Seguir o O MINHO

Barcelos

Alzheimer, doença do futuro: Café Memória em Barcelos junta cuidadores há dois anos

Em 24 sessões, uma por mês, a iniciativa já reuniu mais de 500 participantes

em

24 sessões depois, mais de 500 participantes, o Café Memória Barcelos celebra, esta sexta-feira, o seu segundo aniversário com uma conversa moderada pelo ex-jornalista Alberto Serra, marcada, para as 21:30, na Casa de Saúde S. João de Deus.

O MINHO foi conhecer a história de quem lida de perto com pessoas com problemas de memória ou demência.

António Pereira começou a “curtir” a mãe, doente de Alzheimer, no dia em que o deixou de reconhecer como filho. Até lá vivia stressado, ocupado com o trabalho a que se juntavam treinos e jogos e não tinha muita “paciência para lidar com os esquecimentos” da mãe. “No dia em que ela me disse ‘Este senhor é tão bom para mim’, fez luz e mudei a forma como estava a viver”.

Lidar com doentes de Alzheimer “não é fácil. Não têm os mesmos ritmos que nós, acordam durante a noite, perdem noção do espaço e do tempo e agarram-se às memórias do passado, sobretudo da infância, fazendo quase daquilo o seu dia-a-dia”, relata o ex-cuidador.

“A minha mãe depois daquele dia passou a ser a minha prioridade até porque percebi que a tinha ‘perdido’. Então optei por “curti-la” até quando fosse possível”.

Passou a passear com a mãe, mais vezes, a fazer-lhe as vontades. Passaram horas na conversa, “uma forma de estimulá-la e de a deixar mais calma”. As poucas horas que dormia à noite passaram a ser de vigilância e de cuidado para que sempre que acordasse a mãe tivesse ali um apoio.

“Não foi nada fácil mas foi um período de muita aprendizagem sobre aquilo que somos como seres humanos, e sem dúvida, que a infância é marcante porque ela irá acompanhar-nos sempre até ao final da vida, tenhamos ou não uma qualquer demência».

Estatuto do cuidador

O médico psiquiatra Zeferino Ribeiro é um dos impulsionadores do Café Memória e em conversa com O MINHO reconhece que “os cuidadores quando se disponibilizam têm uma predisposição afectiva para lidar com os doentes”.

No entanto, “não têm as melhores condições para exercer essa tarefa porque é um emprego a full time que ainda não é reconhecido pelo Estado”.

Governo anuncia medidas para apoiar os cuidadores informais e pessoas cuidadas

Histórias como a de António Pereira são partilhadas há dois anos no Café Memória, “um espaço de busca de informação, de acolhimento, de partilha, de aceitação”. Segundo o médico, “os cuidadores não têm tempo para eles e aquelas duas horas acabam por ter um lado terapêutico, mesmo não sendo essa a intenção”.

Espaço Memória

O espaço contribui, desde 2017, para a melhoria da qualidade de vida e redução do isolamento social em que muitas destas pessoas muitas vezes se encontram.

Desde o início do projeto e até hoje, já se realizaram 24 sessões, uma por mês, com a participação de 508 pessoas (241 no 1º ano e 267 no 2º). São números que deixam bastante satisfeita a direção da Casa de Saúde S. João de Deus, entidade responsável pelo projeto em Barcelos.

“O crescimento do número de participações neste segundo ano mostra que esta é uma resposta que necessária na cidade de Barcelos. Foi com sentido de missão que abraçamos esta iniciativa, juntamente com a autarquia de Barcelos, seguindo a cultura do trabalho em rede que temos vindo a defender e pelo qual temos batalhado”, afirmou Isabel Bragança, diretora da Casa de Saúde S. João de Deus.

As sessões são procuradas na sua grande maioria por familiares/cuidadores (62%), sendo a demência prevalecente o Alzheimer (83%) e verificando-se que a grande maioria dos familiares/cuidadores são mulheres (69%).

Todas as sessões elaboradas têm uma temática diferente e também um palestrante distinto.
“O objetivo é conseguir abordar as diferentes dúvidas e inquietações da plateia e, ao mesmo tempo, dar respostas que possam facilitar o seu dia-a-dia através de exemplos práticos ou até de exercícios específicos. Verificou-se inclusivamente que as sessões mais participadas foram as de cariz lúdico e as de conselhos práticos!”, finaliza Zeferino Ribeiro

Anúncio

Barcelos

Colisão em Barcelos faz um morto

Em Barqueiros

em

Foto cedida a O MINHO

Uma colisão entre uma viatura de transporte de mercadorias e um veículo ligeiro provocou um morto e ferimentos em outra pessoa, ao final da manhã desta terça-feira, em Barqueiros, Barcelos.

Foto cedida a O MINHO

Ao que apurou O MINHO junto de fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga, a vítima, de 60 anos, foi declarado óbito no local.

O alerta foi dado pelas 11:25 para a Estrada Nacional 205, para a freguesia de Barqueiros, mobilizando Bombeiros Voluntários de Barcelinhos e a VMER de Braga.

Um outro homem envolvido no acidente ficou com ferimentos considerados “ligeiros”.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Barcelos

Saiba onde vai ficar a Mercadona em Barcelos

Abertura a 26 de setembro

em

Foto: DR

Já há data oficial para a abertura da primeira loja da cadeia de hipermercados espanhola Mercadona na região do Minho. O próximo dia 26 de setembro fica marcado pela abertura da loja na rua Filipa Borges, 414, na cidade de Barcelos.

Depois das primeiras 4 aberturas no mês de julho, no distrito do Porto, a empresa prepara agora a sua próxima abertura, no dia 26 de setembro, em Barcelos.

Durante os próximos dias, até 6 de setembro, colaboradores da empresa vão “dar a conhecer” aos vizinhos da nova loja o funcionamento do supermercado, através de sessões de apresentação às comunidades, avança a empresa em comunicado.

Em Barcelos, as apresentações decorrem no Hotel Bagoeira e estão programadas 2 sessões por dia, com capacidade para cerca de 100 participantes cada: uma de manhã, pelas 11:00, e outra à tarde, pelas 18:00, com a duração de uma hora.

Para cada sessão é necessário realizar inscrição através dos números de telefone 918 724 597 e 918 714 687, de segunda a sexta-feira, entre as 9:00 e as 21:00.

Continuar a ler

Barcelos

Detido após “bofetadas e empurrões” a ex-companheira em Barcelos

Homem de 39 anos tinha uma faca de cozinha que lhe foi apreendida

em

Foto: Ilustrativa

A PSP deteve na terça-feira, em Barcelos, um homem de 39 anos por violência doméstica contra a sua ex-cônjuge, anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a PSP refere que o detido abordou a na via pública e agrediu-a com bofetadas e empurrões. Perante a intervenção de populares, o detido foi “isolado” da ex-cônjuge até à presença da PSP.

O suspeito tinha em sua posse uma faca de cozinha, que foi apreendida.

Continuar a ler

Populares