoria de Mariana Quintela, jovem arquiteta da terra.

No início do mês, o Cortejo das Mordomas e Leilão de Lenha marcou o arranque das atividades em torno da organização da Grande Romaria.

Depois de Xutos & Pontapés, que atuam no dia 24 de agosto, em Fontão, e de Tony Carreira, que a 11 de agosto regressa ao areal da vila de Ponte de Lima, Ana Malhoa é o terceiro grande nome anunciado para o verão musical por terras limianas.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Ponte de Lima

Trânsito retomado nos acessos à A3/A27 em Ponte de Lima oito horas após despiste

Em Refóios do Lima.

Publicado

a

O trânsito foi retomado às 16:00 no nó de acesso às autoestradas A3 e A27, em Refóios, Ponte de Lima, mais de oito horas depois de ter sido cortado hoje após o despiste de um veículo pesado, informou a GNR.

Fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que os trabalhos de remoção do veículo implicaram a intervenção de uma grua e reboques.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Foto: Guilherme Martins Carvalho no grupo de Facebook “Operação STOP Viana do Castelo”

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o corte de trânsito nos dois sentidos neste nó de acesso à A3 (Porto/Valença) e à A27 (Viana do Castelo/Ponte de Lima) ocorreu, hoje, cerca das 08:21.

De acordo com a mesma fonte, o despiste daquele veículo, que transportava carne, provocou ferimentos ligeiros nos dois ocupantes da viatura que foram transportados ao hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

O alerta do acidente foi dado às 08:03 e ao local compareceram dez operacionais e três viaturas dos bombeiros voluntários de Ponte de Lima, duas patrulhas da GNR, uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e a concessionária da autoestrada.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Despiste de camião corta trânsito nos acessos à A3/A27 em Ponte de Lima

Em Refóios.

Publicado

a

Foto: Guilherme Martins Carvalho no Grupo Operação STOP Viana do Castelo (Facebook)

O despiste de um veículo pesado de transporte de mercadorias obrigou esta quinta-feira ao corte de trânsito no nó de acesso às autoestradas A3 e A27, em Refóios, Ponte de Lima, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Segundo a fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o corte de trânsito nos dois sentidos neste nó de acesso à A3 (Porto/Valença) e à A27 (Viana do Castelo/Ponte de Lima) ocorreu cerca das 08:21.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

De acordo com a mesma fonte, o despiste daquele veículo, que transportava carne, provocou ferimentos ligeiros nos dois ocupantes da viatura que foram transportados ao hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

O alerta do acidente foi dado às 08:03 e ao local compareceram 10 operacionais e três viaturas dos bombeiros voluntários de Ponte de Lima, duas patrulhas da GNR, uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e a concessionária da autoestrada.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Na praxe da Escola Superior Agrária em Ponte de Lima vindima-se: “É a melhor forma de integração”

De tesoura na mão, estudantes, funcionários e docentes, vão vindimar as uvas loureiro.

Publicado

a

Vindimas na ESA, em Refóios do Lima. Foto: Divulgação / IPVC

A época das vindimas está aí e a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima (ESA-IPVC) já lançou o desafio a toda a comunidade para fazer parte desta tradição centenária, conforme se pode ler no site de Internet daquela unidade do do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

De tesoura na mão, estudantes, funcionários e docentes, vão vindimar as uvas loureiro que se encontram na quinta da Escola em Refóios do Lima, nos dias 20, 21 e 24 de setembro, incluindo os caloiros.

“É a melhor forma de integração na academia”, começa por afirmar a diretora da ESA-IPVC, Ana Paula Vale, que tem por tradição envolver toda a academia nas vindimas.

Mosteiro de Refóios do Lima e Escola Superior Agrária de Ponte de Lima. Foto: DR / Arquivo

“Vão estar envolvidos todos os novos alunos dos cursos de Agronomia, Gestão de Empresas Agrícolas e de Fruticultura, Viticultura e Enologia, professores, funcionários e todos aqueles que pretendam juntar-se a nós para vindimar uns belíssimos cachos de uvas Loureiro das nossas vinhas”.

Para além de ser uma atividade de integração e fomentar o convívio entre os recém-chegados à ESA-IPVC, Ana Paula Vale sublinha a componente pedagógica da iniciativa.

Aluno com 18,1 valores tem nota mais alta de entrada no IPVC e escolheu Desporto e Lazer

“Não só os integramos na comunidade académica da ESA como de certa forma acabam por ter uma aula prática sobre uma área com que irão trabalhar. Além do mais estas práticas positivas e integradoras beneficiam e facilitam a inserção dos alunos nos cursos e na Escola”, salienta a diretora, citada na nota divulgada no site da Escola Superior.

Ao todo a diretora da ESA-IPVC estima contar com mais de meia centena de “ajudantes” garantindo que apesar de todo o trabalho a animação também não irá faltar. As uvas colhidas irão depois para a adega de Ponte de Lima.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares